Pela primeira vez, cientistas transformaram células estaminais em células produtoras de insulina

(dr) Matthias Hebrok / UCSF

Células produtoras de insulina a verde. O vermelho indica a presença de PDX1, uma proteína-chave envolvida na produção de insulina

Um grupo de cientistas acaba de fazer um avanço de tal forma significativo que pode fazer com que as injeções de insulina se tornem uma solução obsoleta. Em cobaias, os cientistas conseguiram transformar células estaminais em células funcionais produtoras de insulina, também conhecidas como células beta.

O microfisiologista Matthias Hebrok, da Universidade da Califórnia (UCSF), em São Francisco, explicou que, “agora, podemos gerar células produtoras de insulina que se parecem e agem como as células beta pancreáticas que todo o ser humano tem no seu corpo”.

“Este é um passo muito importante em direção ao nosso objetivo final de criar células que poderiam ser transplantadas em pacientes com diabetes”, afirmou.

A diabetes tipo 1 é caracterizada por uma perda de insulina devido ao sistema imunológico que destrói as células do pâncreas. Desta forma, os diabéticos tipo 1 precisam de introduzir a sua própria insulina manualmente. Apesar de este ser um bom sistema, não é perfeito, dado que os pacientes têm um risco maior de sofrer de insuficiência renal ou doenças cardíacas.

Existem outros métodos de controlo da diabetes tipo 1, como a introdução de novas células beta ou a troca do pâncreas danificado por um novo, mas ambas as opções têm disponibilidade limitada, já que as novas células ou órgãos precisam de ser retirados dos doadores.

Para contornar este problema, os cientistas têm trabalhado arduamente na transformação viável de células estaminais em células beta pancreáticas totalmente funcionais nos últimos anos, mas têm enfrentado vários constrangimentos.

“Até agora, as células que criávamos ficavam presas num estágio imaturo, no qual não eram capazes de responder adequadamente à glicose no sangue nem secretar insulina”, disse Hebrok.

Foi quando a equipa prestou atenção ao modo de como as células se desenvolvem no pâncreas que perceberam o principal problema. Aqui, as células separam-se do resto do pâncreas e organizam-se em protrusões chamadas de ilhotas pancreáticas.

A equipa investigou o processo numa placa de Petri, separando artificialmente as células estaminais pancreáticas para reorganizá-las nos aglomerados semelhantes a ilhotas que  formam naturalmente no corpo. Essa “organização” permitiu que as células estaminais pancreáticas amadurecessem e funcionassem de forma semelhante às células produtoras de insulina regulares.

Além disso, quando essas ilhotas foram transplantadas para cobaias saudáveis, os cientistas descobriram que as células produziam insulina em resposta aos níveis de açúcar no sangue numa questão de dias. O artigo científico foi publicado recentemente na Nature Cell Biology.

Como em qualquer estudo com cobaias, é necessário conter a excitação, dado que há muito trabalho pela frente antes de este se tornar um tratamento útil e viável para os seres humanos que sofrem desta condição.

O ScienceAlert adianta que, se os médicos introduzirem células estaminais pancreáticas num diabético tipo 1, é muito provável que o sistema imunológico as rejeite e as destrua.

Isto significa que os pacientes submetidos a este tratamento teriam de tomar imunossupressores o resto da vida, uma questão que também anda de braço dado com as doações de órgãos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A supergigante Betelgeuse é mais pequena e está mais perto da Terra do que se pensava

De acordo com um novo estudo feito por uma equipa internacional de investigadores, podem ser necessários mais 100.000 anos até que a estrela gigante vermelha Betelgeuse morra numa explosão de fogo. O estudo, liderado pela Dra. …

Mulheres menos propensas à covid-19 por respeitarem mais o distanciamento social

Uma das razões pelas quais as mulheres podem ser menos vulneráveis ​​a infeção pelo novo coronavírus deve-se ao facto de serem mais propensas a aderir às políticas de distanciamento social, sugeriu uma nova pesquisa. Uma pesquisa …

Braga 3 - 0 AEK | Minhotos de gala conquistam atenienses

O Sporting de Braga iniciou a sua participação no Grupo G da Liga Europa com uma vitória. Na recepção aos gregos do AEK de Atenas, os minhotos mostraram ser muito mais equipa e ganharam por …

Capitalismo vai arruinar o planeta até 2050, alertam cientistas

Um grupo de cientistas alerta que se continuarmos com este capitalismo desenfreado, o nosso planeta vai sofrer consequências a nível climático e ambiental. Até 2050, o planeta Terra pode sofrer seriamente às mãos do capitalismo desenfreado. …

Os novos faróis inteligentes da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro

Os novos faróis LED da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro, já que são capazes de projetar imagens na estrada ou em paredes. A novidade é lançada na nova linha de SUVs elétricos da …

FC Porto foi "histriónico" e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro. Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em …

De passagem secreta a cemitério de carros. Túnel sob Nápoles "esconde" veículos enferrujados da II Guerra

No centro de Nápoles, em Itália, há veículos e motocicletas abandonados e enferrujados dos anos 1940 alinhados num túnel a mais de 30 metros abaixo dos seus pés. A Piazza del Plebiscito foi nomeada após uma …

Primeira ministra islandesa interrompida por um terramoto quando dava uma entrevista em direto

Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu uma entrevista em direto da primeira ministra islandesa ao The Washington Post. Mas Katrin Jakobsdottir reagiu à situação de forma tranquila: "Isto é a Islândia". Katrin Jakobsdottir estava a dar …

O voo mais longo do mundo está de volta (e agora é ainda mais longo)

O voo da Singapore Airlines que partia de Singapura com destino até Nova Iorque, foi uma das vítimas do covid-19 e ficou suspendo a 23 de março. Agora, é possível viajar nesta rota novamente, e …

Obras de cinco museus de Berlim vandalizadas no início do mês

Sarcófagos egípcios, pinturas do século XIX e esculturas em pedra de três dos principais museus de Berlim foram atacados com uma substância líquida oleosa a 3 de outubro, dia em que se festejaram os 30 …