Cientistas transformam folha de espinafre em tecido cardíaco

Cientistas do Worcester Polytechnic Institute (WPI), em Massachusetts, nos EUA, descobriram uma maneira de usar estruturas de folhas de espinafre para regenerar tecidos cardíacos humanos.

O estudo foi publicado na Biomaterials, e descreve uma nova forma de criar sistemas vasculares, uma das grandes dificuldades da engenharia de tecidos. Outros cientistas já criaram grandes tecidos humanos em laboratório com impressoras em 3D, mas o grande desafio é desenvolver pequenos e delicados vasos sanguíneos, que são muito importantes para a saúde do tecido.

“A maior restrição para a engenharia de tecido é a falta de conexões vasculares. Sem esta rede, o tecido morre”, afirma o especialista Joshua Gershlack.

Uma das características da folha de espinafre é a rede de pequenas veias que levam água e nutrientes para as células. Com esta rede vegetal, foi possível replicar a forma com que o sangue se movimenta nas veias humanas.

Para tornar isto possível, foi necessário mergulhar as folhas de espinafre num tipo de detergente especial para remover todas as células vegetais das folhas, mantendo apenas as estruturas de celulose.

Joshua R. Gershlak

Decelularização da folha de espinafre

Decelularização da folha de espinafre

“A celulose é biocompatível e já foi utilizada em várias aplicações regenerativas médicas, como na engenharia de tecido de cartilagem, engenharia de ossos e cicatrização de ferimentos”, destacam os autores do estudo.

A equipa de cientistas mergulhou a estrutura da planta em células humanas para que o tecido humano pudesse crescer no apoio da folha de espinafre.

Assim, quando a folha se transforma num mini-coração, os especialistas enviam fluídos e corantes através das pequenas veias para mostrar como é que as células sanguíneas poderiam fluir neste sistema.

O objetivo final dos especialistas é conseguir substituir tecidos danificados em pacientes que sofreram um ataque cardíaco ou que têm problemas cardíacos que impedem a contração do coração.

Mas esta técnica não funciona exclusivamente em folhas de espinafre. A madeira, por exemplo, poderia ser usada para substituir ossos humanos.

“Temos ainda muito trabalho a fazer, mas por enquanto isto é muito promissor. Adaptar plantas abundantes que têm sido cultivadas há milhares de anos para usar na engenharia de tecidos pode solucionar vários problemas”, explica o cientista Glenn Gaudette.

PARTILHAR

RESPONDER

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …

Presidente da República passa o fim de ano na ilha do Corvo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai passar a noite de 31 de dezembro para 1 de janeiro na ilha do Corvo, nos Açores, de onde será transmitida a sua mensagem de Ano …

O calor extremo está a fazer com que os bebés nasçam mais cedo

Investigadores descobriram que o calor extremo faz com que os bebés nasçam mais cedo. Tal como quase tudo neste mundo, as coisas só vão piorar com as alterações climáticas. Segundo o Science Alert, os dois investigadores …

Empresa está a contratar uma pessoa que será paga para usar pijamas e dormir

Um start-up de colchões da Índia, que se descreve como uma "empresa de soluções para dormir" está a contratar alguém que será pago apenas para fazer isso mesmo. O objetivo é testar os seus produtos de …

O primeiro local funerário de compostagem humana do mundo abre em 2021

Prevê-se que a primeira instalação funerária de compostagem humana do mundo abra na primavera de 2021, depois de os legisladores do Estado de Washington terem legalizado o processo póstumo no início do ano. A empresa Recompose, …