Carrilho acusado de agredir psiquiatra no tribunal

4

Manuel Maria Carrilho / Facebook

Manuel Maria Carrilho, professor universitário e ex-ministro da Cultura

Manuel Maria Carrilho, professor universitário e ex-ministro da Cultura

O ex-ministro da Cultura está agora a ser acusado de dois novos crimes, nomeadamente, por alegadamente ter agredido e injuriado o conhecido pedopsiquiatra Pedro Strecht.

Segundo o Jornal de Notícias, Manuel Maria Carrilho poderá enfrentar novo julgamento, agora por acusações de ofensa à integridade física qualificada e injúria agravada.

Em causa está um incidente com o conhecido pedopsiquiatra Pedro Strecht, que terá sido agredido, em pleno tribunal, pelo ex-ministro da Cultura.

Escreve o JN que este episódio aconteceu a 22 de janeiro do ano passado, no intervalo de uma das sessões do julgamento do processo de promoção de proteção dos dois filhos menores de Carrilho e de Bárbara Guimarães.

De acordo com a informação divulgada no site da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa, o antigo ministro “agrediu-o, provocando-lhe dores, e injuriou-o, apelidando-o de ‘filho da mãe’, ‘cabrão’, ‘miserável’ e ‘cafre'”, cita o jornal.

O incidente foi presenciado pela juíza presidente encarregue de julgar o caso, pelos advogados e pela funcionária judicial, pelo que o Tribunal anotou a ocorrência, adianta o diário esta quinta-feira.

Contactado pelo mesmo jornal, Carrilho nega conhecer esta nova acusação ou mesmo de ter agredido o pedopsiquiatra. “Não tenho memória de qualquer episódio desse género e, como tal, desconheço qualquer acusação nesse sentido”, afirmou o ex-ministro.

  ZAP //

4 Comments

  1. Por este episodio se vê o que este tipo é capaz. Não se lembra… Como não se lembra do que fez e continua a fazer. É uma pessoa muitíssimo doente que precisa urgentemente de internamento p/ nunca mais de ´lá sair.
    Neste país existem muitos destes á solta…

  2. Um gajo destes que não se contém, mesmo em ambiente judicial e á frente de advogados e da própria Juiza, o que não fará em ambiente privado do casal. Mais facilmente se “passa” daquela cabeça, com certeza.
    Sendo certo que dou sempre o beneficio da duvida a toda a gente, com esta atitude, acho que já está “queimado”. Revelou ser um grande “pirata” .

  3. Apesar de não sentir nenhuma empatia pelo Dr Carrilho , pessoa que mal conheço , não posso deixar de referir que a nossa justiça funciona realmente mal, comandada atualmente por tendências feministas exageradas a que não é alheio o acréscimo de poder que o género feminino tem em todos os sectores da sociedade , pervertendo de certa forma o equilíbrio do género . Não deixa de ser interessante notar que também psiquiatras , muitos deles indefinidos em termos de género, contribuem com os seus pseudoparecesres científicos para complicar as situačoes das famílias . Estes “Rasputines” de fato escrevem e dizem muita asneiras!.. Assim, vistas as coisas talvez o Dr Carrilho não seja assim tão má pessoa … A Sra Barbara como todas as “ladies” do meio do espetáculo não são nada “frescas”… Pela via das dúvidas , como macho sou a favor do do Dr Carrilho!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.