Cientistas acabam de descobrir novos tipos de células no cérebro humano

Uma equipa de cientistas do Instituto Salk e da Universidade da Califórnia em San Diego, ambos nos EUA, criou uma nova forma de categorizar neurónios a nível molecular – esforço que, segundo anunciaram os cientistas, revelou novos tipos de células cerebrais.

De acordo com um dos autores do estudo, Joseph Ecker, há muitas décadas que os neurónios são identificados pela sua forma. Agora, com a nova abordagem molecular, os cientistas podem separar os tipos de célula de forma muito mais precisa.

Em suma, ao sequenciar a estrutura molecular dos neurónios, podemos começar a ordená-los em subgrupos para ter uma melhor compreensão da funcionalidade de cada um.

Mapear exactamente como o cérebro humano funciona é, talvez, o passo mais promissor quando se trata de encontrar novas formas de combater doenças neurológicas e até permitir-nos melhorar a inteligência humana.

“É impressionante que possamos separar um cérebro em células individuais, sequenciar os seus metilomas e identificar muitos novos tipos de células, juntamente com os seus elementos reguladores de genes, que tornam esses neurónios distintos uns dos outros”, observa Ecker.

wellcomeimages / Flickr

Há centenas, senão milhares, de tipos de células cerebrais com diferentes funções e comportamentos

A pesquisa permitirá aos cientistas criar uma “lista de peças” completa de cada neurónio,  e a sua respectiva função. Segundo Chongyuan Luo, co-autor do estudo, esse mapeamento abrirá novas portas no conhecimento do nosso cérebro.

Há centenas, senão milhares, de tipos de células cerebrais que têm diferentes funções e comportamentos. E é importante saber quais são todos esses tipos de células, para entender como funciona o cérebro”.

O próximo passo da pesquisa é agora estudar diferenças moleculares no cérebro de indivíduos saudáveis versus indivíduos com doenças cerebrais.

Salk Instiutute

A equipa de investigadores: Chongyuan Luo, Margarita Behrens, Joseph Ecker, Christopher Keown, Eran Mukamel

“Se houver um defeito em apenas 1% das células, devemos poder vê-lo com este método”, explica Luo. “Até agora, não teríamos hipóteses de identificar o que quer que fosse numa tão pequena percentagem de células”.

Ao determinar os tipos de células exactos que podem ser responsáveis por uma doença, estudos futuros poderiam concentrar-se em corrigir essa anomalia. “Podemos desenvolver, a partir desta informação, novas ferramentas para estudar populações celulares particulares, uma vez que saibamos que elas existem”, conclui Ecker.

O estudo foi publicado na revista Science no dia 10 deste mês.

PARTILHAR

RESPONDER

Aos 29 anos, "sucessor" de Mourinho estreia-se a vencer e faz história

Ryan Mason, o novo treinador interino do Tottenham, estreou-se a ganhar e tornou-se o treinador mais jovem da história da Premier League. Com a saída de José Mourinho do Tottenham, esta segunda-feira, Ryan Mason assumiu interinamente …

PS-Porto traça perfil de candidato e currículo de Barbosa Ribeiro encaixa como uma luva

O PS traçou o perfil do candidato que quer ver concorrer pelo partido à Câmara Municipal do Porto. O presidente da Comissão Política do PS do Porto, Tiago Barbosa Ribeiro, encaixa na perfeição. Nos últimos tempos, …

Moedas usa o nome de Sócrates para atacar Medina. PS acusa-o de “tirar proveito“ das buscas na CML

Numa altura em que a corrida autárquica se torna cada vez mais feroz, depois de serem conhecidos os motivos das buscas à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas enviou um comunicado às redações em que se …

Enquanto clubes pedem desculpa, Florentino contra-ataca e não desiste da Superliga

O presidente do Real Madrid e da Superliga, Florentino Pérez, manifestou-se na quarta-feira "triste e dececionado" com a suspensão da nova competição europeia de futebol, mas também "surpreendido" com a campanha orquestrada pelo presidente da …

Governo estuda compra de mais vacinas de ARN mensageiro para evitar atrasos

As autoridades de saúde portuguesas estão a estudar a compra de mais vacinas de ARN mensageiro, que até agora não têm revelado efeitos secundários tão graves como a vacina da AstraZeneca e da Johnson & …

O bumerangue pode ter tido mais do que uma função

Investigadores sugerem que o bumerangue pode ter tido mais do que uma função para os australianos aborígenes, como por exemplo moldar ferramentas de pedra. A análise microscópica da superfície de mais de 100 bumerangues de madeira …

Ministério Público e defesa de Sócrates concordam: Ivo Rosa fez uma alteração ilegal à acusação

O Ministério Público (MP) e a defesa de José Sócrates já pediram a nulidade da decisão instrutória do juiz Ivo Rosa no processo judicial da Operação Marquês. Os dois requerimentos defendem que o juiz fez …

Depois da Superliga Europeia, pode chegar agora a Superliga Britânica

Depois de os planos de uma Superliga Europeia terem aparentemente caído por terra, os clubes ingleses preparam uma "Superliga Britânica", que poderá trazer o Celtic e o Rangers para a Premier League. Os planos de uma …

Parlamento admite repensar fim do dia de reflexão. Iniciativa Liberal vai forçar partidos a decidir já

A proposta da Iniciativa Liberal para acabar com o dia de reflexão no sábado que antecede o dia das eleições pode, para já, ficar à espera de uma decisão da Assembleia da República. Esta quarta-feira, na …

O café está sob ameaça das alterações climáticas — mas uma espécie selvagem pode salvá-lo

As plantações de café a nível mundial estão sob ameaça das alterações climáticas. Uma espécie selvagem redescoberta por cientistas pode salvar a bebida favorita de milhões. O mundo adora café. Mais precisamente, adora café arábica. Do …