Big Bang pode afinal ter sido um Big Bounce

Imperial College London

-

Uma equipa internacional de investigadores demonstrou ser possível a hipótese de que o Big Bang foi na verdade um Big Bounce.

Isto significa que o universo não surgiu de uma grande explosão que trouxe tudo à existência, mas simplesmente começou a expandir-se novamente depois de se contrair totalmente.

A teoria do Big Bounce (ricochete), pensada pela primeira vez mais de 100 anos atrás, foi criada para explicar como o universo se formou.

Ao contrário do modelo do Big Bang, que afirma que o universo nasceu a partir de uma gigantesca explosão de um ponto infinitamente denso, o Big Bounce propõe que o universo está em constante expansão e contração.

Isto significa que o universo funciona como uma espécie de balão: expande-se a partir de um único ponto, cresce até atingir uma certa distância máxima, e depois contrai-se de volta ao ponto original, para começar todo o processo novamente.

Até agora, um dos maiores problemas com este modelo hipotético era explicar como é que o universo faria a transição de contração para expansão quando estivesse totalmente “esvaziado”.

O novo estudo, publicado na revista Physical Review Letters, tentou resolver essa questão usando as propriedades da mecânica quântica.

Modelo computacional

Os físicos Steffen GielenImperial College London (Reino Unido), e Neil TurokPerimeter Institute for Theoretical Physics (Canadá), descrevem que, quando o universo está no seu menor ponto, é governado pela mecânica quântica, em vez da física clássica que rege o mundo à nossa volta.

Nesta escala extremamente pequena, o universo seria salvo da destruição porque os efeitos da mecânica quântica, em essência, evitam que as coisas se partam e se separem.

Para chegar a essa conclusão, a equipa construiu um modelo de computador que simula como o universo pode ter evoluído ao longo do tempo.

Os investigadores descobriram, usando a mecânica quântica, que o universo poderia ter-se ampliado a partir de um único ponto, mesmo com a quantidade mínima de ingredientes – radiação e um pouco de matéria – presentes no momento.

“A grande surpresa no nosso trabalho é que conseguimos descrever mecanicamente os primeiros momentos do Big Bang, com base em pressupostos mínimos sobre a matéria presente no Universo. Com esses pressupostos, o Big Bang foi um ricochete, no qual a contração reverteu-se para uma expansão”, descreve Neil Turok.

Enquanto o atual modelo explica como o universo pode fazer a transição entre expansão e contração, os investigadores estão agora a investigar se este modelo simples consegue explicar a origem de perturbações na estrutura do universo, como galáxias e outras estruturas celestes.

“A capacidade do nosso modelo de dar uma solução possível para o problema do Big Bang abre caminho para novas explicações para a formação do universo”, explica Steffen Gielen.

HypeScience

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Sim, essa é a minha teoria também, pois o Universo não teve princípio nem terá um fim. Nada se perde, tudo se transforma.
    A mente humana é que ainda tem dificuldade em entender o “Infinito”, mas lá chegaremos.

    Sugiro a visualização de videos de palestras do físico Nassim Haramein, ele foi pioneiro a demonstrar visualmente como funciona esta contração/expansão do Universo.

  2. Tantas teorias, que se vão confirmando e anulando ao sabor dos tempos.
    Não seria bem mais fácil imaginar o Universo como um Ser vivo em que nós vivemos, e que está a crescer como qualquer criança cresce e depois estabilizará como uma adulto e por fim definhará e “morre” .. Imaginem-nos com “habitantes de electrões” que giram em torno de um núcleo, e todo o universo o conjunto de átomos. Nós podemos ser “coisas indetectáveis de tão pequenas”.. da mesma forma como nós não sabemos o que existe no nosso ADN… O que temos dentro de nós, que seres vivos existem, bactérias e virus detectamos, mas imaginemos coisas muito menores …

  3. Os cientistas, mais aqueles que acreditando na ciência cegamente, insistem em que tudo tem que ser explicado cientificamente, pensando que as suas teorias são infalíveis, que se cuidem…

    • Nenhum cientista que se preze considera as teorias infalíveis, nem acredita nelas cegamente. Repito, nenhum cientista que se preze.

  4. Também partilho desta ideia, mas há um problema: como se iniciou o universo? Da fase comprimida para a expandida( big bang) ou vice versa? Se foi a primeira hipótese, há aqui algo estranho. Tudo o que existe estava confinado a um ponto com um diâmetro desconhecido com a densidade máxima possível( não infinita); estámos a falar, óbviamente, do buraco negro universal. Mais um problema: massa total e densidade máxima dá uma velocidade de fuga estúpidamente superior à velocidade da luz na sua superfície. Mesmo que este BNU se quisesse expandir à velocidade da luz(em princípio, máxima na natureza), a expansão seria práticamente nula e desabaria novamente sobre ele próprio. Enfim, não haveria a expansão que hoje se verifica. Uma hipótese: modificação da fórmula para determinar a velocidade de fuga na superfície de qualquer corpo de massa. Em linguagem corrente: talvez numa situação extrema( massa e densidade máximas) o campo gravitacional do corpo enfraqueça ao ponto da velocidade de fuga na sua superfície se tornar igual à velocidade da luz; logo, o BNU ao querer-se expandir à velocidade C, consegue não só fazê-lo como ainda expandir-se da forma como hoje verificamos.

RESPONDER

O maior avião do mundo vai ser uma plataforma de lançamento para veículos hipersónicos

A empresa que criou o maior avião do mundo, que apenas voou uma vez, encontrou uma nova funcionalidade para a aeronave: será usado como plataforma de lançamento para veículos hipersónicos, o que poderá revolucionar a …

Sondas da missão a Mercúrio vão passar pela Terra (e vão ser visíveis a olho nu)

A missão conjunta europeia e japonesa BepiColombo está a caminho de Mercúrio. Porém, para chegar lá, terá de passar novamente pela Terra. Este evento acontecerá em 10 de abril e as pessoas nas latitudes do sul …

Xiaomi lança máscara elétrica que carrega via USB

A pandemia de Covid-19 tem impulsionado o surgimento de alguns recursos melhorados para fazer face ao combate do novo coronavírus. É o caso da nova máscara de esterilização elétrica da Xiaomi, que carrega via USB. A …

Em paradeiro incerto, ministra da Guiné-Bissau diz correr perigo de vida

Ruth Monteiro, ministra da Justiça e dos Negócios Estrangeiros no Governo da Guiné-Bissau deposto no golpe do dia 27 de fevereiro, está em parte incerta e diz correr perigo de vida. De acordo com o semanário …

Ovelhas e bactérias estão a ajudar a combater o coronavírus

Anticorpos que podem ajudar a combater o SARS-CoV-2, o vírus que causa a covid-19, estão a ser testados em ovelhas. Estes podem ser usados para desenvolver testes de diagnóstico. O SARS-CoV-2, o vírus que causa a …

Marcelo sai uma vez por semana, usa máscara e luvas nas compras (e passa a Páscoa em Belém)

O Presidente da República afirmou este sábado que, para se proteger do surto de covid-19, só sai em trabalho uma vez semana, usa máscara nas compras e vai passar a Páscoa confinado no Palácio de …

A procura por sumo de laranja está a disparar (e a culpa é do coronavírus)

A procura por sumo de laranja tem disparado nos últimos tempos, muito devido à pandemia de covid-19. As pessoas querem reforçar o seu sistema imunitário. Já quase ninguém está indiferente à ameaça da pandemia de covid-19, …

Nove pessoas com covid-19 curadas após receberem plasma de doentes recuperados

Pelo menos nove pessoas internadas nos cuidados intensivos em Itália com covid-19 já foram curadas, depois de receberem plasma de pacientes recuperados. De acordo com o jornal italiano Corriere della Sera, os doentes receberam o plasma …

Grace tem seis anos e pode ser a autora mais nova de sempre de um artigo científico

Uma menina de seis anos, que vive na Austrália, pode ser a autora mais nova de sempre a ter um artigo científico publicado numa revista da especialidade. Grace Fulton tem uma enorme paixão por animais e, …

Geco encheu Lisboa com autocolantes (e a polícia de Roma está a pedir ajuda para o encontrar)

A polícia de Roma está a pedir ajuda à Associação Vizinhos de Lisboa para encontrar o graffiter Geco, cujas pinturas e autocolantes se podem ver por toda a capital portuguesa, e que está em investigação …