Casal inglês tem um bebé com 17 meses (mas recusa-se a dizer se é menino ou menina)

Há casais que não querem saber o sexo do filho antes do momento do parto. Mas para um casal inglês, o parto da criança não acabou com o mistério em relação ao género.

Decididos a proteger a criança do preconceito de género, Hobbit Humphrey, de 38 anos, e JakeEngland-Johns, de 35, não divulgam até hoje se o filho é rapaz ou rapariga. Atualmente, a criança já tem mais de um ano de idade — 17 meses.

“Desde que descobri que estava grávida, passámos nove meses a discutir de que formas poderíamos tentar mitigar o preconceito de género que a sociedade impõe às crianças. A dada altura decidimos que não íamos contar às pessoas se era rapaz ou rapariga”, explicou Hobbit Humphrey.

O casal, natural de Inglaterra e membro do grupo de ação climática da Extinction Rebellion, escondeu o sexo da criança até dos avós, mas a avó materna acabou por descobrir se tinha um neto ou uma neta ao mudar a fralda da criança, aos 11 meses de idade, de acordo com a BBC.

Para além de vestirem o filho com roupas de menino e menina, os pais pedem a que todos os que abordem a criança para se dirigirem a esta com pronomes neutros, sem utilizar “ele” ou “ela” – e acham que esta é a única forma de evitarem os preconceitos e descriminações baseadas apenas no sexo.

No entanto, e de acordo com o Correio da Manhã, Hobbit e Jake não querem que Charlie, nome pelo qual tratam o filho, seja uma criança neutra. O que pretendem é que seja o filho, mais tarde, a escolher com que género se identifica.

ZAP //

PARTILHAR

21 COMENTÁRIOS

  1. Quanta mediocridade,pessoas promíscua,a criança sem identidade… uma criança se forma desde seu ventre,mais essa criança desde pequena sofrerá uma consequência irreversível,O mundo está perdido mesmo,que eu saiba todos nós nascemos com sexo feminino ou sexo masculino,e raramente são casos de crianças que não se aceitam,por isso que temos um mais velho para nós orientar,gênero é para quem não se aceita,pq eu tenho sexo feminino e ponto.

  2. A sua resposta foi a única decente neste mar de pessoas ignorantes.
    Sim. Todos nós nascemos com determinado par de genitais. Pénis ou vagina. Mas vocês não acham estranho que a primeira coisa que se quer saber sobre uma criança, um bebé, é o quê é que ele tem entre as pernas? Povo sem noção são vocês, que não se educam nem querem ser educados. A partir do momento em que se sabe o sexo da criança cria-se toda uma série de espectativas para as crianças. As meninas começam a receber comentários no peso, a na sua beleza, a serem educadas a serem caladas, reservadas e a saberem lidar da casa. Aos meninos espera-se que sejam atletas e “quebrem muitos corações”. Já para não falar de todo o tipo de comportamentos “corretos” para meninos e meninas. Preconceituoso é o mundo em que vivemos, não estes pais. Acho uma iniciativa fantástica e honestamente o mundo devia ser mais assim. Houve alguém que comentou que a criança vai crescer “confusa”. Confusa porquê? A criança sabe o seu sexo biológico, não há confusão nenhuma aí. A única coisa que a criança não vai ter é uma lista de comportamentos aceitáveis e que se espera dela por ter determinado genital. E informem-se, sexo e género são coisas diferentes. Sexo é algo biológico, género é um conceito social inventado que dita a vida social conforme o sexo da pessoa. Esta criança vai crescer sabendo que pode ser o que quiser, brincar ao que quiser e ser feliz da maneira que quiser sem as pessoas fazerem assumpcoes ridículas e inusitadas. Os pais estão de parabéns

      • Ou então somos nós que crescemos numa bolha de suposições e regras ridículas que nos são atribuídas meramente devido aos nossos genitais, e essa criança vai poder crescer e tomar as suas decisões por si sem ninguém assumir ou ter demasiadas expectativas sobre si

        • O que você diz é pura ficção. Esta criança mal se comece a conhecer vai ficar deprimida por não saber quem é realmente. Quando entrar na escola o problema vai agravar-se. Quer queira quer não o mundo não é feito à sua mentalidade. Não imponha aos outros a sua opinião porque casos destes demasiadamente graves. A realidade é totalmente contrária ao que menciona.

