Cientistas inventam óleo alimentar que pode ser usado 80 vezes

Universidade Putra Malaysia

A professora Suhaila Mohamed e a sua equipa com o óleo alimentar AFDHAIL

A professora Suhaila Mohamed e a sua equipa com o óleo alimentar AFDHAIL

Uma equipa de investigadores indianos desenvolveu uma nova fórmula de óleo alimentar que pode ser usado 80 vezes.

Depois de sete anos de investigação, uma equipa de cientistas da Universidade Putra Malaysia desenvolveu uma nova forma de óleo alimentar que tem uma durabilidade muito maior do que os convencionais, conta o The Star Online.

Desenvolvido por Suhaila Mohamed, professora no Instituto de Biociências da universidade, este óleo, para além de poder ser usado 80 vezes antes de ser deitado fora, “é 85% menos absorvido pelos alimentos e é mais saudável pois não contribui tanto, como os outros óleos, no desenvolvimento de doenças cardíacas e cancerígenas”, declara a página.

Na sua composição está um extrato da rutácea, uma erva com composição anti-oxidante, anti-bacteriana, com propriedades anti-histamínicas e que, para juntar o útil ao agradável, “melhora o sabor e torna os alimentos mais crocantes”.

Esta podia ser uma revolução na indústria alimentar, não fosse este óleo ter uma grande desvantagem.

O produto usa como base o óleo de palma, muito discutido por causa da sua insustentabilidade para a indústria.

AFDHAL foi o nome escolhido para o produto e significa “Antioxidant Free Decrease Have Anti Lengthen”, o que decompondo a palavra se traduz por “Antioxidant” (com extratos naturais de uma erva), “Free” (livre de gorduras, substâncias sintéticas e colesterol), “Decrease” (sem desperdício, deterioração e alergia), “Have” (com benefícios para a saúde), “Anti” (quase nenhum óleo absorvido pelos alimentos) e “Lengthen” (com uma vida e uso útil).

A responsável por esta descoberta diz que este óleo pode ser adicionado aos óleos de cozinha habituais,  em pequena quantidade, para provocar os benefícios mencionados.

“O óleo AFDHAL pode ser usado com todos os tipos de óleos alimentares, misturando uma quantidade de 15ml, uma colherada de 150ml ou metade de uma caneca num óleo de cozinha convencional”, pode ler-se no comunicado publicado pelo Science Daily.

 Suhaila afirma que, nas prateleiras dos supermercados, os óleos mais saudáveis são os azeites virgem extra mas que estes, para além de caros, não são uma boa opção para fritar.

Com este produto, a investigadora espera que os consumidores sejam capazes de reduzir custos e, ao mesmo tempo, serem mais conscientes.Apesar da intenção em expandir o produto, o contacto com alguns mercados locais não prosperaram.

A professora considera que a população ainda “não está 100% confiante no produto malaio” mas sente-se otimista.

Temos planos para exportar o produto, sobretudo para a China”, acrescentou.

Para já, o óleo AFDHAL está a ser comercializado no Lazada, um dos maiores sites asiáticos de compra e venda de todo o tipo de produtos.

FM, ZAP

RESPONDER

Marcelo "está atento", pede consequências e usará todos os poderes contra fragilidade do Estado

O Presidente da República advertiu esta terça-feira que usará todos os seus poderes contra a fragilidade do Estado que considerou existir face aos incêndios que mataram mais de 100 pessoas, e defendeu que se justifica …

#MeToo: a hashtag que está a mostrar a magnitude do assédio sexual

Mais de 200 mil pessoas já partilharam a hashtag "Me too" ("eu também" em inglês) para mostrar a magnitude do assédio sexual, um problema que tem feito correr muita tinta nos últimos dias devido às …

Leipzig vs Porto | Dragões sem asas para os alemães

FC Porto somou a sua segunda derrota nesta edição da Liga dos Campeões, ao perder, por 3-2, na deslocação ao terreno do Leipzig, com todos os golos a serem apontados na primeira parte. A equipa …

Falha de segurança ameaça redes Wi-Fi de todo o mundo

Uma falha descoberta no protocolo WPA2 coloca as redes Wi-Fi em perigo. O "ataque KRACKS" pode roubar informação como palavras-chave e números de cartões de crédito.  A mais recente ameaça tecnológica dá pelo nome de "ataque …

CDS-PP avança com moção de censura ao Governo

A presidente do CDS-PP anunciou, esta terça-feira, que o partido vai apresentar uma moção de censura ao Governo em resultado dos incêndios e devido à falha em "cumprir a função mais básica do Estado: proteger …

Cristiano Ronaldo rejeita acordo com fisco espanhol e volta a defender Jorge Mendes

Os advogados de Cristiano Ronaldo defendem que a atribuição ao jogador de uma fraude fiscal no valor 14,7 milhões de euros é "inconsistente" e sem fundamento. O jornal espanhol El Mundo avança a notícia depois de …

Forças da Síria anunciam conquista de Raqa, antiga capital do Daesh

As Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada liderada por milícias curdas, anunciaram esta terça-feira que controlam totalmente a cidade de Al Raqa, mas sem confirmar o fim da presença do grupo extremista autodenominado …

Ministério da Saúde falseou tempos de espera nos hospitais

O Ministério da Saúde apagou pedidos antigos para falsear os tempos de espera no Serviço Nacional de Saúde (SNS). A conclusão é de uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas. De acordo com esta análise, divulgada …

Linha da EDP causou incêndio de Pedrógão Grande (e um segundo fogo nunca foi registado)

Um novo relatório, encomendado pelo Governo, conclui que o grande incêndio de Pedrógão Grande começou por causa de uma linha de média tensão da EDP que terá entrado em contacto com a vegetação. Essa circunstância …

Governo e sindicatos dos enfermeiros chegam a acordo

O Ministério da Saúde chegou, esta segunda-feira, a acordo com as estruturas sindicais representantes dos enfermeiros, anunciou o Governo em comunicado. "Após um período longo de negociações árduas com as estruturas sindicais, o Governo está em …