China vai expor 500 cavalos enterrados vivos há 25 séculos

Rolfmueller / Wikimedia

Esqueletos de cavalos sacrificados no tempo de Qi Jinggong (547 a 490 AC)

Esqueletos de cavalos sacrificados no tempo do imperador Qi Jinggong (547 a 490 AC)

A cidade de Zibo, no leste da China, anunciou que vai restaurar e mostrar numa exposição a partir do próximo ano 500 cavalos enterrados vivos junto a um imperador que reinou na região há 2.500 anos.

Segundo a agência oficial Xinhua, os cavalos pertencem ao túmulo de Qi Jinggong, imperador do período da Primavera e Inverno (séculos VIII a V antes de Cristo).

Segundo as tradições funerárias da antiguidade chinesa, após a morte de um Imperador, os seus cavalos deviam acompanhá-lo na viagem para o além.

Os cavalos foram recentemente descobertos nas imediações de Zibo, e segundo os arqueólogos vão permitir obter mais informações sobre o Período da Primavera e Inverno da antiga China.

Nessa época, a China estava dividida em diferentes pequenos reinos, não havendo tantos dados históricos acerca deste período como há de outras eras posteriores da história chinesa.

O governo local vai investir cerca de 11 milhões de dólares para preservar o mausoléu equino e prosseguir as escavações no local.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Liz Cheney é a cara da oposição ao "trumpismo" no Partido Republicano

Esta quarta-feira, e depois de ter criticado o antigo Presidente dos Estados Unidos, a congressista Liz Cheney foi afastada de um cargo de liderança no Partido Republicano. Na noite desta terça-feira, e pouco antes de …

SC Braga punido com dois jogos à porta fechada por falta de habilitações de Custódio

O Sporting de Braga foi punido com dois jogos de interdição do seu estádio, após queixa da Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF), devido à falta de habilitações de Custódio, anunciou o Conselho de …

Marinha dos EUA faz apreensão de armas ilícitas no Mar da Arábia

A Marinha dos Estados Unidos apreendeu um carregamento ilícito de armas no Mar da Arábia, anunciou a Quinta Frota da Marinha americana. A apreensão do arsenal foi feita pelo navio USS Monterey na passada quinta-feira, dia …

Noruega abandona definitivamente vacina da AstraZeneca

A Noruega não pretende retomar o uso da vacina da AstraZeneca no seu processo de vacinação, devido a preocupações relacionadas com casos raros de coágulos. A Noruega vai retirar de forma definitiva a vacina desenvolvida …

Padres alemães desafiam doutrina do Vaticano e abençoam uniões entre pessoas do mesmo sexo

Liebe Gewinnt (o amor vence) é o nome de um grupo de cerca de 100 padres alemães que está a abençoar uniões entre pessoas do mesmo sexo. Segundo a Euronews, a posição da Congregação para a …

Festa sportinguista, Odemira e Novo Banco. Costa encostado às cordas segura o "excelente ministro" Cabrita

Já não acontecia desde 17 de março. Esta quarta-feira, o primeiro-ministro, António Costa, esteve na Assembleia da República para quatro horas de debate político. Esta quarta-feira, no Parlamento, a oposição teve quatro horas para ajustar contas …

Giorgos Giakoumakis. Um dos maiores goleadores desta época está a lutar pela manutenção

  Giorgos Giakoumakis é o melhor marcado da Liga holandesa e um dos melhores da Europa. O avançado grego joga no VVV-Venlo, equipa que luta pela manutenção. Nos Países Baixos, restam apenas dois encontros para o fim …

DGS faz recomendações aos adeptos que estiveram nos festejos do Sporting

A Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgou um conjunto de recomendações para os adeptos que estiveram em ajuntamentos nos festejos do título do Sporting. A Direção-Geral da Saúde (DGS) aconselha quem esteve na terça-feira nas celebrações da …

"Oportunista": francês vai jogar pela seleção de Espanha

Aymeric Laporte decidiu jogar por Espanha e pode estrear-se já no próximo mês, no Europeu. Franceses reagiram mal quando souberam desta decisão. A seleção espanhola vai ter um reforço na defesa, no próximo Europeu de futebol. …

Direção da OMS não investigou acusações de abuso sexual na RDCongo

A direção da Organização Mundial de Saúde (OMS) estava a par das acusações de assédio sexual durante o surto de Ébola na República Democrática do Congo (RDCongo) em 2019, e não a investigou, de acordo …