Benfica-PAOK. Jesus tem surpresas no onze e “grande ambição” na Europa

Jorge Jesus vai promover dois reforços ao onze titular do Benfica frente ao PAOK, esta terça-feira. Ambos os técnicos concordam que o favoritismo está do lado benfiquista.

O SL Benfica tem o seu primeiro teste oficial esta terça-feira, preparando-se para enfrentar o PAOK, em jogo da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões. Nesta, que é a segunda vinda de Jesus, o treinador benfiquista reservou algumas novidades no onze, que deverá incluir dois reforços.

O jornal A BOLA avança com o onze provável das ‘águias’ para o encontro que tem hora marcada para as 19h00: Vlachodimos; André Almeida, Rúben Dias, Vertonghen e Grimaldo; Rafa Silva, Weigl, Taarabt e Everton; Pizzi e Seferovic.

Assim, Jorge Jesus deverá promover os reforços Jan Vertonghen e Everton Cebolinha ao onze titular.

“É a nossa primeira final”, declarou Jorge Jesus na conferência de imprensa de antevisão da partida contra os gregos, treinados pelo português Abel Ferreira, assumindo ainda o favoritismo, que “não é um sinónimo de ser vencedor antecipado”, neste como em qualquer jogo dos ‘encarnados’.

Para o técnico, essa declaração de Abel, que tinha passado o favoritismo aos portugueses, “é um bom sinal, de qualidade e de uma equipa forte”, ainda que tenha elencado os gregos como “uma boa equipa”, com um treinador a fazer “um excelente trabalho”.

“Temos tudo para fazer um excelente jogo, independentemente de ser a primeira partida oficial. [Ganhar] é o grande objetivo“, atirou.

https://www.instagram.com/p/CFIZt3zgjqQ/

Descartando a pressão “zero” que sente, uma marca “dos grandes treinadores e equipas”, o Benfica tem “responsabilidade de passar a eliminatória”, com vista a chegar à fase de grupos.

Sobre a pandemia de covid-19, doença com a qual está infetado o guarda-redes Mile Svilar, Jesus disse que é preciso “saber conviver com a covid-19” e lembrou que, no Flamengo, teve 11 jogadores infetados.

Ainda assim, o lado negativo da pandemia prende-se com os jogos à porta fechada, defende o técnico, porque este sistema, a uma só mão e sem adeptos, “não beneficia ninguém, nem quem joga fora nem quem joga em casa”.

Falta “a mesma adrenalina”, afiançou, mas ainda assim este primeiro jogo oficial dos lisboetas “é uma final”, que se enquadra na ambição de Jesus e do Benfica de “chegar o mais longe possível nas competições europeias”.

Também presente na conferência de imprensa em Salónica, o médio Pizzi disse que o Benfica entra “em todos os jogos para vencer” e, para isso, os jogadores terão de “entrar fortes, concentrados e determinados”.

“Temos vindo a trabalhar muito bem nesta pré-época, a assimilar as ideias do treinador. (…) Os reforços são jogadores de muita qualidade, vêm acrescentar muita coisa à nossa equipa”, afirmou.

Sobre a formação de Salónica, o internacional português destaca os “bons jogadores” e um treinador “com provas dadas no futebol português” e que garante equipas com “uma maneira muito positiva de jogar”, o que permite “um grande jogo, difícil, contra uma equipa de qualidade”.

Abel não esconde favoritismo do Benfica

O treinador do PAOK, Abel Ferreira, assumiu o “objetivo” de atingir, pela primeira vez, a fase de grupos da Liga dos Campeões de futebol, embora admitindo que o Benfica é favorito para o embate da terceira pré-eliminatória.

“O Benfica é favorito, não vamos esconder isso, mas o PAOK quer fazer história, tem o objetivo de passar à próxima fase e é isso que vamos procurar fazer”, afirmou o técnico português, na conferência de imprensa de antevisão da partida.

Depois de ter eliminado o Besiktas, na segunda pré-eliminatória, a formação grega está decidida a ultrapassar o Benfica nesta eliminatória a um só jogo, para seguir para os ‘play-offs’ e ficar ainda mais próxima de uma inédita presença na fase de grupos da ‘Champions’.

“Temos a mesma pressão que tínhamos contra o Besiktas. Aliás, agora até aumentei a pressão, porque [a qualificação] deixou de ser um sonho e passou a ser um objetivo. Quem representa o PAOK tem de estar preparado para vencer qualquer adversário e em qualquer estádio”, vincou o antigo técnico do Sporting de Braga, de 41 anos.

