CERN estuda acelerador de partículas quase quatro vezes maior que o actual

Ars Electronica Festival / Flickr

O actual acelerador de partículas com 27km de circunferência

O actual acelerador de partículas com 27km de circunferência

O CERN (Organização Europeia para Investigação Nuclear) está a estudar a construção de um anel de 100 quilómetros entre a França e a Suíça destinado à aceleração de partículas, indica um comunicado hoje publicado.

Um estudo de viabilidade vai ser lançado na próxima semana. Nesta perspectiva, uma centena de investigadores de todo o mundo vai reunir-se, entre terça e quinta-feira na Universidade de Genebra para lançar este programa, previsto para cinco anos.

Este futuro anel vai substituir o actual acelerador de partículas (LHC), com 27 quilómetros de circunferência.

Baptizado FCC, o futuro acelerador circular terá uma circunferência de entre 80 a 100 quilómetros e poderá atingir uma energia, sem precedentes, de 100 TeV (Tera-eletrão-volt, unidade de medida de energia), contra 14 TeV do LHC.

Este estudo junta-se a um outro, iniciado há vários anos, sobre um acelerador linear compacto (CLIC), de forma rectilínea, com 80 quilómetros de comprimento e que poderá também passar sob a Suíça e a França.

O objectivo dos dois estudos é examinar a viabilidade das diferentes máquinas e avaliar os custos, até 2018-19, altura em que a a estratégia europeia sobre esta matéria será divulgada, de acordo com o CERN.

A investigação em física de partículas é cada vez mais global, efectuando-se regularmente trocas de informações entre a América, Ásia e Europeu, num organismo mundial, o IFCA (Comissão Internacional sobre Futuros Aceleradores).

Enquanto se esperam as conclusões dos estudos, o LHC deverá funcionar ainda durante 20 anos. Actualmente, está parado, mas deverá voltar a funcionar em 2015.

“Sabemos poucas coisas sobre o bosão de Higgs (…) Só os próximos resultados do LHC poderão indicar pistas sobre as investigações a seguir no futuro, e o tipo de acelerador mais adaptado”, indicou Sergio Bertolucci, director de investigação e informática do CERN.

O bosão de Higgs, ou como é mais conhecido “a partícula de Deus“, foi descoberto durante o verão de 2012 pelo CERN, devido aos trabalhos do belga François Englert e do britânico Peter Higgs.

O bosão de Higgs é uma partícula elementar considerada pelos físicos a união da estrutura fundamental da matéria.

Os dois homens receberam o prémio Nobel da Física em 2013, por uma das descobertas mais importantes da história da física.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Panama Papers. Mossack Fonseca não gostou do filme e processou Netflix por difamação

A dupla de sócios do escritório de advogados Mossack Fonseca, envolvido no caso “Panama Papers”, moveu um processo em tribunal por difamação contra a Netflix. A plataforma anuncia a estreia, para esta sexta-feira, do filme “Laundromat: …

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …