Bosques ibéricos podem emitir mais carbono do que absorvem

titoalfredo / Flickr

-

Os ecossistemas florestais ibéricos podem emitir a partir da segunda metade do século XXI mais dióxido de carbono do que absorvem de acordo com um estudo realizado pela Universidade de Barcelona (UB) com simuladores sobre alterações climáticas.

O estudo, elaborado pelos professores de Ecologia da UB e do Centro de Pesquisa Ecológica e Aplicações Florestais (CREAF) Santiago Sabate e Carlos Santiago Gracia e pelo especialista Daniel Nadal, foi publicado na revista científica Ecossistema, da Associação Espanhola de Ecologia Terrestre.

Segundo os investigadores, há um alto risco de que alguns dos ecossistemas florestais espanhóis podem tornar-se emissores de carbono líquido na segunda metade do século.

O estudo analisou os resultados da aplicação do modelo de simulação de floresta Gotilwa +, uma ferramenta capaz de simular o crescimento da floresta em diferentes condições ambientais e que permite otimizar a gestão florestal da floresta mediterrânica, no contexto das alterações climáticas.

Com base no estudo foram analisados modelos de efeitos esperados das alterações climáticas sobre os ecossistemas florestais em condições ambientais variáveis.

Para cenários de alterações climáticas simuladas, a produção líquida das florestas, ou seja, o carbono fixado pela fotossíntese ao qual se subtrai o carbono que as plantas passam na respiração, será reduzido a partir da segunda metade deste século.

Os especialistas alertam, por isso, que as florestas, que atualmente atuam como absorventes de carbono, podem passar a ser emissoras de carbono líquido, como a respiração das plantas.

Fluxo da água

O Gotilwa + também é capaz de simular o fluxo de água em diferentes tipos de ecossistemas florestais.

No contexto atual de alterações climáticas, com o aumento da aridez e maior procura evaporativa, um aumento projetado na evapotranspiração das florestas espanholas pode ter um impacto negativo sobre outros ecossistemas, como os rios.

De acordo com especialistas, as áreas mais sensíveis às mudanças climáticas são as florestas mediterrânicas de carvalho, pinheiro branco e pinheiro vermelho, localizado no sul e sudoeste da Península Ibérica.

A floresta no nordeste também seria afetada, já que as projeções indicam uma redução severa de chuvas na região.

O simulador mostra uma maior sensibilidade de algumas destas florestas ao aumento da aridez, como florestas de faias, que são particularmente sensíveis a um aumento moderado da temperatura média, ou florestas nas altitudes mais baixas, com possível migração de espécies.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Casaco e guitarra de Kurt Cobain vão a leilão (e valem milhares de euros)

O casaco que o líder dos Nirvana usou no lendário concerto MTV Unplugged in New York vai ser leiloado, com um preço de venda estimado em 270 mil euros. Uma guitarra de Cobain pode ficar …

"50 sombras" da Idade Média. Páginas censuradas de um livro francês encontradas nos EUA

As páginas de um romance medieval foram descobertas nos arquivos da Diocese de Worcester, no estado norte-americano de Massachusetts.  Investigadores descobriram uma versão perdida de um romance medieval, que contém cenas eróticas. O poema francês - …

A tecnologia usada na Bitcoin também está a ser usada para encontrar o amor

Várias dating apps (aplicações de encontros) estão a recorrer ao blockchain para que os seus utilizadores possam encontrar a cara-metade de uma forma mais segura e transparente. O Tinder é provavelmente a dating app mais usada …

Elon Musk quer enviar passageiros para o Espaço já no próximo ano

O bilionário Elon Musk, também fundador da fabricante de automóveis elétricos Tesla, fez um anúncio surpreendente: quer que pôr passageiros no Espaço já em 2020. “Isto pode soar totalmente louco, mas queremos tentar entrar em órbita …

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …

Para os jovens refugiados, um telemóvel pode ser tão importante quanto comida ou água

Entre 2015 e 2018, mais de 200.000 jovens não acompanhados reivindicaram asilo na Europa. Muitos deles, agora na União Europeia, têm uma coisa em comum: os seus smartphones. Não são apenas ferramentas para entretenimento nem uma …