Chichén Itzá esconde cave de relíquias maia (e havia uma cobra venenosa a protegê-la)

(CC0/PD) aladecuervo / Pixabay

Templo de Kukulcán, localizado em Chichén Itzá – uma cidade arqueológica maia, no Iucatã

Uma equipa de arqueólogos liderados por Guillermo de Anda descobriu uma caverna cheia de relíquias antigas sob as ruínas da cidade maia de Chichén Itzá, no México. A descoberta, que foi já rotulada como “incrível”, pode desvendar alguns segredos da civilização maia.

De Anda, citado pela agência de notícias AFP, disse em conferência de imprensa que os achados são um verdadeiro “tesouro científico”.

De acordo com o líder da expedição, a caverna com centenas de objetos foi encontrada a cerca de dois quilómetros do templo de Kukulkan, a 24 metros de profundidade.

A caverna tem várias câmaras conectadas por passagem extremamente estreitas que obrigaram os investigadores a rastejar através delas. A sua extensão é, para já, desconhecida, tendo os arqueólogos conseguido explorar cerca de 460 metro até então.

Tal como explico De Anda, a caverna foi já descoberta há mais de 50 anos por moradores locais. Na época, foi enviado um arqueólogo até ao local, que decidiu por razões desconhecidas selar a entrada com pedras e apresentar um breve relato.

No ano passado, o líder da expedição voltou a encontrar esta caverna, trazendo agora à luz todas as suas relíquias. Entre as centenas de objetos encontrados, contabilizam-se sete queimadores de incenso sob a forma de Chaac, uma importante divindade maia associada à chuva. Estima-se que os maiores queimadores deste tipo date, de 700 a 1000 anos d.C.

“O que descobrimos foi incrível e completamente intocado”, acrescentou.

Os cientistas acreditam que os moradores de Chichén Itzá consideram a caverna como “as entranhas dos deuses“. Além disso, a equipa sublinhou ainda que a o tesouro subterrâneo ajudará os cientistas a entender melhor as origens, a vida e as crenças dos moradores de Chichén Itzá.

A AFP adinta ainda que os indígenas maias que habitam a área atualmente deixaram um alerta à equipa: uma cobra coral venenosa protegia o local. E, na verdade, os cientistas encontraram essa espécie, que bloqueou o acesso à caverna durante quatro dias, tal como revelou o líder da expedição. A pedido dos moradores, a equipa passou também por uma ritual de purificação de seis horas antes de entrar na caverna.

De Anda e a sua equipa planeiam continuar a explorar a caverna e os seus artefactos, não querendo contudo remover os objetos encontrados, mas antes estudá-los no local.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Vi esta noticia em outro site mas falava em 24 quilómetros de profundidade e não 24 metros como vocês mencionam… Podem por favor esclarecer qual a informação correta?

    • Caro Luís Novais,
      As fontes que consultámos, que incluem a agência AFP e o The New York Times, apontam que a caverna está 24 metros de profundidade, tendo sido encontrada a 2 quilómetros do templo de Kukulkan.
      Agradecemos desde já as suas visitas.

RESPONDER

Novas restrições serão circunscritas a territórios. Rui Moreira vai aguardar pelo Conselho de Ministros

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde defendeu esta quinta-feira que as novas restrições para combater a pandemia no país serão a nível territorial e mais circunscritas, num modelo que ainda terá que ser …

Portugal sai da "lista negra" da Suíça de países com chegadas condicionadas

As autoridades federais suíças decidiram esta quarta-feira levantar as restrições à entrada de pessoas provenientes da maior parte de países e regiões que estavam na sua lista negra, incluindo Portugal. Os nacionais ou viajantes provenientes desses …

Estudo sugere que os macacos podem ter-se domesticado como os humanos

Um novo estudo sugere que os macacos, tal como os humanos, podem envolver-se no processo de auto-domesticação, alterando o curso da sua própria evolução e fisiologia através da forma como se comportam uns com os …

A estrela morta que emitiu ondas de rádio no interior da Via Láctea voltou a fazê-lo

O magnetar SGR 1935+2154, que em abril emitiu a primeira explosão de rádio conhecida de dentro da Via Láctea, explodiu mais uma vez. A pequena estrela morta responsável pela primeira deteção de explosões rápidas de rádio …

"Asteróide do caos". Novos dados confirmam que Apophis pode impactar com a Terra em 2068

Um astrónomo do Instituto de Astronomia da Universidade do Havai revelou novas descobertas críticas relacionadas com um grande asteróide que deverá passar muito perto da Terra. Dave Tholen e os seus colaboradores anunciaram a deteção da …

Luís Filipe Vieira reeleito com 62,59% dos votos

Luís Filipe Vieira foi reeleito para um sexto mandato como presidente do SL Benfica, com 62,59% dos votos dos sócios. Vieira está à frente do emblema da Luz desde 2003. Nem a pandemia travou os sócios …

Sporting 3-1 Gil Vicente | “Pote” de ouro na recta final

Sofrimento e alívio. O Sporting esteve a perder em casa por 1-0 com o Gil Vicente até aos 82 minutos, mas deu a volta ao marcador num curto espaço de tempo, acabando por fixar o …

Descoberto na Austrália recife de coral mais alto do que o Empire State Building

Um novo recife "maciço" de 500 metros foi descoberto na Grande Barreira de Corais da Austrália, tornando-o mais alto do que alguns dos arranha-céus mais altos do mundo. Os cientistas encontraram o recife separado - o …

Encontrados restos de ossos e madeira em pregos que terão sido usados na crucificação de Jesus

Um geólogo israelita analisou pregos supostamente associados à crucificação de Jesus Cristo e descobriu que os objetos contêm traços de osso e madeira. Em 1990, durante a escavação em Jerusalém do túmulo de Caifás, o sumo …

Oreo construiu um "Cofre do Apocalipse" para proteger as suas famosas bolachas

Depois do Svalbard Global Seed Vault, que guarda mais de um milhão de amostras de sementes num bunker, e o Arctic World Archive, que preserva os dados do mundo de hoje, a Oreo criou um "Cofre do …