Desvendado o segredo dos geóglifos gigantes da Amazónia

Uma equipa de cientistas acredita ter encontrado a explicação para a criação dos antigos geóglifos feitos por povos antigos na Amazónia.

O geóglifo é uma figura geométrica de grandes dimensões, cuja perceção normalmente só é possível a partir de cima, e feita geralmente com rochas de cor diferente ou com desbaste de vegetação ou de material geológico.

Segundo uma equipa de cientistas da Universidade de Helsínquia, na Finlândia, e da Universidade de São Paulo, no Brasil, os geóglifos do Acre eram um espaço de comunicação espiritual e de ritual com a natureza.

Estes enormes desenhos geométricos foram descobertos na Amazónia brasileira em 1977. Até hoje, os investigadores encontraram cerca de 500 geóglifos do Acre, assim batizados por estarem na sua maioria localizados no estado brasileiro com esse nome.

Os desenhos exibem diferentes formatos: quadrados, círculos, elipses, octógonos ou “Us” e podem ter até quatro metros de profundidade.

Os cientistas defendem que os geóglifos eram espaços importantes para os índios da Amazónia, tratando-se dos locais utilizados para se comunicarem com os espíritos dos seus antepassados, bem como com os animais e corpos celestes.

“Ao combinar dados etnográficos e arqueológicos do Alto Purus, no Brasil, o artigo mostra como a história antiga e a sociocosmologia estão profundamente ‘escritas’ na paisagem das estruturas geométricas feitas no solo, que materializam interações entre atores não humanos e humanos”, afirmam Sanna Saunaluoma, investigadora da USP, e Pirjo Virtanen, da Universidade de Helsínquia, no resumo do artigo publicado na revista académica American Anthropologist.

Especialistas que estudam esse tipo de padrão acreditam que as tribos indígenas do Amazonas fizeram estes desenhos entre os anos 3.000 a.C. e 1.000 d.C..

Desvendar o mistério

Até agora, o motivo para estas figuras existirem permanecia um mistério, o que foi alimentando ao longo dos anos todo o tipo de teorias. Já houve quem dissesse que eram assentamentos, aldeias, construções defensivas ou mesmo que tinham sido feitos por extraterrestres, como já foi dito no caso dos geóglifos de Nazca, no Peru. Mas este novo estudo traz uma nova perspetiva.

“Por um lado, estes recursos de paisagem antropogénica funcionavam como dispositivos sistémicos para se envolverem e viajarem dentro do mundo das entidades invisíveis. Por outro, mantinham o sentimento de unidade, continuidade e pertença ao lugar no mundo dos humanos”, escrevem no artigo.

A investigação indica que os geóglifos não eram usados por todos mas apenas pelos indivíduos das comunidades especializadas em rituais ou interações com seres vivos para além dos humanos.

Segundo o estudo, também eram importantes para as comunidades indígenas em certas etapas da vida – “as variedades dos padrões geométricos eram usados como portas ou caminhos para atingir conhecimento de elementos distintos do que os rodeava”.

De acordo com as especialistas em antropologia ancestral, a visualização e interação ativa com elementos vivos da natureza era importante e construtiva para estas comunidades.

Inspiração animal

A razão pela qual os desenhos respondem a padrões geométricos específicos ainda não é clara. No entanto, para as investigadoras responsáveis pelo estudo, há inspiração em desenhos e formas encontradas nas peles de animais.

Ainda de acordo com certas teorias, acredita-se que os padrões geométricos podem ajudar as pessoas em assuntos como a fertilidade, resistência, conhecimento e poder.

Até hoje, índios das tribos no Acre continuam a proteger esses lugares e, ao contrário de outros moradores da região, evitam usar esses espaços para atividades comuns como, por exemplo, a agricultura ou construção de casas. Esse comportamento, assinalam as cientistas, reforça ainda mais a ideia da origem sagrada dos desenhos.

