Cientistas calcularam quanto tempo resta à Humanidade

Michael Osadciw / University of Rochester

Conceito artístico deuma estrela anã vermelha e da sua companheira anã castanha (em primeiro plano) na sua passagem pelo Sistema Solar, há 70.000 anos. O Sol aparece como a estrela brilhante ao fundo. As estrelas estão agora a 20 anos-luz de distância.

Conceito artístico de uma estrela anã vermelha e da sua companheira anã castanha (em primeiro plano) na sua passagem pelo Sistema Solar, há 70.000 anos. O Sol aparece como a estrela brilhante ao fundo. As estrelas estão agora a 20 anos-luz de distância.

Uma equipa de investigadores norte-americanos e britânicos tentou calcular qual o prazo médio da vida em termos do tempo cósmico. Para isso, avaliaram quantos anos pode existir a vida em torno das estrelas que a podem acolher.

Estes académicos das Universidades de Harvard, nos Estados Unidos, e de Oxford, no Reino Unido, concluíram que a vida da estrela está directamente ligada à vida que pode desenvolver-se em torno de si.

A única excepção a esta ideia será se a estrela “morrer” por colidir com um corpo celeste ou devido a alguma força destruidora, por exemplo.

“O peso de uma estrela é inversamente proporcional à duração da existência da vida em torno dela: quanto mais leve for uma estrela, mais tempo podem viver os organismos vivos“, consideram os investigadores no estudo pré-publicado pelo site arXiv.

A estimativa destes académicos é feita em função de uma fórmula mais elaborada do que a chamada Equação Drake, inventada pelo astrónomo Frank Drake em 1961 e que visa calcular o número de civilizações extraterrestres que poderá haver na Via Láctea.

As previsões destes investigadores apontam que há probabilidades de a vida se desenvolver em torno de uma estrela que seja 0,08 a 3,7 mais pesada do que o Sol.

“A não ser que a habitabilidade em torno de estrelas de massa baixa seja suprimida, é mais provável que exista vida próximo de estrelas de 0.1 massas solares 10 mil milhões de anos a contar de agora”, notam no estudo.

As estrelas mais comuns são as chamadas anãs vermelhas que são bastante leves e que, segundo a fórmula dos académicos de Harvard e de Oxford, podem manter a vida em torno delas durante cerca de 10 mil milhões de anos.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O peso é função da gravidade!!! Não há estrelas leves nem pesadas!!! Há estrelas mais ou menos maciças . O Sol é uma estrela anã pouco maciça que se tornará uma gigante vermelha daqui a cerca de 4,5 mil milhões de anos. Certamente que muito antes disso o Homem tal qual o conhecemos já não estará por cá.

RESPONDER

Afinal, alguns pterossauros sabiam andar bem em quatro patas

Pegadas de pterossauros descobertas em Crayssac, no sul de França, mostram que, afinal, estes dinossauros voadores eram bons caminhantes. Embora os primeiros fósseis de pterossauro tenham sido descobertos há mais de dois séculos, os cientistas não …

Primeiro debate quinzenal arranca esta terça-feira com perguntas de Rio a Costa

Esta terça-feira acontece a o primeira discussão parlamentar entre o líder do PSD, Rui Rio, e o primeiro-ministro, António Costa, depois do Orçamento do Estado. O primeiro debate quinzenal do ano arranca esta terça-feira com as …

Coimas a banqueiros arrastam-se em tribunal. Maioria acaba prescrita

Dez gestores bancários acumulam multas de 16,8 milhões de euros, um montante que iguala todas as coimas decididas pela CMVM a bancos em 15 anos. Dez antigos gestores bancários acumulam coimas de quase 17 milhões de …

O nojo pode levar a pensamentos e sentimentos religiosos

Um novo estudo revela que o sentimento de nojo pode estar na base de pensamentos religiosos. O medo de Deus e do pecado mostrou ser maior em pessoas que se enojavam mais facilmente. Mesmo as pessoas …

"Os pássaros não são estúpidos". Secretário de Estado desvaloriza críticas a aeroporto do Montijo

Os ambientalistas têm alertado que dezenas de milhares de aves de médio e grande porte cruzam-se na zona de proteção especial do estuário do Tejo, junto ao local onde será construído o novo aeroporto do …

Acusado de racismo e sexismo, conselheiro político de Boris demite-se

Andrew Sabisky, conselheiro direto do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, demitiu-se esta segunda-feira, depois de ser acusado de racismo e sexismo pelo próprio Partido Conservador por causa de declarações suas no passado. Em causa estão declarações feitas …

"Impressora de pele" promete ajudar na cicatrização de queimaduras

Uma nova impressora 3D portátil é capaz de depositar "folhas de pele", umas sobre as outras, e criar um curativo biológico para cobrir grandes queimaduras. A nova impressora 3D foi desenvolvida por uma equipa de investigadores …

"Made in Space". A primeira fábrica espacial vai começar a ganhar forma

Com o objetivo de construir coisas cada vez maiores no Espaço, uma empresa do Colorado, nos Estados Unidos, está a preparar-se para uma missão de demonstração de construção. A Blue Canyon Technologies vai fornecer a infraestrutura …

Asteróide que passou recentemente pela Terra não estava sozinho

Astrónomos descobriram que o asteróide 2020 BX12, que passou pela Terra na semana passada, era afinal um sistema binário de asteróides. Estamos a falar do asteróide 2020 BX12, que passou a 4,3 milhões de quilómetros de distância da …

"Parasitas" vai ter uma série na HBO. E já são conhecidos dois nomes do elenco

A produção sul-coreana de Bong Joon Ho, especialmente condecorada pela Academia, merece agora uma adaptação para a televisão pelas mãos da HBO. A série televisiva de "Parasitas" foi anunciada em janeiro e a produção está encarregue …