Carros autónomos podem resolver o problema de estacionamento (ao mesmo tempo que pioram o trânsito)

Um novo estudo norte-americano sugere que, caso os carros automáticos percorressem as ruas enquanto os proprietários trabalham e tratam dos seus afazeres, isso resolveria questões relacionadas com o estacionamento. No entanto, essa mesma solução poderia causar um “grande problema” de trânsito.

“Imagine se, em vez de pagar por estacionamento no centro da cidade, pudesse ter o seu carro a percorrer as ruas, sozinho, e depois voltar para buscá-lo quando convocado”, começa por indicar um artigo do New Atlas, publicado no início de fevereiro.

Ora, segundo um novo estudo da Universidade da Califórnia (Estados Unidos), divulgado na edição de março da Transport Policy, é exatamente isso que os carros sem motorista poderiam fazer, o que causaria um grande problema ao nível do trânsito.

Segundo o professor Adam Millard-Ball, da Universidade da Califórnia, o custo para os proprietários dos carros manterem os automóveis autónomos a cruzar as ruas do centro da cidade, em velocidades típicas de tráfego, seria de 50 centavos (43 cêntimos) por hora.

Contudo, embora esse valor seja “muito mais barato” do que pagar para estacionar numa área controlada por parquímetro ou num parque de estacionamento, colocar os carros a “circular” também aumentaria o congestionamento do tráfego.

Além disso, os custos operacionais “seriam menores em velocidades menores”. Isso poderia incentivar os proprietários a definir os seus veículos para circularem em velocidade-cruzeiro tão baixas que tornariam o congestionamento ainda pior.

Utilizando teorias de jogos e um modelo de micro-simulação de tráfego, Adam Millard-Ball previu que, mesmo com apenas dois mil carros sem motoristas a circular no centro de São Francisco (EUA), o fluxo de tráfego seria reduzido para menos de três quilómetros por hora.

O professor compara esse problema com o que ocorre nas áreas de desembarque dos aeroportos, onde os motoristas circulam lentamente pela zona, de forma a evitar o pagamento do estacionamento.

Adam Millard-Ball sugere uma taxa de congestionamento, que consistiria numa quantia fixa, que teria que ser paga para entrar no centro da cidade. Essa taxa, acrescentou, poderia ser baseada numa combinação de fatores – como quilómetros percorridos, velocidade de cruzeiro, hora do dia e localização.

“Como política, o preço do congestionamento é difícil de implementar”, admitiu. “O público nunca quer pagar por algo que, historicamente, adquiriu de graça. Mas, agora, ninguém é dono de um veículo autónomo, então não há um eleitorado organizado para se opor à cobrança pelo uso das vias públicas. É o momento de estabelecer o princípio e usá-lo para evitar o cenário de pesadelo do engarrafamento total”, frisou.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Gabinetes dos novos membros do Governo custam 71 milhões de euros

O novo Governo terá 70 gabinetes no total, que representarão uma despesa anual de, pelo menos, 71 milhões de euros aos cofres públicos, mais sete milhões de euros do que o último. O primeiro-ministro, António Costa, …

Fim do cessar fogo na Síria. Turquia ameaça que milicianos curdos no terreno serão abatidos

O período de cessar-fogo de 120 horas acordado entre a Turquia e os Estados Unidos (EUA) para permitir que as milícias curdas saiam do nordeste da Síria termina esta terça-feira, pelas 19:00 (20:00 em Lisboa), …

Ministro adjunto cabo-verdiano encontrado morto no gabinete

O ministro adjunto do primeiro-ministro de Cabo Verde para a Integração Regional, Júlio Herbert, foi encontrado morto, esta segunda-feira, no seu gabinete, no Palácio do Governo, na Praia, confirmou fonte governamental. Elementos da Polícia Nacional cabo-verdiana …

"Risco de desvio significativo" nas contas do Governo. Bruxelas com reservas sobre esboço do OE2020

A Comissão Europeia (CE) pediu esta terça-feira ao Governo português que apresente uma versão atualizada do projeto orçamental para 2020 “tão cedo quanto possível”, observando que o ‘esboço’ recebido aponta para o risco de um …

Goldman Sachs. Funcionário acusado de divulgar informação em troca de dinheiro

Bryan Cohen, vice-presidente de um dos departamentos do Goldman Sachs, foi acusado de tirar proveito de um esquema que gerou alegadamente cerca de 2,3 milhões de euros em lucros ilegais. Nos últimos 18 meses, dois funcionários …

Encontrada carruagem romana milenar com restos fósseis dos cavalos

Uma equipa de arqueólogos do Museu da Cidade de Vinkovci e do Instituto da Arqueologia de Zagreb, na Croácia, encontrou uma carruagem romanda de duas rodas com os corpos fossilizados de dois cavalos. Os especialistas consideram …

Caos no Chile. Governo anula aumento do preço do metro que iniciou protestos

O Governo do Chile anulou esta segunda-feira o aumento do preço dos bilhetes do metropolitano, depois de a medida ter provocado violentos protestos que se generalizaram no país. Esta terça-feira, com apenas uma linha do metro …

Deputado do PSD apela a Marcelo a que não dê posse a Cabrita até bombeiros receberem pagamentos em atraso

O deputado do PSD Duarte Marques, que costuma tratar dos assuntos da Proteção Civil, apelou esta segunda-feira ao Presidente da República par não dê posse ao ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, enquanto o Estado …

Cientistas "ressuscitaram" o gene que fez nascer a malária

O gene ancestral que fez nascer a doença mais mortal da História foi "ressuscitado" por cientistas, para que lhes fosse possível perceber a série de eventos que levou o parasita da malária a infetar humanos. A …

Governo anuncia acordo para dívida do sistema de ação social dos militares

Os ministérios da Defesa Nacional e das Finanças assinam “até ao final da semana” um acordo para a regularização de dívidas do Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA) aos prestadores de saúde, foi …