Bomba da II Guerra obriga a desalojar 11 mil berlinenses

Cerca de 11 mil pessoas residentes em Berlim foram retiradas hoje das suas casas, para que fosse desativada uma bomba da II Guerra Mundial, com 250 quilos, que foi localizada durante umas obras no bairro de Kreuzberg.

Os moradores foram avisados no sábado, tendo a polícia feito, durante a manhã de domingo, a ronda aos edifícios situados no perímetro de segurança, para proceder à retirada das pessoas que necessitavam de ajuda e garantir que a zona ficava desocupada.

De acordo com a polícia, a bomba, de fabrico norte-americano, foi encontrada perto do Museu Judaico e foi desativada depois de terem sido desligados os dois detonadores.

O perímetro de segurança obrigou à interrupção da circulação de várias linhas do metropolitano e de autocarros, mantendo-se durante nove horas.

A desativação de uma outra bomba da II Guerra Mundial, na cidade de Koblenz, a oeste da Alemanha, levou à retirada de cinco mil pessoas das suas habitações.

A bomba, igualmente de fabrico norte-americano, foi detetada, a quatro metros de profundidade, nas obras num centro escolar.

Operações de desativação de bombas da II Guerra Mundial (1939-1945) não são raras na Alemanha. A maior evacuação feita, até à data, foi em Koblenz, em 2011, quando cerca de 45 mil pessoas tiveram de abandonar as suas casas.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Nem senhoras, nem senhores. Japan Airlines vai abolir expressões de género

A habitual saudação "senhoras e senhores" da companhia aérea japonesa vai ser substituída por saudações neutras relativamente ao género como, por exemplo, "bom dia" e "boa noite". Segundo o jornal The Telegraph, a Japan Airlines vai …

Centeno pediu e Marcelo recebeu o governador do Banco de Portugal

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu o governador do Banco de Portugal (BdP), Mário Centeno, esta segunda-feira à tarde, a pedido deste. O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, recebeu esta segunda-feira à tarde, no Palácio …

Vila romena reelege autarca que morreu de covid-19 dez dias antes

Os moradores de Deveselu, na Roménia, decidiram prestar uma última homenagem ao presidente da Câmara, nas eleições locais deste domingo, que morreu devido a complicações provocadas pela covid-19 dez dias antes. De acordo com a agência …

Jogador do Rio Ave recusou jogar

Matheus Reis não quis defrontar o Vitória de Guimarães porque quer sair rapidamente de Vila do Conde. Presidente anunciou suspensão do atleta. O Rio Ave apareceu no duelo com o Vitória de Guimarães (0-0) sem Matheus …

António Joaquim entrega recurso no Supremo no caso do homicídio do triatleta

O advogado de António Joaquim, condenado pelo Tribunal da Relação pelo homicídio do triatleta Luís Grilo, entregou, esta segunda-feira, no Supremo Tribunal de Justiça um recurso sobre essa decisão, defendendo a sua revogação e a …

57% dos portugueses diz que a pandemia dificultou acesso à saúde (e mais de 600 mil perderem consultas)

Mais de metade dos portugueses (cerca de 57%) considera que a pandemia dificultou o seu acesso aos cuidados de saúde, sendo a população mais idosa (69%) e os doentes crónicos (70%) quem mais manifesta esta …

“Negacionista e bem raivosa”. Livro de ex-ministro da Saúde revela reação de Bolsonaro à pandemia

O primeiro ministro da Saúde do mandato de Jair Bolsonaro, Luiz Henrique Mandetta, publicou um livro sobre o combate à pandemia no Brasil e revelou que o Presidente teve uma reação “negacionista” e “raivosa”. De acordo …

"É um génio". Futre acredita que João Félix lutará pela Bola de Ouro dentro de pouco tempo

O antigo internacional português e antigo jogador do Atlético de Madrid Paulo Futre acredita que João Felix lutará pela Bola de Ouro dentro de pouco tempo. "É um génio. Cada vez que a bola passa pelos …

Seis novos sauditas indiciados na Turquia pela morte de Khashoggi

Os seis sauditas, indiciados a alguns dias do segundo aniversário do homicídio, não se encontram na Turquia e devem ser julgados à revelia. O procurador de Istambul indiciou, esta segunda-feira, seis novos sauditas suspeitos de …

Expressões neutras e imagens de homens e mulheres. Governo quer militares a usar linguagem inclusiva

O Ministério da Defesa quer que os militares comecem a usar uma linguagem mais inclusiva e menos discriminatória nos documentos e comunicações oficiais, de acordo com uma diretiva enviada Estado-Maior-General das Forças Armadas e aos …