Cientistas recriam habitat dos humanos primitivos (e a vida não era um piquenique)

Illustration: M. Lopez-Herrera via The Olduvai Paleoanthropology and Paleoecology Project and Enrique Baquedano

Ilustração do habitat dos humanos primitivos em África, há 1.8 milhões de anos.

Ilustração do habitat dos humanos primitivos em África, há 1.8 milhões de anos.

Uma equipa de cientistas conseguiu recriar, pela primeira vez, aquele que seria o habitat dos nossos “parentes” mais primitivos, há 1.8 milhões de anos.

Esta reconstrução foi feita a partir de dados recolhidos de um local em Olduvai Gorge, Tanzânia, onde se encontraram ferramentas de pedra e ossos de duas espécies de hominídeos – o Paranthropus boisei, de cérebro pequeno e corpo robusto, e o Homo habilis, que já tinha um cérebro maior e uma aparência mais próxima dos humanos modernos.

Estas duas espécies tinham uma esperança média de vida entre 30 a 40 anos e alimentavam-se de lesmas, caracóis e fetos, mas também de carne de animais selvagens que tinham que disputar com leões, leopardos e hienas.

“Era duro viver. Era uma vida muito stressante porque estavam em competição contínua pela sua comida com carnívoros”, nota uma das investigadores envolvidas no estudo, a professora Gail M. Ashley do Departamento da Terra e de Ciências Planetárias da Escola de Artes e Ciências da Universidade de Rutgers, nos EUA.

A investigação, que contou também com a colaboração de elementos do Instituto Geológico de Zurique, na Suíça, da Universidade Complutense em Madrid, Espanha, e da Universidade do Estado da Pensilvânia, nos EUA, desenrolou-se desde 1994.

Durante mais de uma década, foram recolhidas amostras do solo e encontrados inúmeros ossos de girafas, elefantes e outros animais selvagens que podem ter sido mortos pelos hominídeos para os comerem ou parte da sua carne ter sido aproveitada por estes, depois de mortos por outros animais.

“O facto de comerem carne é uma questão importante na definição da pesquisa actual sobre os hominídeos. Sabemos que o aumento do tamanho do cérebro, a mera evolução dos humanos, está provavelmente ligada a mais proteínas“, salienta Gail M. Ashley, citada no site da Universidade de Rutgers.

A reconstrução do modelo do habitat vai permitir aos paleo-antropologistas perceberem melhor com era a vida humana naquela época.

O resultado da investigação pioneira foi publicado recentemente na revista Proceedings da Academia Nacional de Ciências dos EUA.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

"Checkmate". Rússia apresenta o seu novo jacto de combate revolucionário

O novo jacto é a aposta do governo russo para as exportações e pode vir a ditar o fim da supremacia (aérea e no mercado) do F-35 norte-americano. A Rússia apresentou o protótipo do novo jacto …

"É demasiado tarde". As palavras dos médicos aos doentes com covid-19 que recusaram a vacina

Estados Unidos da América contam com 48.49% da população totalmente vacinada, apesar de o processo ter estagnado nas últimas semanas. Os números de novas infeções crescem, assim como as mortes face ao crescimento galopante da …

"Pingdemic". Há uma nova "pandemia" a causar escassez de comida e combustível no Reino Unido

As medidas de distanciamento social no Reino Unido caíram e, como consequência, centenas de milhares de pessoas estão a ser notificadas para cumprir isolamento. A partir desta segunda-feira o uso de máscara e outras medidas de …

O lago mais improvável de Roma é um refúgio urbano (que impulsiona o ativismo ambiental)

O lago mais improvável de Roma, que nem sequer devia existir, motivou uma luta pela proteção ambiental do local. No anos 90, num local de construção a apenas alguns quilómetros a leste do Coliseu de Roma, …

Afeganistão. EUA lançam ataques aéreos enquanto Talibãs exigem a renúncia do Presidente

Os Estados Unidos (EUA) entraram num confronto pela cidade de Kandahar, realizando ataques aéreos em apoio às forças afegãs, enquanto os Talibãs apelam ao Presidente Ashraf Ghani para renunciar. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, avançou …

A primeira casa impressa em 3D no Canadá é inspirada na sequência de Fibonacci

Depois de ter inspirado inúmeros edifícios, a sequência de Fibonacci serviu de musa à empresa de impressão em 3D Twente Additive Manufacturing (TAM), que criou a primeira casa impressa em 3D do Canadá. A Fibonacci House é …

Marcha do Orgulho de Budapeste será um protesto contra as leis anti-LGBTQI, diz organização

A marcha do Orgulho em Budapeste, que ocorrerá no sábado, será "uma celebração, mas também um protesto", disseram os organizadores, enquanto a comunidade LGBTQI húngara se prepara para desafiar a escalada da campanha anti-homossexual do …

PSD propõe máximo de 215 deputados e divisão de grandes círculos eleitorais

O PSD apresentou, esta sexta-feira, a sua proposta para a reforma do sistema eleitoral, que fixa um máximo de 215 deputados, menos 15 do que o total atualmente em vigor. A proposta do PSD para a …

Variante Lambda: o que saber sobre a nova mutação que preocupa as autoridades

Está a ter um foco mais circunscrito à América Latina, mas já houve dois casos desta mutação em Portugal. A OMS está atenta e de momento classifica a Lambda como uma variante de interesse. Foi inicialmente …

PSD força audição de Eduardo Cabrita sobre inquérito da IGAI

O PSD recorreu à figura da audição potestativa a que os partidos têm direito a usar regimentalmente para ouvir membros do Governo e entidades públicas.  O PSD requereu esta sexta-feira a audição parlamentar obrigatória do ministro …