Cientistas encontraram genes zombie

Uma equipa de investigadores norte-americanos descobriu um tipo de “genes zombie” que revivem alguns dias depois da morte do organismo.

Duas pesquisas publicadas esta semana identificaram que algumas partes do corpo humano continuam a funcionar depois da morte.

Esta situação é provocada por genes “zombie” que, apesar de não poderem devolver a vida, podem ter implicações sérias na investigação forense e nas doações de órgãos.

O primeiro estudo, liderado por Peter Noble, da Universidade de Washington, identificou que determinados genes continuam ativos por mais de 12 horas após a morte.

Por isso, a equipa pesquisou a atividade desses mesmos genes em células de ratos e peixes-zebra mortos.

Ao contrário do que seria previsto, em vez de encontrarem genes que levavam mais tempo para se “desligar”, os cientistas perceberam, na verdade, que estes aumentavam as suas atividades.

Nos ratos, 515 genes registaram atividades totais até 24 horas depois da morte, enquanto que, nos peixes-zebra, 548 genes mantiveram-se funcionais por quatro dias.

Destaque para o facto de estes genes “zombie” não serem os mais comuns, isto é, eram sim genes normalmente acionados em emergências como, por exemplo, em casos de inflamações, ativação do sistema imunológico, stress de reação e até genes ativados para formar um embrião.

No entanto, não foram só detectados genes benéficos mas também genes que promovem o crescimento de células cancerosas nos animais.

Apesar de não serem potentes o suficiente para reanimar um cadáver, os genes pós-morte podem ter um grande impacto nos transplantes de órgãos.

Estudos apontam que pessoas transplantadas têm maiores probabilidades de desenvolver 32 tipos de cancro, incluindo linfoma, cancro do rim ou do fígado.

“Enquanto que os transplantes salvam vidas, também aumentam o risco de cancro nos recipientes em parte devido às medicações que controlam o sistema imunológico a fim de evitar rejeição”, explica Eric A. Engels, do Instituto Nacional do Cancro dos EUA.

Os imunossupressores podem explicar parcialmente o índice de cancro nesses pacientes, mas os genes pós-morte nos órgãos transplantados também podem ter uma relação com estes dados.

 ZAP / Canal Tech

PARTILHAR

RESPONDER

Elon Musk alerta: Civilização pode colapsar daqui a 30 anos

De acordo com Elon Musk, uma "bomba populacional" vai surgir nas próximas décadas, quando uma população mundial cada vez mais idosa chocar com a queda das taxas de natalidade em todo o mundo. Esta não é …

O mundo árabe está menos religioso. Mas continua homofóbico

Há cada vez mais árabes que dizem não ter religião. Esta é a principal conclusão de uma grande sondagem feita a mais de 25 mil cidadãos de países árabes pelo centro de pesquisa Arab Network …

Tina morreu durante 27 minutos e foi ressuscitada 8 vezes. Quando acordou, escreveu "é real"

Uma mulher norte-americana entrou em paragem cardíaca em fevereiro de 2018 quando se preparava para fazer uma caminhada com o seu marido Brian. Depois de desmaiar, Brian ressuscitando-a duas vezes antes de os paramédicos chegarem para …

"Homem-árvore" pede que as suas mãos sejam amputadas

Abul Bajandar, um homem de 28 anos do Bangladesh conhecido como "Homem-árvore" devido às incomuns verrugas que nascem nos seus membros, pediu que as suas mãos fossem amputadas para aliviar as dores insuportáveis.  Bajandar sofre de …

EUA. Senadores republicanos do Oregon fogem para não aprovar lei ambiental

Senadores estaduais do Oregon, nos Estados Unidos (EUA), encontram-se a monte desde quinta-feira para não votarem uma lei ambiental. Procurados pela polícia, voltaram este domingo a faltar a uma sessão legislativa, impedindo que haja quórum …

O planeta enfrenta um "apartheid climático"

O planeta está confrontado com um “'apartheid' climático”. De um lado, os ricos que se podem adaptar melhor às alterações climáticas, e do outro, os pobres que vão sofrer mais, disse esta segunda-feira um especialista …

Governo repõe 40 horas semanais para trabalhadores do CNB. Greve mantém-se

A partir de 1 de julho, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado (CNB) voltarão às 40 horas semanais, numa uniformização laboral com os trabalhadores do Teatro Nacional de São Carlos. A decisão foi comunicada, esta …

Nova espécie de planta fóssil descoberta em Gondomar

Annularia noronhai foi encontrada no meio da cidade de Gondomar. Tem 300 milhões de anos, é um parente muito afastado da cavalinha e diz muito sobre o clima da época. Uma nova espécie de planta já …

Há um ano, 12 jovens ficaram presos numa caverna da Tailândia. Hoje, é um local turístico

Há um ano, 11 meninos foram explorar a província de Chiang Rai, na Tailândia, com o seu treinador de futebol, e acabaram presos no fundo de uma caverna sob uma montanha. Depois de terminar o …

Alemães compraram toda a cerveja de Ostritz para "secar" neonazis

Os habitantes de Ostritz, na Alemanha, impediram os participantes de um festival neonazi de beber álcool, esvaziando todas as prateleiras dos supermercados. Num protesto inédito contra a comemoração do aniversário de Hitler naquela localidade, os habitantes  …