Cientistas recriam habitat dos humanos primitivos (e a vida não era um piquenique)

Illustration: M. Lopez-Herrera via The Olduvai Paleoanthropology and Paleoecology Project and Enrique Baquedano

Ilustração do habitat dos humanos primitivos em África, há 1.8 milhões de anos.

Ilustração do habitat dos humanos primitivos em África, há 1.8 milhões de anos.

Uma equipa de cientistas conseguiu recriar, pela primeira vez, aquele que seria o habitat dos nossos “parentes” mais primitivos, há 1.8 milhões de anos.

Esta reconstrução foi feita a partir de dados recolhidos de um local em Olduvai Gorge, Tanzânia, onde se encontraram ferramentas de pedra e ossos de duas espécies de hominídeos – o Paranthropus boisei, de cérebro pequeno e corpo robusto, e o Homo habilis, que já tinha um cérebro maior e uma aparência mais próxima dos humanos modernos.

Estas duas espécies tinham uma esperança média de vida entre 30 a 40 anos e alimentavam-se de lesmas, caracóis e fetos, mas também de carne de animais selvagens que tinham que disputar com leões, leopardos e hienas.

“Era duro viver. Era uma vida muito stressante porque estavam em competição contínua pela sua comida com carnívoros”, nota uma das investigadores envolvidas no estudo, a professora Gail M. Ashley do Departamento da Terra e de Ciências Planetárias da Escola de Artes e Ciências da Universidade de Rutgers, nos EUA.

A investigação, que contou também com a colaboração de elementos do Instituto Geológico de Zurique, na Suíça, da Universidade Complutense em Madrid, Espanha, e da Universidade do Estado da Pensilvânia, nos EUA, desenrolou-se desde 1994.

Durante mais de uma década, foram recolhidas amostras do solo e encontrados inúmeros ossos de girafas, elefantes e outros animais selvagens que podem ter sido mortos pelos hominídeos para os comerem ou parte da sua carne ter sido aproveitada por estes, depois de mortos por outros animais.

“O facto de comerem carne é uma questão importante na definição da pesquisa actual sobre os hominídeos. Sabemos que o aumento do tamanho do cérebro, a mera evolução dos humanos, está provavelmente ligada a mais proteínas“, salienta Gail M. Ashley, citada no site da Universidade de Rutgers.

A reconstrução do modelo do habitat vai permitir aos paleo-antropologistas perceberem melhor com era a vida humana naquela época.

O resultado da investigação pioneira foi publicado recentemente na revista Proceedings da Academia Nacional de Ciências dos EUA.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Vídeo de criança vítima de bullying gera onda de apoio global

Internautas de todo o mundo, inclusive celebridades, uniram-se para dar apoio ao menino australiano, de nove anos, que sofre de bullying por causa da sua aparência. De acordo com a BBC, Yarraka Bayles partilhou o vídeo …

Descoberta nova quasipartícula: o π-ton

Foi descoberta uma nova quasipartícula no Instituto de Tecnologia de Viena. Os cientistas batizaram-na de π-ton, uma quasipartícula que contém dois eletrões e duas lacunas. Existem diferentes tipos de partículas. Um deles, as quasipartículas, são excitações …

É oficial. Friends está de volta para um episódio especial

As preces dos fãs foram finalmente ouvidas. O elenco de Friends vai reunir-se para um episódio especial exclusivo na HBO Max. Jennifer Aniston, Courteney Cox, Lisa Kudrow, Matt LeBlanc, Matthew Perry e David Schwimmer voltarão ao …

Dieta ocidental está a deixar as pessoas menos inteligentes

Uma dieta pouco saudável, à base de hambúrgueres e doces está literalmente a deixar as pessoas menos inteligentes apenas no espaço de uma semana. Esta foi a conclusão de um estudo de investigadores da Universidade …

Pedro Proença: Sociedade deve atuar no combate ao racismo

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) disse, esta sexta-feira, que a sociedade portuguesa deve atuar no combate ao racismo, violência, xenofobia e intolerância. A Liga vai lançar, durante este fim-de-semana, uma campanha com …

Na última década, Coreia do Norte gastou mais de meio milhão de dólares em cavalos russos

A Coreia do Norte gastou recentemente dezenas de milhares de dólares na aquisição de 12 cavalos provenientes da Rússia, de acordo com os dados alfandegários. A Coreia do Norte gastou quase meio milhão de dólares (584.302 …

O caranguejo "supervilão" do Canadá vai ser transformado em plástico biodegradável

Uma equipa de cientistas no Canadá desenvolveu um plano para transformar uma espécie invasora de crustáceo - conhecida como como caranguejo supervilão - em copos e talheres  de "plástico", usando as suas carapaças para criar …

Covid-19. Tripulante de navio japonês pode ser o primeiro português infetado

Um português que é tripulante do navio Princess Cruises, atracado no porto de Yokohama, no Japão, pode ter sido diagnosticado "positivo" com o novo coronavírus. Contactada pela agência Lusa, a diretora-geral de Saúde, Graça Freitas, afirma …

Harry e Meghan vão deixar de poder usar a marca Sussex Royal

O duque e a duquesa de Sussex vão deixar de poder usar a marca Sussex Royal, anunciou, esta sexta-feira, um porta-voz da casa real. "Estando o duque e a duquesa focados nos seus planos de estabelecer …

Messi marca quatro e embala Barcelona para o topo da La Liga

Um póquer de Lionel Messi embalou o FC Barcelona, este sábado, para a liderança da Liga espanhola, com uma "mão cheia" de golos na receção ao Eibar (5-0). Os catalães subiram ao topo de La Liga …