Bebé morre depois de médica recusar tratamento

Paul Goyette / Wikimedia

-

Um bebé de um ano e meio, que sofria de uma doença neurológica, morreu esta quarta-feira, no Brasil, depois de a médica que foi prestar socorro se recusar a fazê-lo porque alegadamente já estava no fim do turno.

Segundo o site O Dia, Breno Rodrigues Duarte da Silva, um bebé de um ano e meio que vivia na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, estava com uma gastroenterite, por isso, os pais decidiram chamar uma equipa médica para prestar auxílio.

A médica responsável dirigiu-se ao condomínio mas, contrariamente ao que seria suposto fazer, não entrou no edifício e recusou-se a prestar socorro à criança, que sofria de uma doença neurológica. A profissional alegou que já estava no fim do turno.

O sistema de videovigilância da residência mostra a médica a chegar na ambulância, a rasgar uns papéis e a ir embora. Uma hora e meia depois, o menino faleceu.

“Eu estava a ligar de dez em dez minutos para saber da ambulância. Quando chegou, às 11h00, o meu filho já tinha morrido”, afirma Rhuana, a mãe da criança, ao site G1.

O sentimento é de tristeza porque lutámos pelo nosso filho que é especial. Foi um ano e meio a lutar para que ele ficasse connosco, e depois vemos desinteresse de uma profissional que devia ter atendido o pedido na hora e não o fez. Perdemos o nosso filho”, disse Felipe, pai do menino.

Ela simplesmente abandonou o atendimento, a técnica de enfermagem que a acompanhava tentou convencê-la a subir, mas ela ficou em frente ao prédio, como se tivesse em surto. Não posso dizer que se negou, porque ela pode dizer que passou mal, que aconteceu algo com ela. Tem que se esclarecer. É uma situação que nos entristece muito”, afirmou Orlando Rubens Lisboa Corrêa, presidente da Cuidar, empresa que prestou o serviço.

Além disso, o responsável nega que a médica estivesse no fim do seu turno, revelando até que estava precisamente a começar. “Ela começou às sete da manhã o plantão. Se não era o primeiro, era o segundo atendimento dela. Estava próximo do condomínio e chegou com rapidez”, disse ao Dia, confirmando ainda que os documentos rasgados pela médica eram da solicitação do atendimento.

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) já abriu um inquérito para apurar a assistência médica prestada à criança. A”Cuidar Emergências Médicas” já enviou todas as informações sobre a profissional e o atendimento que não foi concluído. O Cremerj lamenta a morte do bebé e afirma que investigará minuciosamente o caso”.

Entretanto, os pais já fizeram uma queixa na polícia, que também já abriu uma investigação para apurar as circunstâncias em que o bebé morreu depois de não ter sido socorrido. Os agentes analisaram as imagens das câmaras de segurança e disseram que há indícios dos crimes de homicídio culposo e supressão de documento.

O próximo passo das investigações será ouvir o porteiro do condomínio, o motorista da ambulância e a própria acusada.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Há pessoas a exercer profissões para as quais nunca tiveram vocação e pior ainda a falta de profissionalismo e total desrespeito pela vida alheia, possivelmente poderá ser condenada mas neste caso a melhor e mais correta penalização seria não exercer mais a profissão porque outras vidas poderão vir a estar em risco no futuro.

RESPONDER

China constrói centro de quarentena em Hebei para quatro mil pessoas

Um centro de quarentena com capacidade para mais de quatro mil pessoas está a ser construído na cidade de Shijiazhuang, com 10 milhões de habitantes, na província de Hebei, afetada por um surto de covid-19. Imagens …

Especialistas preveem mais birras e frustrações nas crianças durante o novo confinamento

A falta das brincadeiras e da socialização, aliadas a um aumento da exposição aos ecrãs, podem originar mais birras, desentendimentos e frustrações das crianças e jovens que regressam a casa para um novo confinamento, asseguram …

Musk oferece prémio de 100 milhões por tecnologia para capturar carbono

Elon Musk lançou um novo desafio: O CEO da Tesla e da SpaceX vai oferecer um prémio de 100 milhões de dólares a quem projetar uma tecnologia eficaz de captura de carbono. Elon Musk sabe que, …

PSP multou 406 pessoas (e deteve 16) este fim de semana

A PSP deteve, durante o passado fim de semana, 16 pessoas e multou 406 por incumprimento do dever geral de recolhimento, num total de 621 operações de fiscalização. Dos detidos, “dez foram por desobediência ao …

SpaceX envia recorde de 143 satélites e cinzas humanas num único foguete

A SpaceX enviou no domingo um recorde de 143 satélites num único foguete, como parte do novo programa de carga partilhada entre empresas a um custo mais baixo, entre elas a funerária Celestis, que mandou …

Viagens de residentes caíram 84,8% para fora e 18,5% em Portugal no 3.º trimestre de 2020

As viagens turísticas de residentes em Portugal diminuíram 84,8% com destino ao estrangeiro e 18,5% em território nacional, no terceiro trimestre de 2020, em termos homólogos, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE). Segundo as …

Santander encerrou 60 balcões em 2020 e prevê fechar mais 30 até março

O Santander encerrou 60 balcões em 2020 e estima fechar mais cerca de 30 este trimestre, numa adaptação ao modelo de negócio que diz obrigatória para sobreviver. A Comissão Executiva do Santander, que assina a carta enviada …

Instituto Pasteur interrompe desenvolvimento de vacina

O Instituto Pasteur anunciou esta segunda-feira ter parado o desenvolvimento do seu principal projeto de vacina contra a covid-19, porque os primeiros ensaios demonstraram ser menos eficaz do que se esperava. Um outro agente francês, o …

Maduro anuncia "gotas milagrosas" 100% eficazes contra a covid-19

Este domingo, o Presidente venezuelano Nicolás Maduro apresentou um suposto medicamento desenvolvido no país que descreveu como "gotas milagrosas", 100% eficazes contra a covid-19. O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, apresentou este domingo umas gotas que …

Associação de Juízes pede urgência na aprovação de lei sobre suspensão de prazos processuais

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) pediu esta segunda-feira ao Governo e ao parlamento a "maior urgência" na aprovação da proposta de lei que determina a suspensão dos prazos nos processos judiciais não urgentes. Segundo …