Casa ocupada por… ursos polares

Estação meteorológica estava vazia há praticamente 30 anos. Deixou de estar e há imagens a provar a ocupação.

Dmítri Kokh não fazia ideia de que iria conseguir na ilha Kolyuchin uma das sequências mais incríveis, na sua carreira de fotógrafo.

Kolyuchin fica no nordeste da Rússia, na região de Tchukotka. Na prática é a zona mais oriental do território russo, quase na fronteira com o Alasca.

Ninguém mora naquela zona. A região habitada – por humanos – mais próxima fica a mais de 14 quilómetros, pelo mar; mas a ilha está rodeada por gelo durante a maioria do ano, devido à temperatura local.

E assim se justifica que uma estação meteorológica russa, abandonada há praticamente três décadas, tenha sido ocupada por…ursos polares.

Em Setembro do ano passado o fotógrafo Dmítri Kokh foi à procura de ursos polares naquela zona. A prioridade seria a famosa a ilha Wrangel, que costuma ser a casa de muitos ursos polares. Mas desta vez o cenário foi outro.

“Quando passámos pela Ilha Kolyuchin, vimos movimentos em janelas de casas abandonadas. Aproximámo-nos e vimos que eram ursos! Foi uma situação única na minha vida”, contou o fotógrafo.

Kokh captou diversas imagens que provam que vários ursos polares, aparentemente, moram naquele imóvel. E até fica a ideia de que o exterior, o terreno à volta da casa, foi transformado numa espécie de parque de diversões.

No site oficial de Dmítri Kokh, é possível ver os “modelos”, que até fazem pose para as fotografias, no meio das paredes em mau estado e das madeiras podres.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE