Bloco apresenta 15 medidas de emergência para salvar SNS

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins

A coordenadora do BE apresentou esta segunda-feira um conjunto de 15 medidas de emergência destinadas a salvar o Serviço Nacional de Saúde (SNS), incluindo um reforço orçamental de 800 milhões de euros já em 2020.

“Identificámos 15 medidas de emergência para salvar o SNS. Uma parte destas medidas pode avançar ainda antes do Orçamento do Estado. Outra parte deve fazer parte integrante do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020)”, disse, em conferência de imprensa, na sede nacional bloquista, em Lisboa.

Segundo Catarina Martins, “estas medidas já foram todas discutidas com o Governo e já vêm sendo discutidas há algum tempo”, e ainda esta semana vão prosseguir reuniões entre o executivo socialista e os responsáveis bloquistas sobre o OE2020.

“Neste momento, o que fazemos é elencar as medidas que nos parecem prioritárias, aquelas que podem fazer um programa coerente, coeso, sustentável e de aplicação imediata para responder ao SNS. Estas propostas não esgotam tudo o que BE acha que tem de ser feito no SNS. São as medidas que podem ser aplicadas agora, de uma forma coerente, porque precisamos de deixar de apagar fogos e garantir que o SNS funciona em condições todos os dias”, continuou.

As diversas propostas do Bloco dividem-se em quatro “objetivos essenciais”: “mais orçamento para um SNS sustentável e com melhor gestão”, “mais profissionais, com maior formação e em dedicação exclusiva ao SNS”, “aliviar a pressão sobre as urgências hospitalares com mais cuidados de saúde primários” e “investir para aumentar a resposta do SNS e melhorar os serviços prestados aos utentes”.

“Para a frente: acabar com a suborçamentação em 2020, que significaria mais 800 milhões de euros em orçamento. É um passo muito significativo para se conseguir avançar com boa parte destas medidas até porque permite aquela gestão mais eficiente”, destacou a líder bloquista, acrescentando a necessidade de contratar mais 8.000 profissionais e de gastar os 100 milhões de euros empregues em médicos em prestação de serviço nos médicos que tirem a especialidade e sejam contratualizados pelo SNS, até em exclusividade.

No pacote defendido pelo Bloco de Esquerda estão ainda medidas como o aumento do peso do SNS no OE para 6% do PIB (Produto Interno Bruto), a planificação plurianual de investimento no SNS, o levantamento das necessidades de recursos humanos em todas as categorias até 31 de dezembro, a revogação do despacho do secretário de Estado da Saúde que impede que em 2020 as instituições tenham mais trabalhadores do que em 2019 ou alargar o funcionamento do centros de saúde e abolir as taxas moderadoras nos cuidados de saúde primários.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …

Trump abandona conferência de imprensa após ser confrontado por jornalista com mentira que disse 150 vezes

O Presidente norte-americano abandonou uma conferência de imprensa, este sábado, depois de ter sido confrontado por uma jornalista com uma mentira que já terá dito mais de 150 vezes sobre cuidados de saúde para os …

Olavo Bilac pede desculpa por ter atuado num comício do Chega

O cantor Olavo Bilac recorreu à sua conta de Facebook para pedir desculpa aos seus fãs e aos seres pares do setor por ter atuado num comício do Chega, frisando não ter qualquer relação com …