          • Realidade contrária à minha opinião? A criança não se vai conhecer?
            Primeiro que tudo, penso que tem de parar e pensar um pouco sobre a noção preconceituosa de género e sexo. Já expliquei num outro comentário, mas volto a explicar que sexo biológico é algo com que nascemos mas o género é uma construção social, inventada pelo ser humano, que segrega os sexos biológicos em grupos e que associa a certos grupos comportamentos corretos, formas de vestir, formas de falar, profissões, brincadeiras, enfim, sem nenhuma justificação efetivamente correta para tais comportamentos, eles apenas são atribuídos e pronto. Meninas devem aprender a cozinhar e a limpar, não devem ser barulhentas, devem respeitar sempre os outros mesmo quando estes estão a ser abusivos, devem brincar de pai e mãe. Meninos devem brincar, se sujar, brincar com carros, fazer asneira porque pronto “meninos vão ser meninos”. Esta criança tem uma chance de crescer sem esse preconceito. Esta criança SIM vai poder se conhecer e saber quem ela quer ser, ao invés de ter a sociedade inteira a criar esta criança para ser da maneira que todos querem ao invés da maneira que a criança quer. Você não entende o quão prejudicial o conceito de género é, e a sua opinião é completamente baseada na educação que a sociedade lhe deu, e tudo bem nisso. Mas não venha responder ao meu comentário dizendo que é pura ficção sem ao menos investigar e aprender por si. Está na hora de começarmos a criticar e questionar a educação que nos foi dada e eliminar os comportamentos e tradições abusivas, sexistas, racistas, enfim, que nos foram ensinadas. Só porque algo vem sendo feito há séculos não quer dizer que esteja correto. E não, a criança não vai se sentir perdida ou confusa sobre quem ela é, isso é uma ideia absurda. A criança vai ter oportunidade de brincar com todos os brinquedos, sonhar ser todas as profissões, vestir o que quiser, comportar-se da maneira que quiser (e eu não digo ser mal educada, digo poder ser curiosa, querer ler, queres fazer desporto, coisas que muitas crianças não são incentivadas a fazer por causa do género) e vai construir uma personalidade muito mais forte e fiel a quem é na verdade. Honestamente, você acha mais saudável dizer a uma pessoa quem ela deve ser desde o momento que ela nasce do que deixar ela ser quem é livremente, sem nenhum prejuízo?

  3. Eu queria ver esse povinho que pela modinha atual, quer ignorar, o óbvio, em um restaurante sentado na mesa com seu prato, seu talher e seu copo na cadeira, queria ver se essas pessoas dormem em cima do fogão e cozinha na geladeira, queria saber também se essas pessoas urinam na pia e escovam os dentes com a água da privada. Os animais não raciocinam, ainda bem. Porque iriam ficar muito envergonhados… Affff

  4. Estranho esse procedimento, pq a criança deve ser criada por ele ou ela de acordo como nasceu,isso para a criança ter segurança mental, agora se quando crescer decidir por um motivo ou outro, aí é outra istoria, talvez os pais não ficaram contente com o sexo que a criança nasceu e estão desse jeito, querendo confudir a criança com possibilidade que ainda nem existe

  5. Estranho esse procedimento, pq a criança deve ser criada por ele ou ela de acordo como nasceu,isso para a criança ter segurança mental, agora se quando crescer decidir por um motivo ou outro, aí é outra istoria, talvez os pais não ficaram contente com o sexo que a criança nasceu e estão desse jeito, querendo confudir a criança com possibilidade que ainda nem existe

  6. Cara Jade, atualmente existe muita criança que não se identifica com o género com o qual nasceu. A criança não teve opção de escolher nascer ou não, nascer rico ou pobre, ter aqueles pais ou não, por essa razão acho que está futura criança deva escolher o que quer ser sem que a sociedade preconceituosa lhe imponha.
    A distinção de género só serve para o cliché do rosa e azul, ou se no natal os presentes vão ser carros ou bonecas, no entanto têm muitas meninas que gostam de brincar com carros e muitos meninos que gostam de brincar com bonecas e essa troca muitas veses não é aceita.
    Já agora recomendo que comece a sua pesquisa por crianças que não querem ter o seu género de nascimento, porque vai se espantar com o número.
    Estes pais não são os únicos que estão a abordar a sexualidade desta forma.
    Outro adendo, os mais “velhos” são todos pessoas que viveram em outros tempos com outras mentalidades, obviamente estas pessoas não vão reagir amigavelmente sobre estes assuntos porque acham que a educação que tiveram é que é a correta (o que não é).
    Outra coisa, tenha atenção aos erros ortográficos, porque se já é chato ler alguma coisa no qual se nota que a pessoa não tem o mínimo de conhecimento, muito menos quando temos um “mais” em vez do “mas”.
    Eu também sou do sexo feminino e ainda por cima sou uma menina de meros 16 anos e estou habituada a não ser ouvida, mas espero que alguém leia e pense com o texto que escrevi.
    Obrigada para você que leu e percebeu a minha revolta.

    • Vou so corrigir uma coisa.
      Género e sexo biológico são duas coisas diferentes. Sexo biológico é como nós nascemos, os nossos genitais, os nossos órgãos, o nosso cérebro, enfim, se somos machos ou fêmeas. Género é uma construção social, é uma espécie de “emprego” que se atribui às pessoas no nascimento de acordo com o seu sexo biológico e que determina os comportamentos que a criança deve ou não ter, a forma como se deve vestir, de quem deve gostar, etc.
      De resto, concordo plenamente com você, enfim uma pessoa que entende o assunto e não é preconceituosa como todas as outras nos comentários.
      Esse todo conceito de género é muito nojento. Para além de obrigar as pessoas a serem de determinada maneira ao invés de lhes dar opção de decidir quem querem ser, também codifica as crianças em cores. Você vai a passar e vê uma criança de rosa e sabe logo que é uma menina. Ou seja, que é uma fêmea. Parece conversa de pedófilo saber o que as crianças têm ou não como sexo, você não acha?

  7. O fato de um percentual pequeno de crianças nascerem com disforia de gênero não justifica a tentativa se confundir a mente ainda em formação das crianças que não possuem transtorno semelhante. É o mesmo que obrigarmos todas as crianças a andarem de cadeira de rodas para que as outras crianças que por algum motivo não podem andar se sintam normais.
    O ser humano tem de aprender a lidar com suas limitações e exigir respeito e consideração, mas sem querer impor aos outros a mesma disfunção.
    Ou então a sociedade e a família se tornaram disfuncionais também. E por fim todos loucos para que os loucos se sintam bem. Ideologia de gênero é mentira. O que existe são pessoas com problemas mentais e precisam de ajuda.

  8. O que as pessoas não entendem é que a questão de gênero não tem nada a ver com o sexo. Estamos confundindo nossas crianças ao querer que o preconceito não exista. Está tudo errado, este não é o caminho. Devemos sim respeitar o sexo de nascença e educar nossas crianças no anseio da família a respeitar todas as pessoas. A questão de gênero é uma forma que encontraram de extinguir o sexo feminino e masculino e transformar a vida de nossos filhos uma verdadeira bagunça mental. Nascemos sim com um sexo definido e isto nada tem a ver com a opção de parceiros que futuramente escolheremos aí sim por empatia e opção da pessoa isto não é substituído pelo que somos e sim pelo como queremos viver e como será construída nossas famílias. Este é só mais um meio de desconstrução das famílias e dos valores mais básicos da sociedade. Ser um gay não significa que a pessoa não é homem ou mulher.. isto precisa ficar muito claro! Um homem gay é homem e apenas escolheu uma opção de relacionamento não tradicional e isto não quer dizer que deixou de ser homem. Não entrem nesta! E a minha opinião aqui não quer dizer que sou preconceituosa, como muitos vão querer dizer, só estou tentando abrir os olhos das pessoas para esta palhaçada. Ser homem e mulher é o que somos e parem de colocar situações para explicar este movimento ridículo, querendo dizer que mulher é cobrada para ser bonita, ser magra, ..etc… Isto não é questão do sexo e sim da falta de confiança e do amor próprio!! Vamos lutar para um sociedade com pessoas do bem, lutar pelo direito de levar nossos filhos na escola sem preocupação de que bandidos, pedófilos, assassinos cruzem os seus caminhos, lutar para que a lei seja justa e severa para quem pratica estes crimes e parar de hipocrisias!!!! Abram os olhos antes que nos seguem e seja tarde demais!

RESPONDER

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …