Cientistas descobrem quando nos tornamos realmente adultos (e é mais tarde do que se pensa)

Há uma idade pré-definida para sermos adultos? A partir dos 18, somos “oficialmente adultos”. Ou será apenas depois de casar, de arranjar emprego ou de comprar o carro?

Na verdade, a Ciência tem uma resposta e é menos clara que isto. A última investigação sugere que não nos tornamos realmente adultos até chegarmos à casa dos 30 anos. A idade exata varia de pessoa para pessoa – tal como a puberdade.

A razão pela qual os cientistas identificaram os 30 anos como o ponto de entrada na vida adulta é devido à extensão das mudanças, particularmente no cérebro, que ocorre no final da adolescência e ao longo de nossos vinte anos.

Os nossos neurónios continuam a desenvolver-se, a conectar-se e a tornar-se mais refinados na nossa terceira década, mesmo que a maior parte da mudança tenha ocorrido durante a adolescência.

Estas mudanças podem afetar o nosso comportamento e até a nossa propensão para desenvolver condições de saúde mental, como a esquizofrenia. Aliás, a idade média de início desta doença do foro psiquiátrico é entre o final da adolescência e o início dos 20 anos nos homens e entre os 20 e os 30 anos nas mulheres.

“O que estamos realmente a dizer é que ter uma definição de quando se muda da infância para a idade adulta parece cada vez mais absurdo“, disse Peter Jones, professor de neurociência da Universidade de Cambridge. “É uma transição muito mais subtil que ocorre ao longo de três décadas.”

A ideia de que a infância termina aos 18 anos tem ganhado muita força recentemente, com um artigo publicado na revista Lancet Child & Adolescent Health no ano passado, argumentando que o período de vida que chamamos de “adolescência” dura muito mais do que imaginamos.

O termo “adolescência” foi descrito pela primeira vez num artigo de 1904 publicado pelo psicólogo G. Stanley Hall. Ela definiu a palavra como “a fase da vida que se estende entre a infância e a idade adulta”. A maioria de nós associa esta fase com as idades que compreendem os 13 aos 18, mas pode começar tão cedo como aos 10 anos.

A adolescência continua “até aos 20” enquanto o corpo e o cérebro continuam a desenvolver-se e as forças socioeconómicas  – o aumento do custo de residência, mercado de trabalho instável e dívidas estudantis – atrasam os sinais tradicionais da idade adulta – parcerias, parentalidade e independência económica – e estende o período de “semi-dependência” que é a adolescência.

Da mesma forma, estudos recentes em neurociência sugerem que colocar um timestamp na idade adulta (18 anos ou mais) é uma maneira antiquada de ver as coisas. “Não existe uma infância e depois uma vida adulta”, explicou Jones. “As pessoas estão num caminho, estão numa trajetória.”

PARTILHAR

RESPONDER

Igrejas evangélicas cultivam violência doméstica ao defender a supremacia dos homens sobre as mulheres

O facto de a igreja evangélica defender que o homem deve controlar a mulher apenas agrava o problema de violência doméstica, justificando os atos dos homens. Jane (nome fictício) era membro da comunidade cristã evangélica da …

A Cidade do México está a pagar aos seus polícias para que percam peso

A Polícia da Cidade do México está a levar a cabo um programa para combater o excesso de peso e a obesidade no seu efetivo através de incentivos financeiros.  Ao todo, escreve a agência AFP que …

Há um novo método para medir buracos negros

Os buracos negros supermassivos são os maiores buracos negros, com massas que podem exceder mil milhões de sóis. Apenas esta primavera foi divulgada a primeira imagem do buraco negro supermassivo no centro da galáxia M87, …

E Tudo o Vento Levou… há 80 anos

E Tudo o Vento Levou celebra este domingo 80 anos de vida, marcando a data da sua estreia nos Estados Unidos. Oito décadas depois, o filme mantém-se como uma das maiores obras primas do cinema …

O problema impossível mais simples do mundo está a levar matemáticos à loucura

Matemáticos avisam os seus colegas para se manterem longe da conjetura de Collatz. No entanto, Terence Tao decidiu arriscar, e está muito perto de resolver aquele que muitos chamam de o problema impossível mais simples …

Soldados da Guerra Civil dos EUA pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias

Investigadores encontraram evidências que indicam que soldados da Guerra Civil norte-americana pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias. Escavações em Camp Nelson, no Kentucky, revelaram restos de um estúdio de fotografia com 150 anos, o …

Chuva, vento forte e neve. Mau tempo vai agravar-se nas próximas 48 horas

A Proteção Civil alertou este domingo para um agravamento do estado do tempo nas próximas 48 horas, com períodos de chuva, possibilidade da queda de neve nas terras alta do norte e centro e ainda …

Descoberta nova espécie de aranha-violinista no Vale do México

Cientistas identificaram, no México, uma nova espécie de aranha com um veneno que, apesar de não ser fatal, é capaz de causar necrose na pele humana. Uma equipa de cientistas da Universidade Nacional Autónoma do México …

Já sabemos sobre o que conversam os orangotangos

Um novo estudo da Universidade de Exeter, em Inglaterra, desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os investigadores passaram dois anos a filmar mais de 600 horas …

COP25 aprovou conclusões. Não há acordo para regulação dos mercados de carbono

A cimeira da ONU sobre o clima terminou hoje em Madrid assinalando a urgência para conter as alterações climáticas, mas a mais longa cimeira sobre o clima de sempre sem chegar a acordo nos pontos …