Braços robóticos controlados remotamente podem vir a realizar cirurgias delicadas

Um equipa de investigadores está a trabalhar para eliminar movimentos rígidos nos braços robóticos, de modo a torná-los mais ágeis. O objetivo é que no futuro estes possam empilhar pratos ou até realizar cirurgias delicadas.

Os avanços podem permitir que, num futuro próximo, os médicos consigam realizar cirurgias remotamente ou podem ajudar a eliminar dispositivos explosivos de alto perigo.

O novo projeto envolve a construção de braços robóticos com controlo remoto, que não possuem motores pesados tradicionalmente instalados nas articulações do punho. Em vez disso, estes dispositivos “mais fortes” são colocados na base da máquina.

“Sem motores no braço, estes robôs são muito mais leves do que um braço tradicional”, refere Peter Whitney, professor de engenharia mecânica e industrial da Universidade de Northeastern. “Ao ter acesso a um braço mais leve, é muito mais fácil movê-lo”, afirma.

O avanço tem o potencial de superar um obstáculo fundamental que os investigadores enfrentam ao controlar robôs remotamente: entender o ambiente em que a máquina se encontra.

Atualmente, “é difícil perceber exatamente onde o robô está, se está a tocar em algo ou não, ou com que força está a tocar num objeto”, explica Whitney, cuja pesquisa é focada no design de robôs.

“Tudo isto são fatores que podem influenciar como podemos obter um bom desempenho, mas também manter a segurança”, acrescenta.

Devido a estas dificuldades, os investigadores pretendem que a máquina disponibilize informações em tempo real que indicam quanta força está a ser aplicada, de modo a que o robô seja monitorizado da melhor forma.

“Quando tentamos agarrar ou manipular um objeto, podemos fazer uso dessas forças de contacto”, diz Whitney.

O investigador está também a colaborar com Taskin Padir, professor de engenharia elétrica e de computação, de modo a estudar o potencial de robôs controlados remotamente para serem usados para interagir fisicamente com amigos e familiares, servindo como um substituto mecânico, avança o TechXplore.

Ana Isabel Moura, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …