Este casaco foi desenhado para nos ajudar a dormir em qualquer lado

A britânica Vollebak lançou um casaco, inspirado nos astronautas, que facilita a ideia de poder dormir, literalmente, em qualquer lado.

A pensar em todas aquelas pessoas que gostam de fazer uma sesta ou outra, independentemente do local em que se encontram (sim, o metro e o autocarro contam), a Vollebak lançou o apetrecho capaz de mudar uma vida.

Esta semana, a empresa britânica lançou um casaco, chamado Deep Sleep Cocoon, que facilita a ideia de poder dormir, literalmente, em qualquer lado. Segundo a Fast Company, tal como os outros produtos da marca, esta peça de roupa foi inspirada em imaginar como será o futuro e, neste caso, como pode desempenhar um papel na exploração espacial.

No espaço, não há ambiente para regular o ritmo circadiano e os astronautas têm muito pouco controlo sobre o ambiente em que se encontram. Os astronautas da Estação Espacial Internacional (EEI), por exemplo, passam por 16 amanheceres todos os dias.

“A ideia original veio dos astronautas. Quando Neil Armstrong e Buzz Aldrin voltaram ao Eagle para regressar à Terra, dormir estava fora de questão. O barulho das bombas enchia a pequena cabine, as luzes brilhantes não podiam ser diminuídas e até as cortinas das janelas estavam a brilhar devido à luz solar intensa que passava por elas. As condições de sono que tomamos como garantidas na Terra, tal como silêncio e escuridão, estão longe de o estar no espaço”, explica Steve Tidball, cofundador da Vollebak, à revista.

Por isso, os designers da Vollebak imaginaram um casaco que poderá servir como uma espécie de microhabitat, tendo criado aquilo que descrevem como um cruzamento entre um casulo e um fato espacial.

A parte exterior da peça de roupa é semelhante a um blusão comum: é feito de um material de três camadas à prova de água e à prova de vento. A grande diferença está no carapuço que, à primeira vista, até se assemelha a um capacete espacial.

Para além de poder ser dobrado sobre todo o rosto — mas deixando espaço suficiente à sua volta para que a pessoa que usa este casaco não se sinta claustrofóbica —, é feito de um material macio e confortável, para garantir um ambiente quente e aconchegante.

Tal como muitos outros produtos da empresa, o desenho do capuz foi inspirado na Natureza, neste caso no famoso bicho-da-conta. Este animal tem um exoesqueleto segmentado que cria uma barreira entre o inseto e o seu ambiente.

Apesar de parecer preto e opaco, na verdade, o carapuço é feito de um tecido de malha respirável que permite ao seu utilizador ver o que se está a passar no exterior. E tem espaço suficiente para usar headphones com cancelamento de ruído.

“Queremos que o Deep Sleep Cocoon seja uma espécie de placa ‘Não Incomodar’ num longo voo de avião: As luzes brilhantes desaparecem. Tudo fica mais silencioso. E as pessoas deixam-te em paz”, explica Tidball à mesma publicação.

Agora, a pior parte: o casaco está à venda por 895 dólares, cerca de 807 euros. Não sendo uma peça para todas as carteiras, podemos dizer com quase toda a certeza que muitas pessoas não se importariam de o ter no armário.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Primo de Sócrates garante que o dinheiro que tinha nas contas era seu

José Paulo Pinto de Sousa, primo de José Sócrates e arguido na Operação Marquês, afirmou ao juiz que era dono do dinheiro que o Ministério Público diz pertencer ao antigo primeiro-ministro, segundo fonte ligada ao …

Telemóvel de Jeff Bezos terá sido hackeado por príncipe herdeiro saudita

O telemóvel do dono da Amazon Jeff Bezos terá sido hackeado pelo príncipe da coroa saudita Mohammed bin Salman em maio de 2018, revela uma investigação do The Guardian. O multimilionário norte-americano Jeff Bezos, CEO da …

"Muu". O mugido de uma vaca pode revelar como se sente

https://vimeo.com/386240607 Ao ouvido humano, os mugidos parecem indistintos. No entanto, um estudo recente revelou que cada vaca tem a sua própria voz - e esta persiste em inúmeras situações. De acordo com um estudo recente, levado a …

Aeroporto do Montijo avança com luz verde da Agência Portuguesa do Ambiente

O projeto do novo aeroporto no Montijo, na margem sul do Tejo, recebeu esta terça-feira uma decisão favorável condicionada em sede de Declaração de Impacte Ambiental (DIA), anunciou a Agência Portuguesa do Ambiente (APA). Em comunicado, …

Vírus da China faz nona vítima mortal. Já há casos em Macau e nos Estados Unidos

O número de mortes causadas por um novo tipo de pneumonia na China subiu esta quarta-feira para nove, com a morte de mais três pacientes, enquanto o número total de infetados é já superior a …

A cura para todos os tipos de cancro pode estar no nosso sistema imunitário

Em laboratório, uma equipa de cientistas da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, conseguiu usar células do nosso próprio corpo para matar células cancerígenas. O nosso sistema imunitário é a defesa natural do nosso organismo contra …

Foi um asteróide (e nada mais do que um asteróide) que dizimou os dinossauros

Uma equipa internacional de cientistas acaba de reafirmar que foi um asteróide - e nada mais do que este corpo rochoso - que dizimou os dinossauros da face da Terra há cerca de 66 milhões …

Descoberta classe de objetos bizarros perto do enorme buraco negro da Via Láctea

Astrónomos da Iniciativa Órbitas do Centro Galáctico da UCLA (Universidade da Califórnia) descobriram uma nova classe de objetos bizarros no centro da Via Láctea, não muito longe do buraco negro supermassivo chamado Sagitário A*. "Estes objetos …

David Lynch lança curta-metragem no Netflix em dia de aniversário

O realizador norte-americano lançou no Netflix, esta segunda-feira, uma curta-metragem de 17 minutos. David Lynch lançou, esta segunda-feira, no dia do seu 74.º aniversário, uma curta-metragem de 17 minutos no Netflix, escreve o jornal Público. "What Did …

Dois homens confessam ter roubado (e depois devolvido) quadro de Klimt

A dupla de assaltantes disse que tinha roubado a pintura, em fevereiro de 1997, e que a devolveu "como um presente para a cidade". Dois homens confessaram ter roubado, e logo depois devolvido, a pintura de …