Boris reúne-se com primeiro-ministro irlandês para falar sobre o Brexit

Neil Hall / EPA

O novo primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson

Os primeiros-ministros britânico e irlandês vão encontrar-se, esta quinta-feira, no noroeste de Inglaterra para falar sobre o Brexit, acompanhados de assessores para “discussões detalhadas”.

A reunião de Boris Johnson com Leo Varadkar, à hora de almoço, será “privada, para permitir que os líderes e as suas equipas tenham discussões detalhadas”, segundo um comunicado do gabinete do chefe do Governo britânico, divulgado quarta-feira. O local não foi especificado e não serão feitas declarações à imprensa.

Para sexta-feira também está marcado um encontro em Bruxelas entre o ministro para o Brexit britânico, Steve Barclay, e o negociador-chefe da União Europeia, Michel Barnier, para fazer um balanço sobre as negociações técnicas para alcançar um acordo de saída.

Na quarta-feira, Barnier explicou no Parlamento Europeu os argumentos para rejeitar a proposta do Governo britânico de criar uma zona regulatória comum entre a Irlanda do Norte e a vizinha Irlanda para facilitar a circulação de bens agroalimentares e industriais.

“O primeiro-ministro Johnson reconhece que um alinhamento para os bens é indispensável e estamos de acordo neste aspeto. No entanto, para resolver o problema dos controlos aduaneiros, o Reino Unido propõe unicamente que, no acordo internacional que nos vai unir, exista um compromisso jurídico para evitar, em qualquer circunstância, os controlos regulatórios na fronteira entre a Irlanda e a Irlanda do Norte. Obviamente, partilhamos este objetivo, mas a nossa dúvida prende-se com aceitar um sistema que não existe, não foi testado, de controlo disperso na ilha da Irlanda”, indicou.

Barnier defendeu a necessidade de “controlos aduaneiros rigorosos em todos os limites do nosso território, nas fronteiras externas do nosso mercado único. Precisamos de controlos credíveis porque é a credibilidade do nosso mercado único que está em causa”.

Questionou também o papel reservado à Irlanda do Norte, cujas autoridades autónomas teriam o poder de autorizar (ou revogar) o alinhamento com as regras do mercado comum naquele território todos os quatro anos.

A proposta do Governo britânico pretende substituir o mecanismo de salvaguarda designado por backstop e desenhado para proteger o processo de paz na Irlanda do Norte que impõe a ausência de uma fronteira física ou controlos aduaneiros na circulação de bens com a vizinha República da Irlanda, membro da UE.

“No momento em que estamos agora, permaneceremos calmos, permaneceremos construtivos e respeitaremos o Reino Unido e aqueles que o lideram. Essa é a nossa abordagem e esperamos que, com essa atitude de ambos, possamos chegar a um acordo que funcione para todos”, disse ainda no Parlamento Europeu.

Segundo o jornal The Guardian, este aviso será uma espécie de reprimenda ao primeiro-ministro britânico. Em causa está a divulgação do telefonema entre Boris e a chanceler alemã, Angela Merkel, por fonte de Downing Street. No telefonema desta terça-feira, Merkel deixou claro que é “imensamente improvável” haver um acordo para o Brexit.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Garcia de Orta. Governo admite recorrer a pediatras do privado para assegurar urgência

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Francisco Ramos, disse que a falta de médicos pediatras nas urgências do hospital Garcia de Orta “é uma situação que não é possível resolver de um …

Cientistas descobrem um novo benefício de tomar chá

https://vimeo.com/366605754 Se já se sabia que beber chá era bom para a nossa saúde, uma nova investigação vem confirmar ainda mais essa ideia. Cientistas encontraram no chá um novo benefício para o nosso cérebro. Várias investigações apontam …

Governo da Escócia quer novo referendo sobre independência em 2020

A ministra principal da Escócia e líder do Partido Nacionalista Escocês (SNP), Nicola Sturgeon, afirmou esta terça-feira que quer um novo referendo sobre a independência em 2020 e abrir negociações com Londres até ao fim …

As bactérias contradizem Darwin: a mais apta não sobrevive

Uma recente investigação levada a cabo pela Universidade de Copenhaga, na Dinamarca, revela que, no que diz respeito às bactérias, a "sobrevivência das mais cooperativas" excede a "sobrevivência das mais fortes". As bactérias são capazes de …

A Via Láctea roubou minúsculas galáxias à sua vizinha

Utilizando dados obtidos pelo Telescópio Gaia, os cientistas chegaram à conclusão que a Via Láctea "sequestrou" galáxias da Grande Nuvem de Magalhães, uma outra galáxia que a orbita. No nosso Universo, a regra é orbitar: a …

Pode ter sido encontrada (e ignorada) vida em Marte em 1976, defende antigo cientista da NASA

O antigo cientista da agência espacial norte-americana Gilbert V. Levin afirma que foram encontradas evidências de vida em Marte na década de 70. No entender do especialista, deviam ter sido levado a cabo mais investigações …

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …