Biden diz que ataque a oleoduto veio da Rússia. Mas exclui envolvimento do Kremlin

1

jlhervàs / Flickr

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, afirmou na quinta-feira que o ciberataque que paralisou durante vários dias a maior rede de oleodutos do país foi proveniente da Rússia, mas exclui envolvimento do Governo de Moscovo.

“Não consideramos que o Governo russo esteja implicado neste ataque”, referiu, numa confirmação das declarações emitidas no início da semana, noticiou a agência Lusa.

“Mas temos bons motivos para considerar que os criminosos responsáveis por estes ataques proveem da Rússia”, indicou, ao evocar a necessidade de normas internacionais para que os governos atuem contra a pirataria informática no seu território.

E acrescentou: “É um dos assuntos que abordarei com o Presidente Putin”. A Casa Branca e o Kremlin já admitiram uma cimeira entre os dois dirigentes, mas ainda não foi fixada uma data para o encontro.

“Estou convencido [sobre o não envolvimento do Governo russo] após ter lido o relatório do FBI, e eles dizem que não esteve implicado”, respondeu de forma prudente.

O Colonial Pipeline, o maior oleoduto norte-americano que abastece essencialmente a costa leste dos EUA e que estava paralisado desde o passado fim de semana após um ciberataque, recomeçou na quinta-feira a distribuir combustível na maioria dos seus terminais, apesar de a normalização nas estações de serviço se processar lentamente.

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.