/

Carta de Van Gogh e Gauguin vendida por mais de 200 mil euros

Van Gogh Museum / wikimedia

Auto-Retrato de Vincent Van Gogh

A carta conjunta, na qual os pintores contam as suas visitas a bordéis franceses, foi vendida, esta terça-feira, por mais de 210 mil euros, num leilão em Paris.

De acordo com o Diário de Notícias, a carta escrita em conjunto por Vincent Van Gogh e Paul Gauguin, em 1888, que tinha como destinatário o também pintor Émile Bernard, foi vendida, esta terça-feira, num leilão em Paris, por mais de 210 mil euros.

A correspondência foi escrita na cidade francesa de Arles, no sul do país, onde o pintor holandês vivia desde fevereiro desse mesmo ano. Na missiva de quatro páginas, os pintores contam as suas visitas a bordéis.

“Fizemos algumas excursões nos bordéis e é provável que acabemos por ir para lá com frequência para trabalhar”, escreveu Van Gogh na carta, citado pelo jornal. “Atualmente, Gauguin está a pintar uma tela sobre o mesmo café noturno que já pintei, mas com figuras vistas nos bordéis. Promete tornar-se uma coisa bonita”, frisa.

No final da missiva, Gauguin escreveu: “Não dê ouvidos a Vincent. Como sabe, é propenso a admirar e diz ser indulgente”.

A casa de leilões Drouot declarou que, apesar da “fragilidade” da carta, esta é “excecional devido ao encontro extraordinário de dois imensos pintores, mas também pela lucidez e certeza de que a sua pintura revolucionará a arte das futuras gerações”.

A carta acabou por ser comprada pela Fundação Vincent Van Gogh e fará parte de uma nova exposição que vai ser inaugurada em outubro.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE