China detém o professor Xu Zhangrun, principal crítico do presidente Xi Jinping

(dr) Xinhua

O presidente da China, Xi Jinping

A polícia chinesa deteve Xu Zhangrun, professor e ensaísta da Universidade Tsinghua, silenciando assim uma das últimas vozes nos círculos inteletuais da China que criticam abertamente a liderança do Presidente Xi Jinping.

A prisão de Xu Zhangrun, nos arredores de Pequim, ocorreu cinco meses após o professor ter publicado um longo artigo, no qual pedia aos líderes políticos que conduzissem uma investigação aberta sobre o encobrimento do novo surto de coronavírus em Wuhan e revertessem “a espiral de tirania no país”, noticiou o Washington Post.

Segundo referiu o ensaísta no artigo – que previu ser “a última coisa” que escrevia -, o que começou como um surto local foi exacerbado por um sistema político que sufocou e castigou os denunciantes.

Alguns dos seus amigos em Pequim, que falaram em anonimato por medo de represálias, disseram que Xu Zhangrun foi preso na segunda-feira. Uma publicação divulgada nas redes sociais dos seus conhecidos, indicava disse que a sua casa esteve cercada por 20 agentes da polícia, que o detiveram, juntamente com o seu computador.

O Departamento Jurídico da Universidade Tsinghua, onde Xu Zhangrun ensinava direito constitucional até ser afastado, no ano passado, devido aos artigos políticos que publicava, informou na segunda-feira que a sua situação “não estava clara”. O Departamento de Segurança Pública Municipal de Pequim recusou-se a comentar.

Um amigo do professor contou que este estava animado quando se reuniu com amigos, após semanas de isolamento. A sua detenção, contudo, não foi totalmente inesperada, acontecendo num momento em que o Partido Comunista quer reafirmar-se, tanto globalmente como a nível interno.

Depois de resistir a uma onda de indignação pública ao lidar com o surto de Wuhan, o partido estabilizou a sua posição doméstica, detendo bloggers e jornalistas que trabalhavam em Wuhan, e investigando alguns dos seus críticos, nomeadamente o bilionário Ren Zhiqiang, que também escreve artigos sobre o política no país.

 

Depois que Ren Zhiqiang começou a ser investigado, em abril, a detenção de Xu Zhangrun “era uma questão de tempo”, afirmou He Weifang, ex-professor de direito da Universidade de Pequim, que conhece e trabalha ao lado do colega há 40 anos.

Embora os ensaios de Xu Zhangrun tenham sido lidos de perto por estudiosos chineses e estrangeiros, não cultivou ativamente uma grande quantidade de seguidores na media social chinesa nem mobilizou manifestações. Isso levanta questões sobre as acusações contra o professor.

De acordo com Feng Chongyi, professor da Universidade de Tecnologia de Sydney, Xu Zhangrun foi afastado de Tsinghua e advertido repetidamente pelas autoridades da universidade. Embora os amigos sugerissem a busca de doações para o apoiar, o ensaísta recusou, suspeitando que um dia poderia ter problemas legais.

“Ele sempre recusou, para que o governo não tivesse uma abertura para acusá-lo de crime financeiro”, disse Feng. “Se ele cometeu uma ofensa, terá sido puramente baseado no seu discurso”, concluiu.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Xu Zhangrun. Nunca mais se ouvirá falar dele. Desaparecerá num qualquer gulag. É isto que nos espera se algum dia a China dominar o mundo. É quem pode parar a China? Pois é. Aqueles de que poucos gostam mas os únicos com esse poder, sejam ou não dirigidos por um idiota. O resto (europeus) são uns vendidos.

RESPONDER

Advogado das famílias das vítimas do Meco diz que universidades não devem ser desresponsabilizadas

O advogado das famílias dos seis jovens que morreram na praia do Meco em 2013 defendeu esta sexta-feira que as universidades “não devem ser desresponsabilizadas só por chutarem os alunos para a rua para fazerem …

Pontapés, murros e chicoteamento. Mais 4 instrutores dos Comandos acusados de agressões

Mais quatro instrutores dos Comandos foram acusados de abuso de autoridade por ofensas à integridade física. Os dois sargentos e dois cabos estão no total acusados de 14 crimes de abusos de autoridade por ofensas …

Já foi o "Dono de Lisboa Toda". Agora complica vida a Medina (e embaraça Costa)

A "Operação Olissipus" tem o arquitecto Manuel Salgado, ex-vereador da Câmara de Lisboa e primo de Ricardo Salgado, no centro de uma teia de suspeitas. Na antecipação das autárquicas deste ano, o processo complica a …

Vacinação alargada a diabéticos, obesos e doentes oncológicos. Portugal vai dar vacina da Johnson

Marta Temido, ministra da saúde, Graça Freitas, directora-geral da Saúde, e Gouveia e Melo, coordenador da Task Force de Vacinação, fazem o balanço da primeira fase de vacinação contra a Covid-19 em Portugal, revelando mudanças …

Barcelona quer convencer Messi a ficar (e Grimaldo pode ser um trunfo)

Para convencer Messi a ficar no clube, o Barcelona quer recuperar antigos jogadores. Álex Grimaldo e Thiago Alcântara são as escolhas de Joan Laporta. O presidente do Barcelona, Joan Laporta, está interessado em recuperar alguns dos …

"O maçon nasceu para não confessar que era maçon". Grão-mestre avisa que membros vão desobedecer à lei

Esta terça-feira, na Comissão de Transparência e Estatuto dos Deputados, o grão-mestre do Grande Oriente Lusitano avisou que nenhum maçon irá cumprir uma lei que os obrigue a declarar se são ou não elementos da …

“As vacinas não têm nacionalidade”. Costa pressiona avaliação da Sputnik V

O primeiro-ministro atacou as políticas de fecho de fronteiras para impedir a saída de vacinas e as "guerras nacionais" em função do país de origem dessas vacinas, defendendo em contrapartida mais prevenção e regulação global. Esta …

Já há dois clubes interessados em José Mourinho

Celtic e Valência estão a sondar a possível contratação de José Mourinho, que rescindiu contrato com o Tottenham esta segunda-feira. José Mourinho ainda há pouco tempo rescindiu contrato com o Tottenham, mas já há clubes interessados …

TAP vai ter de dispensar ainda mais trabalhadores, revela secretário de Estado Santos Mendes

A TAP não tem mais meios disponíveis para ajudar a Groundforce, pelo que existe a "possibilidade" de os trabalhadores ficarem sem os salários de maio. Em entrevista ao Tudo é Economia, da RTP3, Hugo Santos Mendes, …

PSD reúne-se com generais contra a lei do Governo para reforma das Forças Armadas

Os sociais-democratas vão receber os mais altos representantes dos oficiais generais na reserva que têm criticado publicamente a proposta de lei do governo para reformar o comando superior das Forças Armadas que visa reforçar o …