Paleontólogos descobrem na China fósseis com mais de 500 milhões de anos

(dr) Dongjing Fu

Uma equipa de paleontólogos descobriu um verdadeiro tesouro escondido nas margem do Rio Danshui, na província de Hubei, na China.

A vida animal explodiu – em diversidade e em forma – durante o período Cambriano há cerca de 500 milhões de anos. Uma equipa de paleontólogos descobriu recentemente um sítio fóssil cambriano na China – chamado Qingjiang – que contém uma vasta variedade de espécimes, dos quais mais de metade é desconhecida.

As escavações levadas a cabo pelos especialistas revelaram milhares de espécimes primitivas – minhocas, águas-vivas, anémonas e algas –, que viveram há aproximadamente 518 milhões de anos.

Esta descoberta recente é considerada particularmente rara, uma vez que os tecidos moles de muitas das criaturas, incluindo a pele, os olhos e os órgãos internos, estão perfeitamente conservados.

Os paleontólogos recolheram mais de 20 mil amostras do recém descoberto sítio arqueológico, e um total de 4.351 fósseis já foram analisados. Segundo a BBC, foram identificadas, até agora, 101 espécies, das quais 53 nunca haviam sido catalogadas.

A descoberta, publicada na revista científica Science, é considerada “surpreendente” pelos especialistas, principalmente pela quantidade de espécies novas descobertas. “Os fósseis vão ser uma fonte muito importante no estudo das origens primitivas dessas criaturas”, disse à BBC Xingliang Zhang, um dos autores do estudo e professor da Northwest University, na China.

Robert Gaines, geólogo que também participou do estudo, explica que a descoberta é particularmente notável porque “a maioria das criaturas são organismos de corpo mole, que normalmente não têm a possibilidade de ser fossilizadas”. A maioria dos fósseis existentes tende a ser de animais com partes rígidas, como ossos, que têm menos probabilidade de apodrecer e decompor.

Zhang suspeita de que os fósseis de Qingjiang devem ter sido “soterrados rapidamente por sedimentos” de uma tempestade, teoria que explicaria o facto de os tecidos moles estarem tão bem preservados.

Estes fósseis datam do período Cambriano da Era Paleozoica, altura em que houve um rápido aumento da diversidade de espécies no planeta, há cerca de 541 milhões de anos. “A diversidade de seres vivos é algo que, atualmente, não valorizamos, apesar de haver indícios de que as taxas de extinção estão a aumentar acentuadamente”, afirma Gaines.

“No entanto, a maioria das principais linhagens de animais é resultado de um evento singular na História – a explosão Cambriana – e nunca voltou a ser visto um evento semelhante”, continua o especialista.

Mas especial atenção mereceram os fósseis de águas-vivas e anémonas do mar. “É diferente de tudo que eu já vi. A enorme abundância e diversidade de formas são impressionantes”, descreve Gaines.

Esta descoberta é encarada pela comunidade científica como uma das mais importantes dos últimos 100 anos. A equipa está, atualmente, a realizar novas escavações no local com o objetivo de descobrir ainda mais sobre o antigo ecossistema local e o processo de fossilização destas criaturas.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Veneno de caracol marinho usado para criar insulina híbrida promissora no tratamento da diabetes

Cientistas criaram uma versão minimalista e híbrida de insulina, a partir da hormona humana e de um caracol marinho, que pode vir a melhorar o tratamento da diabetes, divulgou a universidade norte-americana de Ciências da …

Sequelas da covid-19 em doentes mais graves ainda estão por compreender

O acompanhamento depois da alta para doentes que estiveram internados com covid-19 é um dos grandes desafios do sistema de saúde para compreender que sequelas, por enquanto desconhecidas, a doença poderá deixar. “Só daqui a seis …

Criança nasce com duas bocas nos EUA. É o 35.º caso registado desde 1900

A menina, nascida nos Estados Unidos, foi operada ao seis meses para remover a cavidade oral secundária, que incluía dentes, língua e um lábio. Uma bebé nasceu nos Estados Unidos com duas bocas, devido a uma …

Funcionários do Facebook em "greve virtual" face à recusa de Zuckerberg em agir contra Trump

Os funcionários do Facebook estão insatisfeitos com a decisão do fundador da rede social de manter uma postura neutra perante as recentes publicações do Presidente dos Estados Unidos. De acordo com o jornal The Guardian, os …

Inteligência Artificial recria "verdadeiro" rosto de Napoleão Bonaparte

Recorrendo a uma técnica de Inteligência Artificial, um artista holandês criou um retrato em alta definição do imperador francês Napoleão Bonaparte. O fotógrafo freelancer holandês Bas Uterwijk, cujo pseudónimo é Gandbrood, recorreu a uma rede neuronal …

"Apito" da covid-19. Novo teste deteta novo coronavírus em apenas um minuto

Uma equipa de cientistas da Universidade Ben-Gurion, em Israel, desenvolveu um novo dispositivo que é capaz de detetar a presença do novo coronavírus no organismo humano em apenas um minuto. O novo teste, desenvolvido pelos investigadores …

"We Call it Alentejo". Novo filme promocional destaca as maravilhas alentejanas

A gastronomia e vinhos, as pequenas aldeias, a sustentabilidade e a natureza são atributos do Alentejo evidenciados no mais recente filme promocional do território, lançado pela agência regional de promoção turística para chamar visitantes estrangeiros. Com …

Curandeiro convocou cerca de 100 pessoas para se abraçarem contra a "farsa" da pandemia

Josep Pàmies, um agricultor espanhol defensor das terapias alternativas, convocou cerca de 100 pessoas a abraçarem-se a beijarem-se contra a "farsa" da pandemia. No sábado, cerca de uma centena de pessoas juntaram-se em Balanguer, na província …

Rússia anuncia início de ensaios clínicos de uma vacina contra a covid-19

A Rússia vai começar os ensaios clínicos de uma vacina contra a covid-19 em 50 soldados que se ofereceram para participar nos testes, anunciou esta terça-feira o Ministério da Defesa. "Para verificar a segurança e eficácia …

Montenegro tem uma carta na manga para promover o turismo

Para incentivar o turismo, Montenegro tem a intenção de usar a carta da segurança sanitária para convencer os turistas estrangeiros a visitar o país. No dia 25 de maio, Montenegro declarou-se um "país livre de coronavírus" …