Cientistas já sabem como vão detetar vida alienígena em planetas muito distantes

NASA / JPL-Caltech

Ilustração do possível aspeto do sistema TRAPPIST-1 a partir de um ponto de vista próximo do planeta TRAPPIST-1f (direita).

Na tentativa de descobrir a existência da vida extraterrestre ou, pelo menos, a habitabilidade de exoplanetas, astrónomos costumam analisar uma série de dados, incluindo a posição no sistema estelar (a chamada “zona habitável”), bem como indícios de água no estado líquido e composição da superfície planetária.

Essa missão, no entanto, fica um pouco mais complicada quando esses planetas estão muito distantes da Terra, a milhares e milhares de anos-luz.

Agora, uma equipa de investigadores publicou um estudo no Science Advances no qual explica uma maneira mais eficiente de detetar a vida extraterrestre em planetas extremamente distantes, simplesmente através da análise dos gases da sua composição.

No documento, Joshya Krissansen-Totton, da Universidade de Washington, sugere que basta procurar por misturas específicas de substâncias na atmosfera dos planetas para suspeitar que ali haja algum tipo de vida.

Segundo o portal norte-americano BGR, ao analisar meticulosamente várias misturas de gases na atmosfera terrestre, e considerando que a vida noutros planetas poderia ser formada sem oxigénio, a equipa acredita que uma mistura de gases de forma desenfreada noutras atmosferas pode indicar a presença de vida.

“É muito difícil produzir muito oxigénio sem vida. Mesmo que a vida seja comum no cosmos, não temos ideia se existirá vida que produza oxigénio, já que a bioquímica da produção de oxigénio é muito complexa e pode ser bastante rara”, explicou o cientista.

Com isso em mente, a ideia é que planetas sem vida teriam nas suas atmosferas misturas previsíveis de gases, mas se detetarmos um planeta onde os gases estejam em desequilíbrio, esse pode ser um indício da existência de vida, ainda que muito diferente da terrestre.

Entre os desequilíbrios específicos já previstos pelos cientistas, está a presença de metano e dióxido de carbono, mas com ausência de monóxido de carbono. Esse seria um cenário indicativo de algum tipo de vida no planeta em questão.

ZAP // CanalTech

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Esqueçam o oxigénio. Exceptuando o Planeta Terra, nem todos os seres vivos de outros Planetas necessitam de oxigénio para viver. Existem seres de outros planetas que não conseguem respirar na nossa atmosfera e vice versa. Para isso, existem equipamentos específicos para ultrapassar essa incapacidade 😉

  2. Pois, só nesses planetas distantes, porque depois vem a desculpa que é muito longe, não deu pra bater a foto, mas batem outras coisas. E nunca se vê nada.

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …

Portugal só tem 4 fiscais da ferrovia (e cada um tem de inspecionar 811 quilómetros)

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) tem apenas quatro técnicos afetos à fiscalização do setor. O organismo está a pedir o reforço destes profissionais desde 2014. De acordo com a edição desta quarta-feira do …