Buraco negro da Via Láctea está a “cuspir” objetos do tamanho de planetas

Mark A. Garlick / CfA

Impressão de artista que retrata objetos de massa planetária "cuspidos" a cerca de 10.000 km/s.

Impressão de artista que retrata objetos de massa planetária “cuspidos” a cerca de 10.000 km/s.

A cada poucos milhares de anos, uma estrela azarada aproxima-se demasiado do buraco negro no centro da Via Láctea e é rasgada, criando uma longa corrente de gás. Uma nova investigação mostra que esse gás pode reunir objetos de tamanho planetário e lançá-los por toda a Galáxia.

“Uma única estrela despedaçada pode formar centenas de objetos de massa planetária, e nós questionamos: para onde é que vão? Quão perto ficam da Terra? E desenvolvemos um software para responder a estas questões,” afirma Eden Girma, autora principal do estudo, estudante da Universidade de Harvard e membro do Instituto Banneker/Aztlan.

Os cálculos de Girma revelam que o mais próximo destes objetos de massa planetária poderá estar até a algumas centenas de anos-luz da Terra. Esse objeto terá uma massa algures entre Neptuno e Júpiter, e é brilhante, apesar de não brilhar o suficiente para ser detetado por investigações anteriores.

O LSST (Large Synoptic Survey Telescope) e o Telescópio Espacial James Webb, poderão ser capazes de avistar estes estranhos objetos cuspidos pelo Sagitário A* – um buraco negro gigante no centro da Via-Láctea.

Os cientistas também descobriram que a grande maioria dos objetos de massa planetária – 95% – deixará a Galáxia devido à sua velocidade de aproximadamente 10.000 km/s.

Dado que a maioria das outras galáxias também têm buracos negros gigantes nos seus núcleos, é provável que o mesmo processo também ocorra nas mesmas.

“Outras galáxias como Andrómeda estão a “cuspir” estes objetos constantemente na nossa direção,” destaca o co-autor do estudo, James Guillochon.

Embora possam ser de tamanho planetário, estes objetos são muito diferentes de um planeta normal – são feitos de material estelar e, como podem desenvolver-se a partir de diferentes partes da antiga estrela, as suas composições podem variar.

Os objetos também se formam muito mais rapidamente do que um planeta normal. É preciso apenas um dia para o buraco negro destruir a estrela e apenas cerca de um ano para os fragmentos resultantes se aglomerarem novamente. Isto contrasta com os milhões de anos necessários para formar um planeta como Júpiter.

Uma vez lançado, um destes objetos levaria cerca de um milhão de anos até chegar à Terra. O desafio será diferenciá-los dos planetas errantes – que não orbitam nenhuma estrela e flutuam livremente no espaço.

“Apenas um entre mil planetas errantes será um destes bichinhos de segunda geração”, conclui a investigadora Eden Girma.

ZAP // CCVAlg

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “Outras galáxias como Andrómeda estão a “cuspir” estes objetos constantemente na nossa direção,” destaca o co-autor do estudo, James Guillochon.

    Com esta afirmação chegamos à conclusão de que até o universo anda revoltado connosco, não bastavam já tantas guerras por cá entre humanos senão virem agora os outros planetas mostra-nos a sua fúria.

RESPONDER

Cientistas condenam teorias da conspiração sobre a origem do surto do coronavírus

Um grupo de 27 cientistas da área de saúde pública condenou, através de um comunicado, o fluxo de histórias e um artigo científico que sigerem que um laboratório em Wuhan, na China, pode ser a …

Saída de juíza dita repetição da fase de instrução do caso Hells Angels

A saída do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) da juíza que dirigiu cerca de 40 sessões da instrução do caso Hells Angels vai obrigar à repetição desta fase, revelou à Lusa fonte ligada ao …

Conselho Europeu termina sem acordo sobre Orçamento

O Conselho Europeu extraordinário em Bruxelas consagrado ao orçamento plurianual da União para 2021-2027 terminou, esta sexta-feira, sem acordo. O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, lamentou este desfecho e sublinhou que os líderes dos 27 Estados-membros …

Absolvidos médicos que não detetaram tumor cerebral em jovem de 19 anos

O Tribunal da Relação do Porto absolveu os quatro médicos que não diagnosticaram um tumor cerebral a uma jovem que acabou por morrer. O caso de Sara Moreira, a jovem de 19 anos que morreu com …

Isabel dos Santos está 100 milhões mais "pobre" (e uma das suas empresas em Portugal tenta evitar a falência)

A fortuna de Isabel dos Santos está avaliada em 2,2 mil milhões de dólares, o que a mantém como a mulher mais rica de África, mas a empresária angolana perdeu 100 milhões de dólares em …

Polícia indiana vai proteger Trump com fisgas (por causa dos macacos selvagens)

Polícia armada com catapultas foi designada para proteger o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de macacos selvagens durante a sua visita ao Taj Mahal, na Índia. Entre 500 e 700 macacos rhesus vivem no mausoléu …

Análises negativas a dois passageiros do navio Westerdam que chegaram a Lisboa

Dois residentes em Portugal que eram passageiros do navio MS Westerdam, que esteve atracado no Camboja, foram submetidos a análises laboratoriais para o novo coronavírus e os resultados foram negativos. Num comunicado divulgado hoje no seu …

Morreu o escritor Vasco Pulido Valente

O escritor e cronista morreu, esta sexta-feira, aos 78 anos de idade, em Lisboa. O Público, jornal no qual foi cronista desde a sua fundação, confirmou junto de fonte familiar que Vasco Pulido Valente morreu, esta …

Tribunal autoriza Tesla a derrubar floresta na Alemanha para construir fábrica

A justiça alemã permitiu à Tesla, empresa liderada por Elon Musk, destruir 92 hectares na Alemanha para construir uma fábrica de grandes dimensões. Esta será a sua primeira fábrica na Europa. Como informou o Deutsche Welle, citado …

Covid-19. Autocarros com ucranianos retirados da China recebidos à pedrada

Dezenas de manifestantes envolveram-se em confrontos com a polícia, esta quinta-feira, numa localidade no centro da Ucrânia, onde 70 pessoas vão ficar sob quarentena depois de terem regressado da China. Com receio da propagação do Covid-19, …