Embora considere que o Benfica “tem um bom treinador, bons jogadores e fez um dos maiores investimentos da história”, Abel Ferreira assegurou que os ‘encarnados’ vão ter pela frente “uma equipa com muita ambição e disciplina”, reforçando: “Enquanto treinador, sempre fui habituado a fazer mais com menos. Foi assim que cresci como treinador.”

O sérvio Andrija Zivkovic, que há poucas semanas reforçou o PAOK, depois de rescindir contrato com o Benfica, mereceu elogios de Abel Ferreira, que se regozijou com a chegada de “um jogador de muita qualidade” ao plantel da formação helénica.

Por outro lado, o treinador lamentou a ausência de público nas bancadas do estádio Toumba, face à pandemia de covid-19, salientando que “a força” do clube de Salónica “vem muito também dos seus adeptos”, que acrescentam “mais 50% de motivação, ambição e exigência” à equipa.

Já o defesa José Ángel Crespo antecipou “um jogo difícil”, perante um Benfica que é “uma grande equipa, agressiva, que faz muita pressão quando não tem a bola, com um grande jogo entre linhas e com muita qualidade individual”.

“Conhecemos a equipa um pouco melhor por termos jogado com eles há dois anos [nos ‘play-offs’ da Liga dos Campeões], mas eles também mudaram muitos jogadores. É uma grande equipa, mas vamos dar o nosso melhor”, disse o espanhol.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Decisão da insolvência da Groundforce pode demorar dois meses. Salários de maio em risco

Os salários de maio de 2400 trabalhadores da Groundforce devem ser pagos dentro de duas semanas, mas é grande a probabilidade de que isso não aconteça, à semelhança do que ocorreu em fevereiro, elevando as …

Pedro Nuno Santos garante que investimento público em redes de nova geração vai avançar

Pedro Nuno Santos garantiu, na quinta-feira, que o “investimento público” em redes de comunicações eletrónicas “vai avançar”, de forma a levar conectividade às regiões do país onde as redes das operadoras privadas não chegam. O ministro …

PPP hospitalares geraram poupanças para o Estado

O Tribunal de Contas publicou um relatório em que sustenta não ter dúvidas sobre as vantagens que as parcerias público-privadas (PPP) na saúde trouxeram ao Estado, ao longo da última década. Os hospitais em parceria público-privada …

Banco de Fomento está a integrar trabalhadores do antigo BPN

O Banco Português de Fomento está a recrutar colaboradores do antigo BPN para desempenhar funções técnicas, numa altura em que a Parvalorem, onde estão integrados, solicitou ao Executivo o estatuto de empresa em reestruturação. Segundo apurou …

PAN começa a ser julgado por falsos recibos verdes

O PAN vai começar a ser julgado este mês devido ao caso dos falsos recibos verdes. O partido enfrenta três processos judiciais, sendo que o arranque do julgamento do primeiro está marcado para 17 de …

Radovan Karadzic vai ser transferido para o Reino Unido

Radovan Karadzic, antigo líder dos sérvios da Bósnia condenado por genocídio no massacre de mais oito mil muçulmanos bósnios em Srebrenica, em 1995, vai ser transferido para o Reino Unido, onde vai continuar a cumprir …

Adjunta de Matos Fernandes era sócia de empresa que fez negócios com o ministério

Entre 2016 e 2019, a secretária de Estado do Ambiente, Inês Santos Costa, acumulou funções quando integrou o gabinete de João Pedro Matos Fernandes, na qualidade de adjunta, sendo, na altura, sócia de uma empresa, …

Cavaco acusa Governo de Costa de continuar a alimentar "monstro" da despesa pública

Cavaco Silva volta a criticar o Governo de Costa, desta vez por criar “impostos adicionais” sobre “tudo o que mexe” para alimentar “o monstro” da despesa pública. O ex-primeiro-ministro e antigo Presidente da República Aníbal Cavaco …

Dívidas de Vieira investigadas. Com falência à vista, grupo do líder do Benfica pagou viagens de luxo

Afinal, o Fundo de Resolução nunca aceitou a reestruturação das dívidas do grupo empresarial de Luís Filipe Vieira, ao contrário do que foi dito aos deputados na Comissão Parlamentar de Inquérito aos grandes devedores do …

João Rendeiro condenado a 10 anos de prisão

João Rendeiro, antigo presidente do Banco Privado Português (BPP), foi condenado a 10 anos de prisão efetiva esta sexta-feira. O tribunal condenou o ex-presidente do Banco Privado Português (BPP), João Rendeiro, a 10 anos de prisão …