Cientistas encontram composto químico que pode ter dado origem à vida na Terra

Matthew priteeboy / Deviant Art

“Origins of Life”

Um composto que pode ter sido crucial na origem da vida na Terra foi encontrado. A descoberta pode ajudar os cientistas a entender como os compostos mais simples que formaram a vida no nosso planeta surgiram.

Os cientistas que pesquisam as origens da vida trabalham com a hipótese de que a reação química fosforilação pode ter sido crucial para a montagem de três ingredientes-chave nas formas de vida precoces: cadeias curtas de nucleotídeos para armazenar informações genéticas, cadeias curtas de aminoácidos (peptídeos) para fazer o trabalho principal das células e os lipídos, para formar estruturas encapsulantes, como paredes celulares.

No entanto, nunca ninguém encontrou um agente fosforilante que estivesse plausivelmente presente no início da Terra e pudesse ter produzido essas três classes de moléculas lado a lado nas mesmas condições realistas.

Agora, químicos no Instituto de Pesquisa Scripps (TSRI), nos EUA, acabaram de identificar esse composto: o diamidofosfato(DAP).

“Sugerimos uma química de fosforilação que poderia ter dado origem, no mesmo lugar, a oligonucleótidos, oligopeptídeos e estruturas semelhantes a células para anexá-los. Isso, por sua vez, permitiria outras químicas que não eram possíveis antes, levando potencialmente às primeiras entidades vivas simples, baseadas em células”, disse o autor principal do estudo, Ramanarayanan Krishnamurthy.

O estudo publicado esta terça-feira na Nature Chemistry, faz parte de um esforço contínuo de cientistas de todo o mundo para encontrar rotas plausíveis para a jornada épica da química pré-biológica até à bioquímica baseada em células.

Outros cientistas descreveram reações químicas que poderiam ter permitido a fosforilação de moléculas pré-biológicas no início da Terra. Mas esses cenários envolveram diferentes agentes de fosforilação para diferentes tipos de moléculas, bem como diferentes e muitas vezes incomuns ambientes de reação.

“Foi difícil imaginar como esses processos tão diferentes poderiam ter-se combinado no mesmo lugar para produzir as primeiras formas de vida primitivas”, lembra Krishnamurthy.

O cientista e a equipa, incluindo os co-autores Clémentine Gibard, Subhendu Bhowmik e Megha Karki, mostraram que o DAP poderia fosforilar cada um dos quatro blocos de construção de nucleósidos do RNA na água ou um estado semelhante a uma pasta sob uma ampla gama de temperaturas e outras condições.

Com a adição do catalisador imidazol, um composto orgânico simples que estava presente de forma plausível no início da Terra, a atividade do DAP também levou ao surgimento de cadeias curtas de RNA desses blocos de construção fosforilados.

Além disso, o DAP com água e imidazol fosforilou eficientemente os blocos de lípidos de glicerol e ácidos graxos, levando a pequenas cápsulas de fosfolópidos chamadas vesículas, versões primitivas de células.

O DAP em água à temperatura ambiente também fosforilou os aminoácidos glicina, ácido aspártico e ácido glutâmico e, em seguida, ajudou a ligar essas moléculas em cadeias peptídicas curtas (os peptídeos são versões menores de proteínas).

“Com DAP e água e essas condições moderadas, podemos fazer com que as três classes importantes de moléculas pré-biológicas se juntem e se transformem, criando a oportunidade de interagir juntas”, afirma Krishnamurthy.

“DAP fosforila através da mesma quebra de ligação de fósforo-nitrogénio e nas mesmas condições que proteínas cinases, que são omnipresentes nas formas de vida atuais. A química da fosforilação do DAP também se assemelha muito ao que é visto nas reações no coração do ciclo metabólico de cada célula”, disse o cientista.

Krishnamurthy agora planeia seguir estas pistas, em conjunto com os geoquímicos que estudam o início da Terra para tentar identificar fontes potenciais de DAP, ou outros compostos de fósforo-nitrogénio, que estariam presentes no planeta antes do surgimento da vida.

“Pode ter havido minerais no início da Terra que libertaram esses compostos de fósforo-nitrogénio nas condições corretas. Os astrónomos encontraram provas de compostos de fósforo-nitrogénio no gás e poeira do espaço interestelar, por isso é certamente plausível que os compostos estivessem presentes no início da Terra e tenham desempenhado um papel no surgimento das moléculas complexas da vida”, explicou.

PARTILHAR

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …