Cientistas detectam bactérias zombies que matam outras bactérias

IRRI Images / Flickr

Uma equipa de cientistas da Universidade de Jerusalém descobriu que as bactérias que morrem por intoxicação por prata podem promover a morte de outras bactérias existentes no mesmo ambiente. É o chamado efeito “zombie”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Num artigo publicado na revista Scientific Reports, esta equipa de investigadores do Departamento de Saúde Ambiental, do Instituto de Química e do Centro de Nano-Ciência e Nano-Tecnologia da Universidade de Jerusalém, em Israel, revela como a análise a bactérias mortas desvendou a presença da prata e como, depois, esta provocou a morte de outras bactérias.

Os investigadores descobriram que os iões de prata alojam-se nas membranas bacterianas, abrindo caminho pelo seu interior e criando uma espécie de ninho, de onde saem para o exterior, quando as bactérias morrem, provocando a aniquilação das bactérias existentes no mesmo ambiente.

Este efeito “zombie”, conforme foi baptizado pelos cientistas, terá provocado a morte de 99,9% das bactérias sãs colocados na mesma solução que as bactérias mortas.

Os cientistas também conseguiram comprovar que o efeito mortífero da prata se prolonga indefinidamente, considerando que as bactérias são como esponjas que absorvem a prata. Quando morrem, libertam-na lentamente e esta é absorvida por outras bactérias que, por seu lado, vão perecer e libertar a prata, num processo que se repete sem fim.

ZAP

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.