Centenas de jihadistas mortos na batalha por Kobane

theglobalpanorama / Flickr

-

Os ataques aéreos comandados pelos Estados Unidos para defender a cidade síria de Kobane, junto à fronteira com a Turquia, mataram “várias centenas” de combatentes do grupo radical jihadista Estado Islâmico (EI), anunciou um porta-voz do Pentágono.

“Pensamos que matámos várias centenas de combatentes do EI, em e nos arredores de Kobane”, declarou o porta-voz John Kirby, numa conferência de imprensa em Washington, que sublinhou no entanto que “Kobane pode agora cair“.

O contra-almirante indicou que a maioria da população desta cidade curda fugiu, enquanto os extremistas continuavam a chegar à região procurando tomar a localidade.

A alegação do Pentágono surge 24 horas depois de a administração norte-americana ter afirmado que a estratégia adotada pelos Estados Unidos, com o apoio de uma larga coligação internacional, para lutar contra o Estado Islâmico (EI) no Iraque e na Síria estava a funcionar.

“Estamos no início da execução da estratégia. Mas, certamente, os primeiros elementos de que dispomos mostram que esta estratégia está a ter sucesso”, afirmou terça-feira o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest.

Os jihadistas lançaram, em meados de setembro, uma ofensiva contra Kobane, controlando, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, cerca de 40% da cidade.

Operação militar já tem nome e ganha apoio entre norte-americanos

Os militares americaos já inventaram o nome para a operação militar contra o Estado Islâmico. Deverá ser designada Inherent Resolve (Resolução Inerente), afirmou à Reuters um responsável do Pentágono.

Entretanto, tem estado a aumentar o número de habitantes dos EUA que se mostram favoráveis à realização de uma operação terrestre contra os extremistas do Estado Islâmico na Síria e no Iraque, indica um inquérito da NBC e doo Wall Street Journal.

Eembora a maioria ainda seja contrária a uma intervenção terrestre, segundo a sondagem, cerca de 41% dos americanos consideram que a campanha militar desencadeada contra o EI deverá incluir ataques aéreos e o emprego de forças militares terrestres.

Na última sondagem, esta abordagem militar era defendida por apenas 34% dos inquiridos.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Setenta anos depois, teste de ADN reúne mãe e filha pela primeira vez

Genevieve achava que a sua bebé recém-nascida tinha morrido no parto. Mas não: foi adotada por uma família da Califórnia que lhe mentiu sobre as origens. Agora conheceram-se graças a um teste de ADN. Quase 70 …

Arcebispos de Barcelona ajudaram padre acusado de abusos a fugir à polícia

O padre Senabre, acusado de ter abusado de um menor de 13 anos, esteve desaparecido por mais de 25 anos. Foi agora encontrado no Equador e o seu caso está a ser investigado pelo Vaticano …

Problemas de direitos humanos persistem em Portugal apesar dos progressos

O mais recente relatório da Amnistia Internacional sobre direitos humanos indica que em Portugal “ainda persistem” desigualdades no acesso a habitação condigna, e diferentes formas de discriminação de pessoas e comunidades mais vulneráveis. O documento divulgado …

Theresa May adia votação do Brexit

A primeira-ministra britânica, Theresa May, confirmou, esta segunda-feira à tarde, perante o parlamento britânico, que será adiada a votação do acordo do Brexit agendada para esta terça-feira, dia 11. A decisão da primeira-ministra britânica procura evitar …

"Lobisomem da Sibéria". Maior assassino em série da Rússia era polícia e matou 78 mulheres

Um ex-polícia russo, já condenado a prisão perpétua pela morte de 22 mulheres, foi sentenciado esta segunda-feira na Sibéria por mais 56 homicídios, o que o torna no maior assassino em série da história recente …

Mais de 20 comboios vão ser suprimidos no Natal e Ano Novo

Mais de duas dezenas de ligações ferroviárias, entre Intercidades e Alfa-Pendulares, serão suprimidas nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro de 2019, à semelhança de anos anteriores, devido à fraca …

Catalães devem seguir a via eslovena e estar "dispostos a tudo" para alcançar independência

Quim Torra disse este sábado que os catalães devem seguir o exemplo do processo de independência da Eslovénia e estar "dispostos a tudo". O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, disse este sábado que …

"Injustiça fiscal." Governo rejeita alterar IRS para salários de anos anteriores

O Governo recusou aceitar uma recomendação da Provedora de Justiça que pedia ao Executivo para atualizar o regime de IRS para rendimentos relativos a anos anteriores. No início de outubro, a Provedora da Justiça escreveu a …

Oito anos depois, pensionistas recebem subsídio de Natal por inteiro

Oito anos depois, os pensionistas recebem esta segunda-feira o subsídio de Natal por inteiro, sem cortes e no mês de dezembro. A maioria dos pensionistas da Segurança Social começa esta segunda-feira a receber a pensão de …

Carlos Ghosn, ex-presidente da Renault-Nissan, acusado por ocultar rendimentos

O Ministério Público japonês acusou oficialmente o ex-presidente da Nissan de ocultar rendimentos da empresa durante um período de cinco anos. De acordo com a agência Kyodo e o canal público NHK, o Ministério Público responsabiliza …