O buraco na camada de ozono está a diminuir (mas nem tudo são boas notícias)

Greg Shirah / Paul Newman / NASA / GSFC

Buraco da camada de ozono em 2000 registado pela NASA

O tratado internacional de três décadas, que tem como objetivo eliminar os produtos químicos que destroem a camada de ozono, a protetora da radiação solar prejudicial do nosso planeta, está a dar frutos.

Chama-se Protocolo de Montreal e é graças a ele que a camada de ozono continua a regenerar-se, segundo uma recente avaliação divulgada na passada segunda-feira pela Organização Meteorológica Mundial e pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente.

Segundo o documento, a camada de ozono irá recuperar-se completamente até 2060. Aliás, no hemisfério norte este processo pode dar-se como concluído antes de 2040.

“Geralmente, é uma boa notícia”, diz Paul Newman, co-presidente da nova avaliação e cientista-chefe de ciências da terra do Centro de Voo Espacial Goddard da NASA. Os gases que destroem o ozono estão a diminuir e continuaram a diminuir desde meados dos anos 90. “As projeções para o futuro são bastante positivas, desde que as partes continuem a cumprir o Protocolo de Montreal.”

O ozono é uma molécula composta por três átomos de oxigénio. Dez por cento do ozono atmosférico pode ser encontrado na troposfera, que se estende ao nível do solo até a uma altitude de cerca de sete quilómetros. No nível do solo, o ozono é um poluente do ar, formado por subprodutos na combustão de escapamento de veículos e combustíveis fósseis.

Além destes tipos de ozono, há anda a camada de ozono, acima da troposfera, que protege a Terra contra a radiação ultravioleta-B do Sol.

Dentro dessa faixa, ocorre uma reação cíclica: a radiação solar divide o oxigénio elementar (O2) em átomos únicos de oxigénio que reagem com outras moléculas elementares de oxigénio para formar o ozono (O3), que é convertido de volta ao oxigénio elementar quando absorve a radiação. Sem esta reação, a vida na terra não poderia existir.

Foi em meados da década de 1970 que os cientistas descobriram que os fazes produzidos pelo Homem, contendo átomos de cloro e bromo, conseguem escapar para a atmosfera superior. Lá, são transformados pela radiação ultravioleta em radicais e cloro e bromo que iniciam as reações em cadeia destruindo, assim, o ozono.

Em 1985, os cientistas descobriram o famoso buraco na cama de ozono e chegaram à conclusão de que este aumentava sobretudo sobre a Antártida. Sabendo que os clorofluorcarbonetos (CFC) poderiam esgotar o ozono, 46 países decidiram agir e regular os gases que destroem esta preciosa camada, nomeadamente através do Protocolo de Montreal.

Assumindo o cumprimento continuado do Protocolo de Montreal, o ozono no hemisfério norte deverá retornar aos níveis saudáveis ​​na década de 2030, o ozono no hemisfério sul na década de 2050 e as regiões polares – onde o esgotamento é mais grave – na década de 2060.

A redução das substâncias destruidoras de ozono, que também são potentes gases de efeito estufa, evitou vários centímetros da futura elevação global do nível do mar, segundo a avaliação.

No entanto, nem tudo são boas notícias. Certas substâncias que empobrecem a camada de ozono, como o clorofluorcarbono-11 (CFC-11), estão a diminuir mais lentamente do que o projetado – uma situação que é muito preocupante dado que estas substâncias são proibidas pelo Protocolo de Montreal e persistem na atmosfera durante várias décadas.

Para piorar a situação, avança o Popular Science, quando uma molécula de CFC chega à estratosfera superior, esta é destruída pela radiação UV para libertar átomos de cloro. Um único átomo de cloro pode destruir milhares de moléculas de ozono.

No último século, o nosso planeta aqueceu um grau Celsius e estima-se que as temperaturas globais estejam muito perto de aumentar mais um grau até ao final deste século. Por esse motivo, é muito importante que as nações respeitem o Protocolo de Montreal. Ainda que estejamos a caminhar em frente, a meta está ainda muito longe

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sair das redes sociais não garante privacidade

Uma pessoa que saia das redes sociais não tem garantia de privacidade porque os amigos que lá deixou continuam a permitir prever com alguma certeza as suas atividades, segundo um estudo científico. A investigação da equipa …

Hotel condenado a pagar 19 milhões por discriminação religiosa a funcionária despedida

Quando foi contratada pelo hotel Conrad, Marie Jean fez um acordo: não trabalharia ao domingo, para cumprir os seus compromissos religiosos na igreja Bethel Baptist. Marie Jean Pierre era uma imigrante a tentar ganhar a vida …

"Alpinista de biquiní' morre de hipotermia após queda em desfiladeiro

Famosa pelos seus passeios em biquíni pelas montanhas, Gigi Wu caiu de um desfiladeiro e morreu de hipotermia no Parque Nacional Yu Shan, em Taiwan. Gigi Wu, de 36 anos, apelidada de "alpinista de biquíni" pelos …

Crimes de Vale e Azevedo no Benfica prescreveram

O Tribunal da Relação de Lisboa considerou prescritos os crimes de que o ex-presidente do Benfica João Vale e Azevedo estava acusado, relativos ao desvio de dinheiro dos direitos televisivos do clube, disse esta terça-feira …

Suspensão de voos em Gatwick devido aos drones custou quase 17 milhões à easyJet

A transportadora aérea easyJet informou que os custos devido à suspensão da operação em Gatwick, um dos aeroportos que serve Londres, devido à presença de drones, chegou quase aos 17 milhões de euros. Em comunicado enviado …

Passageiro alcoolizado desviou um avião na Rússia

Um avião de passageiros que voava da Sibéria para Moscovo foi desviado por um passageiro que alterou a rota prevista, obrigando-o a aterrar no Afeganistão. O homem estaria alcoolizado e já foi detido. A Associated Press, …

Santana desafia partidos a falar sobre coligações antes das legislativas

O presidente do partido Aliança, Pedro Santana Lopes, desafiou os líderes partidários a dizerem antes das eleições legislativas deste ano se querem alguma coligação pós-eleitoral e com que partidos. Uma coligação pré-eleitoral dos partidos do centro-direita …

Polícia prende cinco suspeitos da morte de Marielle

A operação Os Intocáveis, desencadeada nesta manhã em áreas controladas por milícias do Rio de Janeiro, prendeu cinco suspeitos do envolvimento nos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. São integrantes de uma …

Centeno não estará no próximo Governo "para não ter de gerir as consequências" das políticas adotadas

Daniel Bessa, antigo ministro da Economia de António Guterres, alerta que as contas públicas estão "por arames", considerando que Mário Centeno, que lidera a pasta das Finanças no atual Executivo socialista, não fará parte de …

Cientista que criou bebés geneticamente modificados foi despedido

O cientista chinês He Jiankui, que anunciou a criação da primeira modificação genética de bebés, foi acusado pelo Governo chinês de driblar a fiscalização e de quebrar as diretrizes em busca de fama e fortuna. Esta …