Casal australiano diz que desconhecia que filho abandonado tinha síndrome de Down

Hope for Gammy

-

Um casal australiano, acusado de ter abandonado um bébé com síndrome de Down nascido de uma mãe de substituição tailandesa, afirmou hoje saber apenas que criança tinha problemas cardíacos e pouco tempo de vida.

Pattaramon Chabua, que teve gémeos, acusou o casal de ter ficado com a menina, sem problemas de saúde, e de ter abandonado o rapaz, Gammy, portador de trissomia 21 e doente do coração, atualmente com sete meses de idade.

Num comunicado difundido por uma amiga e publicado num jornal da cidade onde reside, Bunbury, a sul de Perth (sudoeste da Austrália), o casal defende-se das acusações, afirmando ter sido informado sobre os problemas de coração da criança, mas não sobre o síndrome de Down.

“Gammy estava muito doente quando nasceu. Disseram aos pais biológicos que não ia sobreviver, que só ia resistir um dia”, escreveu a amiga do casal.

O parto devia ter acontecido num grande hospital internacional tailandês, mas a mãe de substituição (“barriga de aluguer”) deslocou-se a outro estabelecimento, quebrando o acordo assinado com os pais biológicos, de acordo com o jornal Bunbury Mail.

Uma vez que o acordo foi quebrado, o casal não tinha, em princípio, qualquer direito às crianças, mas a mãe de substituição aceitou entregar a menina, acrescentou o diário.

“Os pais biológicos ficaram devastados por não poder trazer o rapaz com eles (…), mas, se ficassem, corriam o risco de perder também a menina”, disse a amiga do casal.

No entanto, a mãe de substituição continua a afirmar “nunca ter mentido“. “Não há outra verdade”, garantiu.

Pattaramon Chabua garantiu que o casal australiano recusou o bebé com síndrome de Down e que levou a irmã gémea.

Chabua acrescentou que o casal pagou o equivalente a 11.094 euros e não quis levar o rapaz com síndrome de Down por se tratarem de pessoas com mais de 50 anos e que, por isso, seriam muito velhos para cuidar de alguém com problemas.

Numerosos casais estrangeiros, nomeadamente australianos, vão à Tailândia para utilizar serviços de clínicas de fecundação ‘in-vitro’ e barrigas de aluguer, apesar de um certo vazio legal.

A contratação de uma mãe de substituição é ilegal na Austrália, o que leva centenas de casais deste país, todos os anos, ao estrangeiro para encontrar “barrigas de aluguer”, de acordo com a organização não-governamental “Surrogacy Australia”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O Bosão de Higgs foi apanhado a fazer algo inesperado

Uma equipa de cientistas do Laboratório Europeu de Física de Partículas (CERN) observou o Bosão de Higgs, a fazer algo inesperado: à medida que caía, esta parecia decompor-se numa combinação inesperada de partículas. De acordo com …

Feitos de estrelas. Os nossos ossos são compostos por estrelas que explodiram

Uma nova investigação concluiu que metade do cálcio do nosso Universo é oriundo de uma supernova rica em cálcio, que explodiu há milhões de anos. O novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista …

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …