Cientistas diagnosticam pela primeira vez um cancro ósseo num dinossauro

Royal Ontario Museum/ McMaster University

Massa tumoral está representada a amarelo nesta rescontrução

Uma equipa multidisciplinar de cientistas, liderada pelo Museu Real de Ontário (ROM) e pela Universidade McMaster, no Canadá, diagnosticou pela primeira vez num fóssil de dinossauro um cancro ósseo maligno.

O osteossarcoma foi detetado num perónio de um espécime de Centrosaurus apertus, um dinossauro com chifres que viveu há 76 ou 77 milhões de anos, detalha a equipa na nova investigação, cujos resultados foram publicados na revista científica The Lancet Oncology.

O fóssil do dinossauro foi descoberto em meados de 1989, no Dinosaur Provincial Park, na província canadiana de Alberta, e acreditava-se que a mal formação óssea que apresentava era fruto de uma fratura já cicatrizada.

Depois de observarem as propriedades incomuns deste osso numa visita ao Museu Real Tyrrell, David Evans, líder do departamento de Paleontologia de Vertebrados do ROM e os médicos Mark Crowther, professor de Patologia e Medicina Molecular e Snezana Popovic, Osteopatologista, ambos da Universidade McMaster, decidiram investigar mais estes estranhos restos fossilizados recorrendo a técnicas médicas modernas.

Para isso, reuniram uma equipa de especialistas multidisciplinares e médicos de várias áreas, como Patologia, Radiologia, Cirurgia Ortopédica e Paleopatologia.

“Diagnosticar um cancro agressivo como este em dinossauros tem sido ilusório e requer conhecimento médico de vários níveis de análise para adequá-lo adequadamente”, disse Crowther, citado pela agência espanhola Europa Press.

Mas o especialista não tem dúvidas sobre o diagnósticos: “Mostrámos a inconfundível assinatura de um cancro ósseo avançado num dinossauro com chifres há 76 milhões de anos, o primeiro do género. É muito emocionante”, confessou o especialista.

Cancro agressivo e em estado avançado

De forma a confirmar o diagnóstico, os cientistas compararam o fóssil com um perónio normal de um dinossauro da mesma espécie, bem como com um perónio humano com um caso já confirmado de osteossarcoma.

“O osso da canela mostra um cancro agressivo em estado avançado. O cancro teria efeitos devastadores no indivíduo e deixá-lo-ia muito vulnerável aos formidáveis predadores dos tiranossauros da época (…) O facto de este dinossauro herbívoro viver num grande rebanho protetor pode ter permitido a este animal sobreviver mais tempo do que o normal com uma doença tão devastadora”, completou Evans.

E Ekhtiari, médico residente em cirurgia ortopédica na Universidade McMaster rematou: “É fascinante e inspirador ver um esforço semelhante ao que utilizamos para diagnosticar e tratar osteossarcoma nos nosso pacientes levar ao primeiro diagnóstico da mesma patologia num espécime de dinossauro”.

O Osteossarcoma é um cancro ósseo que surge por norma na segunda ou terceira década de vida. Trata-se de um crescimento desorganizado e excessivo do osso que se espalha rapidamente, quer no próprio osso em que “nasce”, como noutros órgãos, especialmente nos pulmões, refere ainda a Europa Press.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Estes é que é pô-los em hospitais, se detetam cancro a milhares de anos de distância, a poucos metros será um ver se te avias!

RESPONDER

Bayern Munique vence Sevilha e conquista a Supertaça Europeia

O Bayern Munique conquistou, esta quinta-feira, a Supertaça Europeia, ao derrotar o Sevilha por 2-1, em Budapeste, na Hungria. Os alemães do Bayern Munique conquistaram a Supertaça Europeia pela segunda vez ao derrotarem os espanhóis do …

Sporting 1-0 Aberdeen | "Leão" eficaz segue para o play-off

O Sporting foi eficaz e assegurou uma vaga no “play-off” de acesso à fase de grupos da Liga Europa. Na noite desta quinta-feira, num embate relativo à 3ª pré-eliminatória da competição, os “leões” bateram o Aberdeen …

A NASA descobriu uma nova forma de aterrar em segurança na Lua

A NASA construiu um sistema totalmente novo que pode tornar a aterragem na Lua e em Marte muito menos arriscada - e já tem planos de testá-lo numa missão futura. De acordo com o TechCrunch, o …

Rio Ave elimina Besiktas e está no play-off da Liga Europa

O Rio Ave venceu os turcos do Besiktas, esta quinta-feira, no desempate por grandes penalidades (4-2), após o 1-1 no tempo regulamentar, em jogo da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, seguindo em frente na competição. Em …

Dois dinossauros morreram como as vítimas de Pompeia. Foi há 125 milhões de anos, na China

Um grupo de arqueólogos na China acabou de descobrir dois fósseis de uma nova espécie de dinossauro, que estiveram presos no subsolo por 125 milhões de anos devido a uma erupção vulcânica pré-histórica. Os investigadores …

Batalhas de feiticeiros e círculos de demónios. Revelados textos cristãos que não foram incluídos na Bíblia

Os textos da Bíblia como a conhecemos hoje foram "canonizados" pela primeira vez pela Igreja no final do século IV. No entanto, antes disso, centenas de outros textos religiosos circularam por toda a Cristandade. Há mais …

Autoeuropa confirma que não irá renovar contrato a 120 trabalhadores

A administração da fábrica de automóveis Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, confirmou, esta quinta-feira, que não vai renovar os contratos a termo de 120 trabalhadores ligados à produção dos veículos MPV (Multi-Purpose Vehicle). "A Autoeuropa reafirmou a …

Glaciar na Islândia "escondia" bombardeiro norte-americano da 2ª Guerra Mundial

Os destroços de um bombardeiro norte-americano B-17 Flying Fortress que colidiu com o glaciar Eyjafjallajökull durante a II Guerra Mundial estão gradualmente a aparecer à medida que a geleira recua devido às alterações climáticas. De acordo …

40 anos depois, assassino de John Lennon pede desculpa pelo crime "desprezível"

Mark David Chapman, o homem que assassinou John Lennon, diz que matou o ex-Beatle por "raiva e ciúmes" e pediu desculpa a Yoko Ono, 40 anos depois. Em 1980, Chapman atingiu John Lennon com quatro tiros …

Reportado o primeiro caso de parkinsonismo após infeção de covid-19

Um homem de 45 anos de Israel revelou sintomas da doença de Parkinson (parkinsonismo) logo depois de ter sido infetado com a covid-19. Tal como frisa o portal IFL Science, os vírus foram já muitas …