Cientistas descobrem linfócitos que permitem reduzir tamanho de tumores

Rita Elena Serda, NIH / Flickr

Célula cancerígena (a branco) a ser atacada por dois linfócitos T citotóxicos (a vermelho) num processo natural de resposta imune

Cientistas da Universidade de Genebra descobriram que alguns linfócitos T com um receptor específico permitem reduzir o tamanho de tumores.

Os linfócitos T são células-chave na resposta imunológica e o seu papel é identificar células infectadas ou cancerígenas para que possam ser destruídas. Portanto, entender como funcionam e como aproveitá-los para lutar contra o cancro é essencial para desenvolver novos tratamentos imunológicos.

Ao descobrir em alguns linfócitos um receptor que pode ser controlado por um factor de crescimento de tumores, os cientistas identificaram um conjunto de células capazes de reduzir o tamanho de tumores.

O neuroimunologista e especialista em esclerose múltipla, Patrice Lalive, descobriu que alguns linfócitos T CD8 citotóxicos, especialmente presentes em inflamações relacionadas com tumores, contêm o receptor c-Met.

O C-met é um receptor localizado principalmente em células epiteliais e é vital para o desenvolvimento embrionário e a regeneração de tecidos.

“O receptor HGF é um fator de crescimento celular que pode converter-se em oncogénico se houver uma ativação anormal do c-Met, que é o que faz com que o HGF seja detectado tantas vezes em tumores metastáticos”, explicou a Universidade de Genebra.

Os cientistas examinaram se as células que expressam o receptor poderiam ter um efeito e determinaram que, numa situação patológica, os linfócitos relevantes conseguiram reduzir o tamanho de tumores.

“Ao estimular e depois injetar estes linfócitos que levam o receptor em questão em cobaias doentes conseguimos reduzir o tamanho de tumores”, explicou Lalive, acrescentando que, se o receptor for regulado, o tumor volta com maior intensidade.

Os cientistas determinaram também que a ação contra o tumor de linfócitos CD8 – que diminuem a atividade de outros tipos de linfócitos – com o c-Met é mais eficaz que a dos linfócitos que não contêm este receptor, mas assinalaram que são minoritários.

Já existem tratamentos baseados em bloquear a ativação do c-Met em células cancerígenas, mas ao identificar o receptor em alguns linfócitos CD8 “podemos projetar novas vias ao estimular estes linfócitos equipados com receptores c-Met”, explicou o professor Dietrich, que participou no estudo.

Os cientistas têm agora que demonstrar que esta descoberta existe nos outros tipos de cancro e confirmar a sua presença em células humanas.

EFE ZAP // EFE

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …