Bebés aprendem melhor se dormirem a seguir

D. Garding / Flickr

-

As longas sestas são essenciais para a aprendizagem na primeira infância, de acordo com um estudo da Universidade de Sheffield.

Pesquisas com 216 bebés de até 12 meses indicam que estes não conseguiam recordar novas tarefas se não tirassem uma longa sesta pouco depois de aprender alguma coisa nova.

A equipa de investigadores da Universidade de Sheffield sugere que o melhor momento para aprender parece ser pouco antes de dormir, e enfatiza ainda a importância de ler histórias antes de as crianças dormirem.

Os especialistas acreditam que o sono seja muito mais importante nos primeiros anos de vida do que em outras idades.

As pessoas passam a maior parte do tempo enquanto bebés a dormir, em comparação com outros anos da vida. Apesar disso, os investigadores de Sheffield e da Ruhr University Bochum, na Alemanha, dizem que “pouco se sabe” a respeito do papel desempenhado pelo sono no primeiro ano de vida do bebé.

Aprender, dormir, repetir

Os cientistas ensinaram novas tarefas, sob a forma de brincadeiras com marionetas, a bebés de 6 a 12 meses de idade.

Metade dos bebés dormiu até quatro horas depois da aprendizagem, enquanto os demais não dormiram ou tiraram sestas curtas, de menos de 30 minutos.

No dia seguinte, os bebés foram estimulados a repetir o que tinham aprendido.

Os resultados, publicados na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, mostram que o ato de “dormir como um bebé” foi vital para a aprendizagem.

Em média, uma tarefa e meia puderam ser repetidas após uma longa sesta.

Por comparação, os bebés não conseguiam repetir nenhuma tarefa se não tivessem dormido o suficiente.

“Os que dormiram após aprender conseguiram assimilar bem; os que não dormiram não aprenderam nada”, disse à BBC Jane Herbert, do departamento de psicologia da Universidade de Sheffield.

A investigadorea explicou que se presumia que os bebés conseguiam aprender melhor quando estavam mais despertos. No entanto, “talvez os eventos ocorridos pouco antes do sono sejam os mais importantes”.

As descobertas mostraram também o quão valioso é ler livros com as crianças antes de estas dormirem.

Estes resultados são reforçados por um estudo do ano passado que identificou os mecanismos da memória durante o sono, que apontou como novas ligações entre as células cerebrais são formadas durante o sono.

Ressalvas

“Talvez o sono seja muito mais importante em algumas idades do que em outras, mas tudo isso ainda precisa ser estabelecido de forma mais rigorosa”, ressalta o profesor Derk-Jan Dijk, cientista do sono na Universidade de Surrey.

O especialista afirma que os bebés “certamente precisam dormir bastante” para estimular a aprendizagem, mas concentrar essa aprendizagem nos momentos pouco antes de dormir talvez não seja a melhor alternativa.

“O que os dados nos mostram é que dormir depois de aprender é positivo, mas não que estar com sono durante a aprendizagem seja positivo”.

Também há um crescente interesse no sono e na memória no outro extremo da vida: na terceira idade, principalmente levando-se em conta problemas neurodegenerativos, como a demência.

Acredita-se que estimular o sono possa retardar a deterioração da função da memória.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

A água é comum nos mundos extraterrestres (mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava)

A presença de água em exoplanetas é comum, mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Para chegar a …

"Encontrei a minha alma gémea". Presidente do Flamengo disposto a (quase) tudo para segurar Jesus

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ficou encantado com Jorge Jesus logo quando o conheceu. É o que o dirigente diz numa entrevista, onde admite que encontrou a sua "alma gémea", não revelando dados sobre …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …

Costa e Centeno discutiram no Conselho Europeu (e foi Centeno quem ganhou)

António Costa e Mário Centeno envolveram-se numa "discussão directa" em pleno Conselho Europeu que deixou os restantes membros do Eurogrupo perplexos. Em causa esteve o primeiro orçamento da Zona Euro, com o primeiro-ministro de Portugal …

Sondagens. Livre cai a pique, Montenegro lidera corrida ao PSD

O PS lidera as intenções de voto com 37,1% e um avanço de 10,2 pontos percentuais sobre o PSD numa sondagem em que o Livre surge com metade da votação alcançada nas legislativas em outubro. Num …

ONU chama a atenção para consumo de tramadol (erradamente considerado menos letal que fentanil)

A crise derivada do consumo excessivo de opóides e as mortes daí decorrentes já levaram empresas norte-americanas que os produzem a receber milhares de ações judiciais. Contudo, a Organização das Nações Unidas (ONU) chama a …

Mais de 50 jornalistas subscrevem abaixo-assinado em defesa de Maria Flor Pedroso

Mais de 50 jornalistas, entre os quais Adelino Gomes, Henrique Monteiro, Anabela Neves e Francisco Sena Santos, subscreveram esta sexta-feira um abaixo-assinado em defesa da jornalista Maria Flor Pedroso, diretora de informação da RTP. "Confrontados com …

O maior sítio arqueológico submerso do mundo é no México (e está a surpreender os especialistas)

Uma equipa de especialistas está a explorar há cerca de quatro anos o Grande Aquífero Maia, localizado no México, e tem feito descobertas surpreendentes que vão desde numerosos sítios arqueológicos a vestígios de homens primitivos.  Durante …