Um terramoto devastador pode abalar a Nova Zelândia nos próximos 50 anos

Um novo estudo revela que as hipóteses de a Falha Alpina da Ilha do Sul da Nova Zelândia provocar um terramoto devastador nos próximos 50 anos são muito maiores do que se pensava. 

Um estudo conduzido por Jamie Howarth, professor da Victoria University of Wellington, mostra que a probabilidade de um grande terramoto ocorrer antes de 2068 é de cerca de 75%. Até agora, pensava-se que era cerca de 30%.

Além disso, há cerca de 82% de hipóteses de o terramoto ser de magnitude 8 ou superior.

Os investigadores estudaram evidências de 20 terramotos anteriores na Falha Alpina registados em quatro lagos da costa oeste (Kaniere, Mapourika, Paringa e Ellery) e dois pântanos nos últimos quatro mil anos para construir um dos mais completos registos de terramotos do mundo.

“A análise detalhada e a datação cuidadosa dos sedimentos em lagos adjacentes à Falha Alpina levaram a novos detalhes sobre a distribuição de terramotos ao longo da falha”, disse Sean Fitzsimons, professor na University of Otago, em comunicado.

Uma das descobertas dos cientistas é que um curioso “portão de terramoto” na falha ao sul de Jackson Bay, perto do Rio Martyr, parece determinar o tamanho de um terramoto da Falha Alpina.

Algumas ruturas param no portão, produzindo terramotos na faixa de magnitude 7. Porém, ruturas que o portão deixa passar transformam-se em “grandes” terramotos de magnitude 8 ou superior.

Essas ruturas passageiras ou interrompidas tendem a ocorrer em sequências, produzindo fases de grandes terramotos ao longo do tempo.

A Falha Alpina é uma divisão de mais de 850 quilómetros de comprimento na marca da crosta terrestre, onde as placas da crosta australiana e do Pacífico se encontram e chocam, forçando a subida dos Alpes do Sul.

“A partir do registo de terramotos anteriores, podemos determinar que a probabilidade de ocorrer um evento de magnitude 7 ou superior é de cerca de 75% nos próximos 50 anos. Este é um resultado realmente significativo, mas não conseguimos prever a magnitude do próximo evento apenas com esses dados”, disse Howarth.

“A nossa modelagem mostra que houve uma série de três ruturas de passagem, por isso a próxima provavelmente também passará pelo portão. Pensamos que o próximo terramoto possa ser semelhante ao último em 1717, uma magnitude estimada de 8,1”.

“Esta descoberta não muda o facto de a Falha Alpina sempre ter sido perigosa”, disse Howarth. “Mas agora podemos dizer que o próximo terramoto provavelmente acontecerá durante a nossa vida. Precisamos de ir além do planeamento da resposta imediata para o próximo evento para pensar sobre como tomamos decisões sobre investimentos futuros para melhorar a nossa infraestrutura e preparação da comunidade”.

O estudo foi publicado este mês na revista científica Nature Geoscience.

  Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Vulcão Cumbre Vieja lança lava, cinzas e fumo em La Palma

Vulcão de La Palma "no auge da atividade". Derrocada parcial do cone revela grande fonte de lava

Uma derrocada parcial do cone do vulcão da ilha de La Palma, nas Canárias, deixou à vista uma grande fonte de lava, segundo o Instituto Vulcanológico das Ilhas Canárias (Involcan). "Estamos no auge da atividade" do …

Presidente recebeu dose de reforço da vacina contra a covid-19 juntamente com a da gripe

O Presidente da República recebeu, esta segunda-feira, a dose de reforço da vacina contra a covid-19, juntamente com a vacina da gripe. "O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa recebeu esta tarde o reforço (ou terceira dose) …

PCP duvida do "golpe de asa" do Governo. BE estranha a sua "indisponibilidade"

O Partido Comunista anunciou, esta segunda-feira, que vai votar contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) na generalidade, juntando-se ao Bloco de Esquerda. "Não acredito em bruxas (...). Nunca faltámos à chamada e procurámos sempre …

"Ou há Orçamento ou avanço para a dissolução da Assembleia da República", diz Presidente

O Presidente da República afirmou, esta segunda-feira, que irá aguardar até ao último segundo da votação do Orçamento do Estado para 2022 na generalidade e, caso se confirme o chumbo, iniciará logo o processo de …

Portugal regista mais cinco mortes e 313 casos de covid-19

Portugal registou, esta segunda-feira, mais cinco mortes e 313 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 313 novos …

Quase 23 milhões de afegãos vão sofrer insegurança alimentar aguda no inverno

O Programa Alimentar Mundial da ONU alerta para a crise no Afeganistão, afirmando que o país está "entre os piores desastres humanitários do mundo, senão o pior". Cerca de 22,8 milhões de afegãos, mais de metade …

A COP26 ainda não começou, mas parece condenada ao fracasso. Matos Fernandes está "pouco otimista"

Cimeira tem início a 31 de outubro, mas os sinais que chegam não são positivos, com muitos dos líderes e representantes dos principais países a apontar dedos aos que ainda não se comprometeram com metas …

Líder do CDS-PP compara Estado a centro comercial por devolver "míseros cêntimos" do combustível

Líder centrista anunciou que o CDS vai apresentar novamente no Parlamento uma proposta para acabar com o adicional dos produtos petrolíferos — algo que já tinham feito no passado, mas que mereceu o chumbo de …

Crescem os apelos a que o Reino Unido avance com o Plano B contra a covid, mas Governo continua reticente

Em público, o governo de Boris Johnson afirma que ainda não é tempo de apertar as medidas de combate à pandemia, mas em privado já está a ponderar como pode avançar com o Plano B. Depois …

Um telemóvel com redes sociais instaladas, como o Twitter e o LinkedIn

Disparam as ofertas de emprego que exigem vacinação contra a covid-19

Nos últimos dois meses, o número de ofertas de emprego que impõem como requisito de recrutamento a vacinação contra a covid-19 disparou. O LinkedIn avançou à revista Forbes que o número de ofertas que exigem vacinação …