Campanha internacional recolhe lixo aquático em sete ilhas dos Açores

A Surfrider Foundation Europe organiza nos Açores, de 21 de março a 11 de abril, uma campanha internacional de recolha de resíduos aquáticos que abrange sete ilhas, disse hoje à Lusa a organização do evento.

“A finalidade é alertar e educar o público sobre o impacto do excessivo padrão de consumo de plásticos e descartáveis, que representam 75% do lixo encontrado no ambiente marinho”, afirmou Paulo de Melo, acrescentando que o mote da ação é “quando compramos é o mar que paga”.

As ações de limpeza decorrem a partir das 10:30 locais (mais uma hora no continente) e abrangem, no dia 21 de março, as ilhas Terceira (Praia da Riviera), Faial (Praia do Norte) e S. Jorge (Fajã dos Cubres). No dia 22, será a vez da ilha das Flores (Baía da Alagoa), a 28 de março das ilhas de S. Miguel (Praia do Monte Verde) e Santa Maria (Baía dos Anjos) e, a 11 de abril, da Graciosa (Calhau Miúdo).

A Surfrider Foundation Europe deu início às ações de limpeza no mar dos Açores em 2011 com o intuito de “aumentar a consciencialização ambiental, principalmente para os problemas do lixo marinho e para a defesa das ondas, algumas reconhecidas como de classe mundial, como foi o caso de Rabo de Peixe”.

“Temos conseguido aumentar o número de ilhas envolvidas nestas ações desde 2011. Este ano já são sete ilhas e, para o ano, esperamos abranger as nove ilhas dos Açores”, referiu Paulo de Melo, acrescentando que os resíduos recolhidos serão depois classificados e quantificados de modo a serem integrados num trabalho de pesquisa científica a nível europeu da Surfrider sobre este tipo de poluição.

Segundo disse, no ano passado, por exemplo, só na praia de Santa Iria, em S. Miguel, que possui uma baía com “excelentes condições para o surf”, foram recolhidos mais de 60 sacos de 100 litros em plástico.

A iniciativa, desenvolvida com recurso a voluntários, pretende, também, conferir maior relevo às ações de lóbi realizadas pela Surfrider para banir o uso dos sacos de plástico de uso único, com o intuito de “fazer evoluir a legislação nesta área e lutar contra os resíduos nos oceanos e o seu impacto”.

Paulo de Melo referiu que estas ações no terreno e o apelo à participação cívica têm contribuído para a divulgação e sensibilização para os problemas do lixo marinho e para o desenvolvimento do conceito de eco-cidadania.

“Deitar um resíduo no chão, quer estejamos no interior ou junto à costa, pode ter consequências sobre o meio marinho. É urgente promover alterações comportamentais e encorajar a mobilização cívica para melhor conhecer a importância dos oceanos”, disse Paulo de Melo, para quem “existe ainda muito trabalho a realizar ao nível dos padrões de consumo, hábitos e consciencialização para as fontes do lixo marinho”.

A Surfrider Foundation é uma organização não-governamental, criada por surfistas na Califórnia (Estados Unidos da América) em 1984 e, na Europa, em 1990, que se dedica à defesa do surf, dos oceanos, das ondas e da orla costeira, com uma forte componente educativa.

A Surfrider Foundation Europe conta com dez mil membros.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …

Roubar aos ricos para dar aos pobres. Misterioso grupo de hackers desviou dinheiro para doar à caridade

Um misterioso grupo de hackers, conhecidos como hackers Darkside, doou dinheiro a duas instituições de caridade - mas esse dinheiro foi roubado pelo mesmo grupo a grandes corporações através de um ataque de ransomware. Quase podia …