Os geóglifos do Acre estão numa lista para serem declarados Património Mundial da Humanidade pela Unesco. Mas existem outros lugares com padrões geométricos milenares.

A América Latina é um grande foco dessas formações ancestrais. Alguns dos mais conhecidos são as linhas de Nazca, localizadas a 400 quilómetros do sul de Lima. Há ainda os geóglifos de Chug-Chug, no deserto chileno do Atacama, que, ao que tudo indica, são ainda mais antigos. Fora da América do Sul, os mais famosos encontram-se nos EUA, Reino Unido e Austrália.

ZAP // BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Uma explicação muito ingénua.

    Toda a actividade espiritual dos povos do Acre é feita através de ritual feita com a bebida chamada de Ayahuasca, proporcionando contacto directo com esse “mundo”

    Paarece uma noticia para divergir atenção.

RESPONDER

Açambarcamento de medicamentos por Portugal? "É um total absurdo", diz Infarmed

O Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde reagiu à acusação feita por uma organização belga, que dizia que Portugal está a fazer um armazenamento excessivo de medicamentos essenciais para o tratamento …

Descoberto âmbar com 40 milhões de anos com duas moscas a acasalar

Há 40 milhões de anos, no supercontinente Gonduana, duas moscas que se encontravam a acasalar viram-se, inesperadamente, numa situação complicada. De alguma forma, este par de moscas de pernas longas (Dolichopodidae) ficou preso na seiva pegajosa …

40 marinheiros do porta-aviões Charles de Gaulle com sintomas de covid-19

Quarenta marinheiros do porta-aviões francês Charles de Gaulle apresentaram recentemente "sintomas compatíveis" com os da infeção pelo novo coronavírus e estão sob "observação médica reforçada", anunciou o Ministério da Defesa. "A partir de hoje, uma equipa …

Medidas para as prisões, apoios às empresas, suspensão de tarifas. Parlamento discute mais de 100 iniciativas

Medidas excecionais para prisões e banca, mais apoios às empresas ou à cultura ou a suspensão de propinas e das tarifas de gás e luz são alguns dos temas que vão passar esta quarta-feira pelo …

Trump tem "interesse financeiro" em farmacêutica que produz hidroxicloroquina (a sua "cura" para a Covid-19)

Donald Trump falou da hidroxicloroquina como uma potencial "cura milagrosa" para a Covid-19, apesar das recomendações contrárias de especialistas e da falta de estudos científicos válidos que confirmem os benefícios da substância. O The New …

Restos de bombas atómicas revelam longa vida dos tubarões-baleia

Cientistas estão a determinar a esperança de vida do maior peixe dos oceanos com a ajuda de testes de bombas atómicas realizados durante a Guerra Fria, entre os anos 50 e 60. Em perigo de extinção, …

Telescópio russo apanha o despertar de um buraco negro

O telescópio russo ART-XC do observatório espacial Spektr-RG detetou uma fonte brilhante de raios-X no centro da Via Láctea, que acabou por revelar ser o "despertar" do buraco negro 4U 1755-338. A descoberta ocorreu no passado …

O cometa interestelar 2I/Borisov partiu-se em dois

O cometa interestelar 2I/Borisov, o primeiro do seu tipo a ser descoberto em agosto do ano passado, começou a dividir-se em duas partes na semana passada. As imagens contínuas do telescópio espacial Hubble do objeto interestelar …

Estudo estima 471 mortes em Portugal até agosto (e que o pico foi atingido a 3 de abril)

De acordo com as estimativas do estudo, cerca de 151.680 pessoas vão morrer na Europa durante a "primeira vaga" da doença. Um estudo divulgado esta terça-feira nos Estados Unidos estima que a covid-19 venha a provocar …

Mais de metade da população mundial está fechada em casa

Mais de metade da população mundial (52%) está atualmente confinada nas suas casas por ordem das autoridades para combater a propagação da doença covid-19. Segundo um balanço feito pela agência France Fresse (AFP), mais de quatro …