Desertoras radioactivas e um bebé sem sexo: houve um Chernobyl na Coreia?

Roman Harak / Flickr

“Pensávamos que estávamos a morrer porque éramos pobres e comíamos mal”, diz uma das desertoras norte-coreanas

Uma misteriosa “doença fantasma” e um bebé deformado morto pelos pais: são estes os horripilantes relatos de duas mulheres que viviam perto do local de testes nucleares e fugiram do país.

Duas desertoras da Coreia do Norte que viviam perto do local de testes nucleares usado por Pyongyang declararam à NBC que acreditam ter estado expostas a radiação e temem pela saúde dos membros das suas famílias que ficaram no país.

Lee Jeong Hea, que fugiu em 2010, vivia no distrito de Kilju, na região onde se encontra o local de testes nucleares da Coreia do Norte, Punggye-ri.

“Morreram tantas pessoas que começamos a chamar-lhe ‘doença fantasma‘. Pensávamos que estávamos a morrer porque éramos pobres e comíamos mal. Agora sabemos que foi por causa da radiação”, indicou Lee.

Rhee Yeong Sil, outra desertora que fugiu em 2013, contou que durante anos não fazia ideia de que a Coreia do Norte estava a realizar testes nucleares naquela zona. Rhee afirma que vivia a poucos quilómetros do local de testes Punggye-ri e que um dia a sua vizinha deu à luz um bebé completamente deformado.

Não conseguimos sequer determinar o sexo do bebé, porque nem genitais tinha. Na Coreia do Norte, geralmente, as pessoas matam os bebés deformados. Por isso, eles mataram o bebé“, revelou.

Além disso, as desertoras relataram histórias de trutas que morrem nos ribeiros que passam na montanha e que os preciosos cogumelos de pinho desapareceram há muito tempo daquele lugar.

A exposição a longo prazo a baixas doses de radiação pode causar cancro, segundo a Organização Mundial de Saúde. Além disso, este tipo de contaminação pode afetar o funcionamento de tecidos e órgãos.

No entanto, as doenças descritas por estas duas mulheres poderiam ter sido causadas por diferentes fatores: algumas das informações de Rhee e Lee sobre a exposição à radiação datam da década de 1990 e até mesmo 1980, enquanto que o primeiro teste nuclear no país aconteceu em 2006.

Esta discrepância levanta dúvidas nos especialistas, que afirmam que se algum material radioativo se tivesse infiltrado, os sensores o teriam detetado: algo diferente de uma contaminação radioativa impactou o ambiente e provocou as enfermidades registadas no local, ou a Coreia do Norte realiza testes nucleares há mais tempo do que se pensava?

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Quanto a mim o que contaminou todo aquele país foi uma onda magnética de comunismo só curável com a sua extinção, enquanto tal não acontecer estarão condenados a viver numa das maiores escuridões que um regime pode oferecer aos seus cidadãos.

RESPONDER

Argélia expulsa para o deserto 390 pessoas (incluindo grávidas e crianças)

A Argélia expulsou este domingo 391 pessoas em condições precárias, incluindo crianças e grávidas, para o deserto do Níger. A Organização Internacional para as Migrações, OIM, indicou que as pessoas expulsas, oriundas de países da África …

Descoberto em Israel um mosaico que retrata os "espiões bíblicos" de Moisés

A descoberta de uma série de mosaicos que datam de há 1600 anos, no interior de uma antiga sinagoga, em Israel, está a "revolucionar" tudo o que sabíamos sobre o Judaísmo dessa época, apresentando "novas …

Investigadores descobrem que Ross 128 B tem todas as condições para ter vida

O exoplaneta Ross 128 b tem características viáveis para abrigar vida. Uma equipa coordenada por investigadores do Observatório Nacional do Brasil analisou as características físico-químicas do sistema extrassolar Ross 128, e constatou que este sistema …

Naufrágio do século XVI encontrado na Florida (mas o tesouro pertence à França)

Um naufrágio do século XVI, sobrevivente de uma das primeiras viagens europeias à América, foi descoberto na costa da Florida. O achado guarda tesouros que valem milhões de dólares, mas um tribunal norte-americano determinou que a …

Quem é o maior inimigo dos EUA? A União Europeia, respondeu Trump

O Presidente norte-americano, Donald Trump, disse hoje, em declarações à CBS, que a União Europeia, a Rússia e a China são inimigos dos Estados Unidos. Numa entrevista à CBS News, quando questionado pelo jornalista Jeff Glor …

E os vencedores são... Modric, Kane e Mbappé

O médio Luka Modric conquistou hoje a Bola de Ouro, o prémio de melhor jogador do Mundial2018 de futebol, que decorreu na Rússia, apesar da derrota da Croácia na final perante a França (4-2). O jogador …

Os satélites gémeos GRACE-FO já disparam os seus lasers no espaço

Falar de lasers e espaço na mesma frase será suficiente para fazer imaginar loucas batalhas espaciais como as que vemos em filmes como o Star Wars, mas desta vez a utilização de lasers é para …

Prémio Nobel alternativo da Nova Academia vai ser decidido pelo público

Depois do cancelamento do prémio por parte da Academia Sueca, a Nova Academia, criada este ano em protesto, vai atribuir um prémio alternativo. As votações para o prémio ao Nobel (alternativo) da Literatura serão realizadas …

O fungo mortal que queria ser bactéria está a tornar-se um problema de saúde mundial

Um agente patogénico que resiste a quase todos os medicamentos desenvolvidos para o tratar está a espalhar-se rapidamente pelo mundo. Já foram detectadas infecções em 27 países e há já várias mortes registadas. O mais estranho …

França vs Croácia | "Les bleus" conquistam o Mundo

A França conquistou o seu segundo Campeonato do Mundo. Na final frente à Croácia, os gauleses foram felizes na primeira parte, somando dois golos, um na própria baliza por Mario Mandzukic, e outro de penálti, …