Caso Rui Pinto. PJ terá recomendado jornalista à Doyen para divulgar versão alternativa ao Football Leaks

Mário Cruz / EPA/Lusa

Rui Pinto no arranque do julgamento do chamado caso “Football Leaks” que envolve o Fundo de Investimentos Doyen.

O advogado Pedro Henriques, que trabalhou para o fundo de investimentos Doyen, assegura que elementos da Polícia Judiciária (PJ) lhe indicaram o nome de um jornalista que poderia ajudar a divulgar uma versão alternativa ao Football Leaks. Uma declaração prestada no julgamento de Rui Pinto.

Em mais uma audiência do julgamento de Rui Pinto, acusado de 90 crimes, entre os quais tentativa de extorsão à Doyen, o advogado Pedro Henriques testemunhou que a PJ lhe enviou, por email, o nome de um jornalista que poderia ajudar o fundo de investimentos a divulgar uma versão alternativa da que estava a ser veiculada pelo site Football Leaks.

“Os senhores inspectores da Polícia Judiciária indicaram-nos um jornalista em concreto”, apontou Pedro Henriques que prestou assessoria jurídica ao ex-administrador da Doyen, Nélio Lucas, conforme declarações divulgadas pelo Público.

Estávamos em stress, porque tudo o que andava a sair na imprensa [com origem no Football Leaks] era distorcido. Esse jornalista poderia dar-nos uma ajuda, com uma versão” alternativa, apontou ainda o advogado.

Estas declarações deixaram a juíza Ana Margarida Alves estupefacta, até porque a Doyen “estava a ser assessorada por um prestigiado escritório de advogados e tinha um gabinete de imprensa”, como disse, segundo transcrição do Público.

“Não percebo a indicação de um jornalista em concreto”, realçou ainda a magistrada.

Pedro Henriques não soube dar explicações e também garantiu que não se lembrava do nome dos elementos da PJ que lhe indicaram o jornalista, nem tão pouco do nome deste.

O advogado garantiu ainda que o plano nunca foi em frente.

Na véspera, Pedro Henriques também não tinha conseguido explicar porque é que um inspector da PJ teria ajudado a Doyen, como alegou.

Inspector da PJ vai ser novamente investigado

No seguimento das declarações de Pedro Henriques, o tribunal extraiu uma nova certidão para investigar essa alegada colaboração entre o inspector Rogério Bravo e a Doyen.

As suspeitas em torno do inspector da PJ já tinham sido investigadas, mas foram arquivadas. Agora, vão ser novamente analisadas depois do requerimento nesse sentido que foi apresentado pelo advogado João Pereira dos Santos que representa Aníbal Pinto, outro dos arguidos do processo que visa Rui Pinto.

João Pereira dos Santos pediu um “apuramento cabal” da actuação policial, considerando “fortemente indiciados a prática dos crimes de falsidade de depoimento, corrupção, abuso de poder e denegação de justiça, pelo menos”, e lamentando os “contornos obscuros e manobras de encobrimento” que disse nunca ter pensado “ver em Portugal”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PRR tem 36 milhões para apoiar contratação de 350 “cientistas”

O Governo tem 186 milhões de euros no Plano de Recuperação e Resiliência para reforçar e capacitar o Sistema Científico e Tecnológico nacional e fomentar a sua articulação com a indústria. Segundo avança o ECO, uma …

Comissão de revisão constitucional proposta pelo Chega deverá acabar rapidamente

A comissão de revisão constitucional proposta pelo Chega vai tomar posse na próxima quinta-feira, mas deverá acabar depressa, uma vez que apenas a Iniciativa Liberal apresentou projeto. A presidência da comissão cabe ao PS, a primeira …

Candidatura ibérica ao Europeu de andebol. Lisboa é a única cidade portuguesa

O campeonato da Europa da modalidade, em 2028, pode ser realizado em diversas cidades espanholas. E na capital portuguesa. A Federação de Andebol de Portugal e Real Federação Espanhola de Andebol confirmaram nesta terça-feira que submeteram …

Uber usou 50 empresas de fachada holandesas para evitar impostos, revela relatório

A Uber recorreu a cerca de 50 empresas de fachada holandesas para reduzir a sua carga fiscal global, revelou a mais recente investigação do australiano Center for International Corporate Tax Accountability and Research. Segundo avançou o …

Task force traça nova meta e prevê 70% da população vacinada até ao início de agosto

O processo de vacinação em Portugal vai contar, a partir deste segundo trimestre, com uma maior quantidade de vacinas disponíveis, principalmente a partir do final deste mês. Esta quarta-feira, no Parlamento, o vice-almirante Henrique Gouveia e …

Mais quatro mortes e 485 casos em Portugal. R(t) sobe ligeiramente

Esta quarta-feira, Portugal regista mais quatro óbitos e 485 novos casos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, o país …

Coroa de diamantes e safiras da rainha Maria II vai hoje a leilão em Genebra

A leilão vai também, esta quarta-feira, um conjunto de adornos, igualmente em safiras e diamantes, da coleção de Estefânia de Beauharnais, filha adotiva de Napoleão I Várias joias que pertenceram a casas reais europeias, entre as …

40 mortos em manifestações contra Governo na Colômbia. Presidente anuncia investigação a abusos policiais

Mais de 40 pessoas morreram nas manifestações contra o governo da Colômbia que começaram há duas semanas, segundo a organização não-governamental (ONG) Temblores. Em relatório divulgado na terça-feira, a ONG colombiana contabiliza pelo menos 40 mortes …

Netanyahu avisa: Hamas "vai receber ataques que não espera"

A escalada de violência continua em Israel e nos territórios palestinianos ocupados e já há vítimas mortais dos dois lados. O Conselho de Segurança das Nações Unidas volta a reunir-se de emergência esta quarta-feira. As forças …

Pela primeira vez, Governo admite que aplicação Stayway Covid não funcionou

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, um dos primeiros governantes a ver o protótipo da aplicação de rastreio de casos de covid-19, admitiu que a StayAway Covid não funcionou. Segundo Manuel Heitor, …