Cientistas russos descobrem uma nova espécie de titanossauro na Sibéria

(dr) S.V. Leshchinskiy

O paleontólogo russo Stepan Ivantsov é um dos autores da descoberta

Paleontólogos das universidades russas de São Petersburgo e Tomsk descreveram uma nova espécie de titanossauro que viva na Sibéria, o qual baptizaram de Sibirotitan astrosacralis.

“O animal é o segundo saurópode a receber este nome científico na Rússia, e é uma das formas de titanossauros mais antigas descobertas na Ásia”, afirma uma nota de imprensa da Universidade de São Petersburgo divulgada este sábado.

A descrição da nova espécie foi realizada a partir de dentes, vértebras e um osso sacro com cerca de meio metro de comprimento, encontrado perto da cidade siberiana de Shestokovo, famosa pelos achados de fósseis de dinossauros.

O Sibirotitan astrosacralis é um saurópode, um dinossauro herbívoro de grandes dimensões, pescoço longo, cabeça pequena, patas grossas e cauda robusta. Segundo os paleontólogos russos, a nova espécie não estava entre os maiores titanossauros: media “apenas” 12 metros da cabeça à ponta da cauda e pesava cerca de dez toneladas.

(dr) Averianov, Ivantsov, Skutschas, Faingertz & Leshchinskiy, 2018

Sibirotitan astrosacralis

Os fósseis foram encontrados junto ao rio Kiya, numa falésia que, segundo os cientistas, deverá estar a esconder um esqueleto completo de um Sibirotitan astrosacralis, uma vez que há novos achados todos os anos.

Pavel Skuchas, professor da Universidade de S.Petersburgo, considera que a descoberta na Sibéria de novas espécies de titanossauros levanta dúvidas sobre o seu lugar de origem.

“Antigamente considerava-se que os titanossauros tinham surgido no Cretáceo inferior, há 140 milhões de anos, na América do Sul”, declarou Skuchas na nota de imprensa, “mas os dados actuais permitem-nos supor que afinal apareceram na Ásia“.

A descoberta foi apresentada num artigo publicado no fim do mês passado na revista especializada Geobios.

// EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Parar de comer quando se está cheio nem sempre é fácil (e há uma razão para isso)

Com alguns alimentos, parar de comer — mesmo quando se está cheio — nem sempre é fácil. Isto porque algumas destas comidas podem ter sido feitas de forma a que tal aconteça. Nenhum alimento é criado …

Há milhares de misteriosos buracos no fundo do mar da Califórnia

Surgiu um novo mistério perto da costa de Big Sur, na Califórnia, no fundo do Oceano Pacífico: há milhares de pequenos fragmentos redondos retirados dos sedimentos do fundo do mar.   A descoberta foi feita como parte …

NASA apresenta "mapa do tesouro" para encontrar água em Marte

Uma equipa de cientistas da NASA elaborou um mapa da água congelada que existe em Marte e que se acredita estar a apenas 2,5 centímetros abaixo da superfície do Planeta Vermelho - isto é, à …

Já se sabe como é que planetas florescem a partir de pequenos pedaços de poeira

Uma equipa de investigadores validou uma teoria que pode explicar como é que os planetas crescem a partir de pequenos pedaços de poeira interestelar. O crescimento de um pequeno pedaço de poeira até um planeta inteiro …

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …