Cientistas diagnosticam pela primeira vez um cancro ósseo num dinossauro

Royal Ontario Museum/ McMaster University

Massa tumoral está representada a amarelo nesta rescontrução

Uma equipa multidisciplinar de cientistas, liderada pelo Museu Real de Ontário (ROM) e pela Universidade McMaster, no Canadá, diagnosticou pela primeira vez num fóssil de dinossauro um cancro ósseo maligno.

O osteossarcoma foi detetado num perónio de um espécime de Centrosaurus apertus, um dinossauro com chifres que viveu há 76 ou 77 milhões de anos, detalha a equipa na nova investigação, cujos resultados foram publicados na revista científica The Lancet Oncology.

O fóssil do dinossauro foi descoberto em meados de 1989, no Dinosaur Provincial Park, na província canadiana de Alberta, e acreditava-se que a mal formação óssea que apresentava era fruto de uma fratura já cicatrizada.

Depois de observarem as propriedades incomuns deste osso numa visita ao Museu Real Tyrrell, David Evans, líder do departamento de Paleontologia de Vertebrados do ROM e os médicos Mark Crowther, professor de Patologia e Medicina Molecular e Snezana Popovic, Osteopatologista, ambos da Universidade McMaster, decidiram investigar mais estes estranhos restos fossilizados recorrendo a técnicas médicas modernas.

Para isso, reuniram uma equipa de especialistas multidisciplinares e médicos de várias áreas, como Patologia, Radiologia, Cirurgia Ortopédica e Paleopatologia.

“Diagnosticar um cancro agressivo como este em dinossauros tem sido ilusório e requer conhecimento médico de vários níveis de análise para adequá-lo adequadamente”, disse Crowther, citado pela agência espanhola Europa Press.

Mas o especialista não tem dúvidas sobre o diagnósticos: “Mostrámos a inconfundível assinatura de um cancro ósseo avançado num dinossauro com chifres há 76 milhões de anos, o primeiro do género. É muito emocionante”, confessou o especialista.

Cancro agressivo e em estado avançado

De forma a confirmar o diagnóstico, os cientistas compararam o fóssil com um perónio normal de um dinossauro da mesma espécie, bem como com um perónio humano com um caso já confirmado de osteossarcoma.

“O osso da canela mostra um cancro agressivo em estado avançado. O cancro teria efeitos devastadores no indivíduo e deixá-lo-ia muito vulnerável aos formidáveis predadores dos tiranossauros da época (…) O facto de este dinossauro herbívoro viver num grande rebanho protetor pode ter permitido a este animal sobreviver mais tempo do que o normal com uma doença tão devastadora”, completou Evans.

E Ekhtiari, médico residente em cirurgia ortopédica na Universidade McMaster rematou: “É fascinante e inspirador ver um esforço semelhante ao que utilizamos para diagnosticar e tratar osteossarcoma nos nosso pacientes levar ao primeiro diagnóstico da mesma patologia num espécime de dinossauro”.

O Osteossarcoma é um cancro ósseo que surge por norma na segunda ou terceira década de vida. Trata-se de um crescimento desorganizado e excessivo do osso que se espalha rapidamente, quer no próprio osso em que “nasce”, como noutros órgãos, especialmente nos pulmões, refere ainda a Europa Press.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Estes é que é pô-los em hospitais, se detetam cancro a milhares de anos de distância, a poucos metros será um ver se te avias!

RESPONDER

Descobertos os restos de nove Neandertais numa gruta em Itália

Os restos de nove Neandertais foram descobertos na Gruta de Guattari, em San Felice Circeo, na costa entre Roma e Nápoles, onde já tinham sido encontrados vestígios da presença Neandertal, anunciou este sábado o ministro …

Leis draconianas na Malásia. Fahmi Reza foi detido por insultar a rainha com playlist no Spotify

A sátira desempenha um importante papel na sociedade. Na Malásia, as leis draconianas estão a reacender o debate em torno da liberdade de expressão. Fahmi Reza, um artista gráfico e ativista social malaio, foi detido no …

António Barreto

Portugal vai ter "um problema de cor de pele" (por muitos anos e com conflitos)

O sociólogo António Barreto considera que Portugal vai "ter um problema" de "cor de pele" e "por muitos anos". Uma ideia defendida numa entrevista onde se reporta para "o que se passa em toda a …

Um laboratório vivo. Há residentes "superimunes" à covid-19 numa pequena cidade italiana

A pequena cidade de Vo, no norte de Itália, tornou-se um dos primeiros locais com um surto de covid-19 da Europa em fevereiro de 2020. Agora, os cientistas descobriram que a cidade abriga um número …

Portugal com duas mortes e 406 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje duas mortes atribuídas à covid-19, 406 novos casos de infeção pelo coronavírus e nova descida no número de internamentos em enfermaria e em cuidados intensivos, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …

Portugal "tem nível de rendimentos baixíssimo". Muitos municípios que perdem população desde o final II Guerra

Portugal tem municípios que perdem população desde o final da II Guerra Mundial e dificilmente fenómenos como o teletrabalho irão alterar esta paisagem, na opinião do geógrafo Álvaro Domingues, da Universidade do Porto. Em entrevista à …

Gestora em teletrabalho esqueceu-se da filha no carro. Bebé encontrada sem vida sete horas depois

Maria Pilar, uma bebé de dois anos, morreu esta sexta-feira, depois de ter ficado esquecida dentro do carro durante cerca de sete horas. A menina de dois anos esteve cerca de sete horas dentro do carro, …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Cimeira Social cheia de boas intenções deixa factura de um milhão de euros (e "erro" na comida da PSP)

Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia comprometeram-se, na Cimeira Social do Porto, a "trabalhar em prol de uma Europa social". Mas o evento deixa uma polémica com as refeições distribuídas aos …

Alfredo Casimiro contrata Banco Nomura para vender 50,1% da Groundforce

O principal acionista da Groundforce anunciou este sábado, em comunicado, ter contratado o banco Nomura para assessorar a venda da participação de 50,1% da Pasogal na empresa de handling Groundforce, e pediu "especial atenção" ao …

Transferência para o Wolves. Diogo Jota recorda palavras de Jorge Mendes: "Vês como eu tinha razão?"

Diogo Jota, atual avançado do Liverpool, recuou no tempo e enfatizou a importância de Jorge Mendes na progressão da sua carreira. O avançado internacional português, que se transferiu esta temporada para o Liverpool, trocou o Atlético …