O centro da Via Láctea explodiu (e foi há pouco tempo)

ESO/Consórcio Gravity/L. Calçada

Um feixe de energia titânico e em expansão surgiu perto do buraco negro supermassivo no centro da Via Láctea, há apenas 3,5 milhões de anos, enviando uma explosão de radiação em forma de cone pelos dois pólos da Galáxia e pelo espaço profundo.

Essa é a conclusão resultante de uma investigação realizada por uma equipa de cientistas liderada por Joss Bland-Hawthorn do Centro de Excelência ARC da Austrália para todas as astrofísicas do céu em 3 dimensões (ASTRO 3D) e que será publicada em breve na revista especializada The Astrophysical Journal, estando disponível no Arxiv.

O fenómeno, conhecido como surto de Seyfert, criou dois enormes “cones de ionização” que cortaram a Via Láctea – começando com um diâmetro relativamente pequeno perto do buraco negro e que se expandiu bastante à medida que saíam da galáxia.

A explosão foi tão poderosa que impactou a corrente de Magalhães – uma longa trilha de gás que se estende das galáxias anãs próximas, chamadas Grandes e Pequenas Nuvens de Magalhães. O rio Magalhães fica a uma média de 200 mil anos-luz da Via Láctea.

A explosão foi muito grande, segundo disse a equipa de pesquisa da Austrália e dos EUA, para ter sido desencadeada por algo além de atividade nuclear associada ao buraco negro, conhecido como Sagitário A, ou Sgr A *, que é cerca de 4,2 milhões de vezes mais massivo do que o Dom.

“O surto deve ter sido um pouco como um feixe de farol“, disse Bland-Hawthorn, que também está na Universidade de Sydney, em comunicado divulgado pelo EurekAlert. “Imagine a escuridão e, então, alguém acende um farol por um breve período de tempo.”

Usando dados recolhidos pelo Telescópio Espacial Hubble, os cientistas calcularam que a explosão maciça ocorreu há pouco mais de três milhões de anos. Em termos galácticos, isso é surpreendentemente recente. Na Terra, naquele ponto, o asteróide que desencadeou a extinção dos dinossauros já tinha 63 milhões de anos no passado, e os ancestrais da humanidade, os australopitecos, estavam em andamento na África.

“Este é um evento dramático que aconteceu há alguns milhões de anos na história da Via Láctea”, disse Lisa Kewley, diretora da ASTRO 3D. “Uma explosão maciça de energia e radiação veio diretamente do centro galáctico para o material circundante. Isso mostra que o centro da Via Láctea é um lugar muito mais dinâmico do que havíamos pensado anteriormente. É uma sorte não residirmos lá”.

Os investigadores estimam que a explosão durou cerca de 300 mil anos – um período extremamente curto em termos galácticos.

Na condução da investigação, Bland-Hawthorn juntou-se a colegas da Universidade Nacional da Austrália e da Universidade de Sydney e, nos EUA, da Universidade da Carolina do Norte, da Universidade do Colorado e do Instituto de Ciência do Telescópio Espacial em Baltimore.

O artigo segue o estudo também liderado por Bland-Hawthorn e publicada em 2013. Os trabalhos anteriores analisaram evidências de um evento explosivo maciço a começar no centro da Via Láctea, descartando uma explosão nuclear como a causa e tentativamente ligando-a a atividade em SgrA *. “Estes resultados mudam dramaticamente a nossa compreensão da Via Láctea”, disse a coautora Magda Guglielmo, da Universidade de Sydney.

“Sempre pensamos na nossa galáxia como uma galáxia inativa, com um centro não tão brilhante. Estes novos resultados abrem a possibilidade de uma reinterpretação completa da sua evolução e natureza”, continuou Guglielmo. “O evento que ocorreu há três milhões de anos foi tão poderoso que teve consequências no entorno da nossa galáxia. Somos testemunhas do despertar da bela adormecida.”

O trabalho mais recente confirma o SgrA * como principal suspeito, mas, segundo os investigadores, ainda há muito trabalho a ser feito. A forma como os buracos negros evoluem, influenciam e interagem com galáxias, concluem, “é um problema marcante na astrofísica”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. São essas explosões que impulsionam a evolução de TODAS AS FORMAS DE VIDA da Galáxia, cheias de informação para esse upgrade.

Responder a Jo Cancelar resposta

Nanocorpo de alpaca é capaz de bloquear infeção por covid-19

Cientistas do Instituto Karolinska, na Suécia, identificaram um pequeno anticorpo neutralizante - nanocorpo - que consegue bloquear a entrada do Sars-CoV-2 nas células humanas. Uma equipa de investigadores suecos, do Instituto Karolinska, descobriu que um nanocorpo …

A Terra está prestes a capturar uma nova mini-lua. Ficará por cá meio ano

A Terra está prestes a capturar uma mini-lua, que os astrónomos acreditam que ficará presa na gravidade do nosso planeta durante cerca de meio ano. Entende-se por mini-lua um objeto de pequenas dimensões que é …

Cientistas medem, pela primeira vez, a distância até um magnetar na Via Láctea

Com a ajuda do observatório Very Long Baseline Array (VLBA), uma equipa de astrónomos conseguiu medir, pela primeira vez, a distância até ao magnetar XTE J1810-197, localizado na Via Láctea.  Os magnetares são um tipo de …

Detetado fator climático determinante para a propagação do coronavírus

Altas temperaturas combinadas com baixa humidade propiciam que as gotículas contaminadas com o novo coronavírus evaporem mais rapidamente, reduzindo a sua capacidade de infetar pessoas. De acordo com os cientistas, citados pelo canal estatal russo RT, …

Bayern Munique vence Sevilha e conquista a Supertaça Europeia

O Bayern Munique conquistou, esta quinta-feira, a Supertaça Europeia, ao derrotar o Sevilha por 2-1, em Budapeste, na Hungria. Os alemães do Bayern Munique conquistaram a Supertaça Europeia pela segunda vez ao derrotarem os espanhóis do …

Sporting 1-0 Aberdeen | "Leão" eficaz segue para o play-off

O Sporting foi eficaz e assegurou uma vaga no “play-off” de acesso à fase de grupos da Liga Europa. Na noite desta quinta-feira, num embate relativo à 3ª pré-eliminatória da competição, os “leões” bateram o Aberdeen …

A NASA descobriu uma nova forma de aterrar em segurança na Lua

A NASA construiu um sistema totalmente novo que pode tornar a aterragem na Lua e em Marte muito menos arriscada - e já tem planos de testá-lo numa missão futura. De acordo com o TechCrunch, o …

Rio Ave elimina Besiktas e está no play-off da Liga Europa

O Rio Ave venceu os turcos do Besiktas, esta quinta-feira, no desempate por grandes penalidades (4-2), após o 1-1 no tempo regulamentar, em jogo da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, seguindo em frente na competição. Em …

Dois dinossauros morreram como as vítimas de Pompeia. Foi há 125 milhões de anos, na China

Um grupo de arqueólogos na China acabou de descobrir dois fósseis de uma nova espécie de dinossauro, que estiveram presos no subsolo por 125 milhões de anos devido a uma erupção vulcânica pré-histórica. Os investigadores …

Batalhas de feiticeiros e círculos de demónios. Revelados textos cristãos que não foram incluídos na bíblia

Os textos da bíblia como a conhecemos hoje foram "canonizados" pela primeira vez pela Igreja no final do século IV. No entanto, antes disso, centenas de outros textos religiosos circularam por toda a Cristandade. Há mais …