Cientistas descobrem novas evidências de água na Lua

Uma nova análise de dados obtidos por satélite aponta para a existência de água em vários depósitos vulcânicos distribuídos pela superfície da Lua, segundo um estudo publicado na revista “Nature Geoscience”.

Investigadores do Departamento de Ciências Planetárias, da Terra e do Meio Ambiente, da Universidade de Brown, nos EUA, autores de um estudo publicado esta segunda-feira, indicaram que a água contida nos antigos depósitos reforça a ideia de que o manto do satélite natural da Terra é surpreendentemente rico em água.

A água encontrada teria forma de cristais formados por uma explosão de magma procedente do interior profundo da Lua.

Durante anos, os cientistas assumiram que o interior da Lua não continha água, mas a ideia começou a mudar em 2008, quando um grupo de geólogos da Universidade de Brown detetou sinais da substância em cristais vulcânicos trazidos à Terra pelas missões Apollo 15 e 17.

O diretor da pesquisa, Ralph Milliken, apontou que os dados da órbita permitiram examinar os grandes depósitos piroclásticos – materiais emitidos por algum tipo de explosão vulcânica – da Lua.

Os cientistas encontraram evidência de água em quase todos os depósitos piroclásticos observados e mapeados, inclusive nos que estão perto do local de aterragem das missões Apollo 15 e 17, onde foram recolhidas amostras de cristais. “A distribuição destes depósitos ricos em água é a chave”, disse Miliken.

Estão distribuídos pela superfície, o que nos diz que a água encontrada nas amostras das missões não foi um caso isolado. Os piroclásticos parecem ser universalmente ricos em água, o que sugere que o mesmo pode acontecer no manto lunar”, sublinhou.

A ideia de que o interior da Lua é rico em água gera dúvidas sobre a formação do satélite, já que os cientistas estimam que foi criado pelos restos de um objeto do tamanho de Marte que chocou contra a Terra nos primeiros períodos da história do Sistema Solar.

Uma das razões pelas quais os especialistas tinham assumido que o interior da Lua era seco é que parece improvável que o hidrogénio necessário para a formação de água pudesse ter sobrevivido ao calor do impacto, segundo a pesquisa.

“A crescente evidência de água no interior da Lua sugere que a água sobreviveu de alguma maneira, ou que chegou pouco depois por causa do impacto de asteróides ou cometas antes que a Lua tivesse solidificado completamente”, apontou Shuai Li, cientista da Universidade do Havai, que colaborou com Milliken.

Os investigadores estimam que os depósitos são grandes e que a água pode ser extraída. “Outros estudos sugeriram a presença de água gelada nas regiões escuras dos polos lunares, mas os depósitos piroclásticos estão num local de mais fácil acesso”, disse Li.

Os investigadores indicam que para a deteção de água nos depósitos vulcânicos foram utilizados espectrómetros orbitais, que ajudam a medir a luz refletida da superfície lunar para conhecer componentes ou minerais que possam estar no satélite.

// EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Governador das Filipinas diz que cantores de karaoke prejudicam combate à pandemia

Um governador de uma província das Filipinas voltou a sua atenção para um grupo de pessoas que, segundo ele, estão a prejudicar a luta contra a pandemia: cantores de karaoke. Numa publicação no Facebook na madrugada …

Histórico: Filipe Albuquerque vence 24 Horas de Le Mans e sagra-se campeão mundial de LMP2

O português Filipe Albuquerque, da United Autosports, venceu este domingo as 24 Horas de Le Mans em automobilismo, na categoria LMP2, a segunda mais importante, e sagrou-se campeão mundial de resistência a uma corrida do …

Convenção do Chega chumba lista de André Ventura para a direção nacional

A proposta do presidente do Chega, André Ventura, para a direção nacional do partido foi hoje chumbada na convenção que decorre em Évora, ao não conseguir reunir os dois terços dos votos dos cerca de …

Portugal com mais 13 mortos e 552 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 13 mortos relacionados com a covid-19 e 552 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo os dados a DGS, a região …

TikTok anuncia acordo com Oracle e Walmart e adia proibição nos EUA

A aplicação TikTok, detida pela sociedade chinesa ByteDance e ameaçada de ser proibida nos Estados Unidos, anunciou este domingo um acordo de princípio com a Oracle, como parceiro tecnológico, e com a Walmart, em termos …

As gaivotas são inoportunas? Saiba que as suas fezes podem valer mil milhões de dólares

Afinal, as gaivotas podem ser animais bem mais interessantes do que aquilo que a maioria das pessoas pensa. É que as suas fezes são muito valiosas e os seus nutrientes fertilizam campos agrícolas e recifes …

Super-vulcão Yellowstone registou 91 terramotos em apenas 24 horas

Os vulcanólogos têm andado atentos ao super-vulcão localizado no Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) relatou recentemente a ocorrência de 91 terremotos em apenas 24 horas. Estes …

Cartoonista alemão Frank Hoppmann é o vencedor do 15.º World Press Cartoon

O 'cartoonista' alemão Frank Hoppmann, com a caricatura do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, é o vencedor da 15.ª edição do World Press Cartoon, foi hoje anunciado nas Caldas da Rainha, na cerimónia de entrega de …

Pequena e funcional. Assim se carateriza a Tiny House (que ainda evita dores de joelhos)

Esta pequena casa móvel pode ser a solução que procura. Devido à sua arquitetura dinâmica é ótima para pessoas com problemas de articulações e que sofrem com dores joelhos, pernas cansadas ​​ou dores nas costas. Hoje …

Chama-se Elios, é um drone e vai explorar as profundezas das cavernas de gelo da Gronelândia

Elios é o drone que está a ajudar os investigadores a descobrirem mais sobre os mistérios da Gronelândia. Inserido numa estrutura própria, tem explorado as cavernas de gelo, facilitando assim o acesso a locais mais …