Caiu para metade número de preservativos distribuídos

SWAT Team, anúncio Advico / Young & Rubicam, Suíça

SWAT Team, anúncio Advico / Young & Rubicam, Suíça

O número de preservativos distribuídos gratuitamente em Portugal caiu para menos de metade no ano passado, uma situação que se encontra a ser corrigida este ano, segundo dados de um relatório da Direção-geral da Saúde (DGS).

O documento “Infeção VIH/Sida em números 2013”, da Direção-Geral da Saúde (DGS) mostra uma acentuada diminuição dos preservativos distribuídos de forma gratuita entre 2011 e 2012.

Em 2011 foram distribuídos cerca de 5,4 milhões de preservativos masculinos, enquanto no ano passado esse número caiu para 2,4 milhões.

Também nos preservativos femininos (um valor mais residual) se fez sentir esta quebra, passando de 344 mil unidades para 53 mil em 2012.

Mas o próprio documento refere que este decréscimo é “uma situação pontual”, devido a uma transição de serviços da administração pública, e que se encontra já a ser corrigida este ano.

Num comentário a esta redução, Leal da Costa, secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde considerou que os programas de distribuição de preservativos não foram dando os resultados que se desejaria, adiantando que se passou a ser mais seletivo nos locais onde se faz essa distribuição.

Leal da Costa lembrou ainda que nos anos em que foram distribuídos mais preservativos não se assistiu a uma diminuição do peso do parâmetro da transmissão do VIH por via das relações sexuais.

“Temos a sensação de que não chega distribuir preservativos. É necessário incentivar ao seu uso”, disse Leal da Costa aos jornalistas, durante a apresentação do documento da DGS.

O relatório aponta precisamente para uma necessidade de reforçar a estratégia de promoção do uso do preservativo e adaptá-la a novos contextos.

Baseado no estudo “Atitudes e Comportamentos da População Portuguesa face ao VIH”, dirigido a pessoas entre os 15 e os 64 anos, o relatório mostra que a percentagem de portugueses que dizem usar preservativo em relações sexuais ocasionais diminuiu nos últimos anos.

O estudo indica que 8,7% dos inquiridos diziam, no ano passado, nunca usar preservativo nas relações ocasionais, como durante as férias, percentagem que duplicou em relação a 2010.

Já os inquiridos que afirmavam usar sempre o preservativo no sexo ocasional diminuiu, passando de 84,4% em 2010 para 71,4% em 2012.

Juntando os que afirmam nunca usar preservativo aos que indicam a ele recorrer apenas às vezes, percebe-se que quase um em cada três inquiridos nem sempre recorre a esta proteção para as doenças sexualmente transmissíveis.

Alargando o panorama além das relações ocasionais, o inquérito mostra que são 42,9% os inquiridos que nunca usam preservativo e menos de 20% afirma usá-lo sempre.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …

Estratégia prevê rede de bancos de leite materno e revisão das licenças para amamentar

A ENALCP apresentada esta quarta-feira prevê a criação de uma rede nacional de bancos de leite materno e a revisão dos diretos de parentalidade. Ambientes favoráveis deverão ser também revistos. A Estratégia Nacional para a Alimentação …