Boeing perde 793 milhões devido à crise com aviões 737 MAX

Bill Abbott / Flickr

Boeing 737 Max da companhia americana Southwest

A Boeing perdeu 793 milhões de dólares no 1.º semestre devido à imobilização do modelo de aviões envolvidos nos acidentes da Etiópia e da Indonésia.

Esta quarta-feira, a Boeing anunciou que perdeu 793 milhões de dólares, o equivalente a 711,6 milhões de euros, na primeira metade do ano, marcada pela imobilização dos aviões Boeing 737 MAX, envolvidos em acidentes na Indonésia e na Etiópia. No mesmo período de 2018, a empresa teve lucros de 4.673 milhões de dólares.

O impacto da crise que a empresa de aeronáutica atravessa refletiu-se especialmente nos dados do segundo trimestre, o mais seguido por Wall Street, com perdas de 2.942 milhões de dólares (2.640 milhões de euros), face ao lucro de 2.196 milhões de dólares registado entre abril e junho do ano passado.

A Boeing adiantou na passada quinta-feira que a interdição de voo dos aviões teria um custo de 4.900 milhões de dólares nestes resultados e esta quarta-feira insistiu que continua empenhada em garantir o funcionamento dessa frota “com segurança”, de acordo com um comunicado do líder da empresa, Dennis Muilenburg.

Os acidentes com aviões Boeing 737 MAX envolveram um aparelho da Ethiopian Airlines em março passado, que causou 157 mortos, e um outro da companhia indonésia Lion Air em outubro de 2018, que vitimou 189 pessoas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …

Quatro mortos em manifestações na Bolívia. São 23 desde o final de outubro

Comissão Interamericana de Direitos Humanos registou pelo menos 122 feridos desde sexta-feira. Já houve 23 vítimas mortais desde o final de Outubro, início da crise social e política na Bolívia. Quatro pessoas morreram no sábado em …