Cientistas pagam 16 mil euros a voluntários que fiquem dois meses deitados

O Instituto Espacial de Medicina e Fisiologia de Toulouse, em França, vai pagar 16 mil euros a voluntários que estejam dispostos a passar dois meses na cama, num estudo clínico sobre simulação de microgravidade.

Os investigadores procuram homens com idades entre os 20 e os 45 anos, que não fumem, não sofram de alergias e cujo índice de massa corporal se fixe entre os 22 e os 27.

“Durante as primeiras duas semanas, os nossos cientistas farão uma série de provas com os voluntários. Depois, os voluntários vão estar 60 dias deitados numa cama”, explicou o especialista Artaud Beck.

“Ao longo destes dois meses, os candidatos deverão estar com a cabeça ligeiramente inclinada para baixo num ângulo de 6 graus“, destacou o cientista, sublinhando que haverá ainda um período de recuperação que irá durar 15 dias.

A experiência, financiada pela Agência Espacial Europeia (ESA), será realizada entre setembro e novembro, mas a primeira fase já começou em janeiro, na qual 10 pessoas permaneceram deitadas durante dois meses com uma inclinação de seis graus para simular a ausência de gravidade na Estação Espacial Internacional (EEI).

Parece fácil, mas esta tarefa não é para todos. Artaud Beck adverte que os participantes do projeto vão ter de comer, tomar banho e realizar todas as suas necessidades deitados.

“A norma é clara: os voluntários têm de manter pelo menos um ombro em contacto com a cama”, destacou o especialista.

Durante o estudo clínico, os voluntários vão sentir os mesmo sintomas enfrentados pelos astronautas, como a perda de densidade óssea e muscular nos membros inferiores.

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Por favor, alguém faça uma inspeção aos candidatos a ver se nenhum deles é filho, primo, vizinho, amigo filho da empregada de um dos senhores responsáveis por este projecto.Garanto que um pelo menos é^^.

RESPONDER

Cientistas criam algoritmo para identificar covid-19 a partir do som da tosse

Investigadores de vários países criaram um algoritmo que afirmam poder identificar se uma pessoa tem covid-19 a partir do som da sua tosse. Cientistas do México, Estados Unidos, Espanha e Itália, liderados por uma equipa do …

Para proteger o fundo do mar, novo sistema permite atracar vários barcos com uma só "âncora"

Quando vários barcos se amontoam numa enseada durante a noite, cada um deles lança uma âncora que pode potencialmente danificar os corais e a vida marinha no fundo do mar. O sistema Seafloat foi criado …

Japão e Estados Unidos assinam acordo de cooperação para exploração da Lua

O Ministério da Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia do Japão e a agência espacial dos Estados Unidos (NASA) assinaram um acordo de colaboração entre os dois países no programa Artemis, para a exploração da …

Washington Redskins mudam de nome por ser considerado racista

A equipa de futebol americano, até aqui denominada de Washington Redskins, vai abandonar essa designação, considerada de teor racista, para designar nativos da América do Norte. Em comunicado, a equipa de Washington explicou que, depois de uma …

Flores precisaram de cerca de 50 milhões de anos para se tornarem o que são hoje

As plantas com flor evoluíram há cerca de 100 milhões de anos, mas precisaram de outros 50 milhões de anos para diversificar e tornarem-se aquilo que são hoje, sugere uma equipa de investigadores. Os cientistas documentaram …

Estudo sugere que imunidade à covid-19 pode desaparecer em poucos meses

A imunidade adquirida por anticorpos após a cura da covid-19 pode desaparecer em alguns meses, o que poderá complicar o desenvolvimento de uma vacina eficaz a longo prazo, sugere um estudo britânico divulgado esta segunda-feira. "Este …

60 anos depois, já se sabe o que aconteceu aos 9 russos que desapareceram na Montanha da Morte

Passados 61 anos, o mistério da morte de nove esquiadores russos que faziam uma caminhada pelos Montes Urais, perto da chamada Montanha da Morte, foi finalmente resolvido. Em 1959, nove viajantes russos que faziam uma caminhada …

Médicos Sem Fronteiras é "institucionalmente racista", acusam atuais e ex-colaboradores

Uma declaração assinada por mil atuais e ex-funcionários revela que a Organização Não Governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF) é "institucionalmente racista" e reforça o colonialismo e a supremacia branca no trabalho humanitário que pratica. Na …

Empresa culpada pela crise de opioides fez contribuições políticas após declarar falência

A Purdue Pharma, empresa culpada pela crise de opioides nos Estados Unidos, fez contribuições políticas após ter sido processada e declarado falência. Os opioides são usados para aliviar a dor, mas também provocam uma sensação exagerada …

Norte-americano morre após ir a festa para provar que a covid-19 é uma farsa

Um norte-americano de 30 anos, de San Antonio, no estado do Texas, morreu de covid-19 depois de ir a uma festa para provar que a doença era uma farsa, informou a media local. O homem foi …