Cegos conseguem “ver” as letras que os cientistas desenharam no cérebro com eletricidade

Uma equipa de cientistas da Baylor College of Medicine, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo implante cerebral que permite que os cegos “vejam” a forma das letras, sem usar os olhos.

Segundo o Science Alert, o dispositivo envia imagens captadas por uma câmara diretamente para o cérebro, através de elétrodos implantados.

“Quando usamos estimulação elétrica para traçar dinamicamente o contorno das letras diretamente no cérebro dos pacientes, eles foram capazes de ‘ver’ as formas e identificar corretamente diferentes letras”, explicou Daniel Yoshor, autor do artigo científico publicado recentemente na Cell.

De acordo com o investigador, os pacientes conseguiram “ver” pontos brilhantes ou linhas conectadas que formavam letras. Em vez de tratar cada elétrodo como um “pixel” para formar a imagem, a equipa “traçou o contorno” das letras.

“A nossa inspiração foi a ideia de traçar uma letra na palma da mão de alguém”, acrescentou o cientista Michael Beauchamp.

Em estudos anteriores, pacientes cegos já haviam conseguido visualizar pontos de luz. O desafio desta nova experiência passava por organizar esses pontos em formas geométricas identificáveis e letras.

Para fazê-lo, os cientistas usaram eletricidade para desenhar sobre a placa de elétrodos: a eletricidade passou pelos elétrodos até que um traçado fosse estabelecido na superfície do cérebro do participante. Enquanto recebiam o estímulo cerebral, os participantes reproduziam os desenhos com os dedos numa tela. Um dos participantes conseguiu uma taxa de acerto superior a 90%.

O dispositivo desenvolvido ainda se encontra dos estágios iniciais, uma vez que o cérebro é um órgão extremamente complexo e o número de elétrodos usado ainda é muito pequeno.

O córtex visual primário, a parte do cérebro que processa imagens e o local onde os elétrodos foram implantados, contém 500 milhões de neurónios. “Na nossa experiência estimulamos apenas uma pequena fração.”

O próximo passo da equipa é trabalhar com neuroengenheiros para desenvolver “conjuntos com milhares de elétrodos, para que possamos estimular o cérebro de forma mais precisa”.

“Com um novo hardware, os algoritmos de estímulo aprimorados vão ajudar-nos a realizar o sonho de entregar informação visual útil a deficientes visuais.”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Redes sociais apertam Trump. Facebook elimina publicação, Twitter deixa ultimato

A rede social Facebook apagou esta quarta-feira, pela primeira vez, uma publicação do Presidente norte-americano, Donald Trump, alegando que em causa estava um conteúdo com afirmações falsas sobre a covid-19. Em causa está um vídeo …

Morreu a atriz e encenadora Fernanda Lapa

A atriz e encenadora faleceu, esta quinta-feira, aos 77 anos, em Cascais, onde estava hospitalizada, anunciou a Escola de Mulheres, companhia que dirigiu desde a sua fundação. "É com profundo pesar e imensa tristeza que a …

PJ acredita ter detido homem que ateou fogo que matou animais em canil de Santo Tirso

A Polícia Judiciária (PJ) está "convencida" de que o autor do fogo que teve origem em Valongo e se estendeu a Santo Tirso, onde dezenas de animais morreram, é um eletricista que foi esta quarta-feira …

O nosso cabelo sabe o que comemos, onde moramos e quanto custou o corte

Milímetro a milímetro, o cabelo constrói um registo da nossa dieta. Como os fios de cabelo são construídos a partir de aminoácidos, preservam os traços químicos da proteína da comida que ingerimos. Os fios de cabelo …

Não foram meteoros. Uma forte atividade vulcânica arrefeceu a Terra há 13 mil anos

Porque é que a Terra arrefeceu repentinamente há 13 mil anos? Sedimentos antigos encontrados numa caverna no Texas, nos Estados Unidos, parecem ter resolvido este grande mistério. Alguns cientistas acreditam que o fenómeno que arrefeceu repentinamente …

Novo método prevê erupções solares com algumas horas de antecedência

Um novo método capaz de prever explosões solares poderia ajudar a Humanidade a preparar-se contra possíveis desastres causados por este fenómeno explosivo da nossa estrela. As erupções solares são explosões que ocorrem na superfície do Sol …

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …